Sentimento de culpa pelo falecimento / Reconhecer que não estava ao seu alcance

Algumas pessoas se cobram de coisas que não dependem delas, que não tem como prever ou impedir:

  •  “Ele não teria morrido se eu tivesse percebido que ele estava mal, se eu tivesse  chamado um médico um pouco antes”
  • “não teria acontecido essa tragédia se eu não tivesse planejado a viagem”
  • “se eu não tivesse deixado ele sozinho, ele não teria cometido o suicídio. ”

A dor é grande quando acontece o falecimento de alguém querido. A pessoa fica fragilizada e pode ter dificuldade para aceitar e lidar com a situação. Nesses momentos ela pode se sentir culpada, como se tivesse alguma responsabilidade sobre a morte daquele que lhe era querido.

É importante a pessoa perceber que tem coisas na vida que ela não terá controle. É necessário lidar com o sentimento de impotência. Não existe super heróis, não é possível todo esse poder de impedir ou mudar o trajeto da vida ou da morte, pois são muitas coisas que envolvem esse percurso. Tem situações que não depende de “nós”.

É preciso enfrentar a dor, aceitar que a pessoa querida não voltará, e não terá como mudar o que aconteceu. O importante é ficar com as boas recordações, com os bons momentos. O foco deve ser nas boas lembranças, naquilo que foi especial.

É indicado o acompanhamento com o psicólogo quando a pessoa não consegue superar o falecimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *