Sentimento de culpa pelo falecimento X Reconhecer que não estava ao seu alcance

É comum algumas pessoas se cobrarem de coisas que não dependem delas, que não tem como prever ou muitas vezes impedir:

  •  “Se eu tivesse percebido que ele estava mal, chamado um médico um pouco antes, ele não teria morrido”
  • “Se eu não tivesse planejado a viagem, não teria acontecido essa tragédia”
  • “Se eu tivesse prestado mais atenção… não teria o deixado sozinho. Eu poderia ter impedido que ele cometesse o suicídio”

A dor é muito grande quando acontece a perda de alguém querido. Ainda mais quando se trata de um acontecimento que envolve acidente, doença ou suicídio. A pessoa fica muito fragilizada, e pode ter dificuldade para aceitar e lidar com a situação. Com isso, pode vir o sentimento de culpa, como se de alguma forma fosse responsável pela morte.

Precisa perceber que tem coisas na vida que não temos controle. É necessário lidar com o sentimento de impotência. Não somos Deuses, não temos esse poder de impedir ou mudar o trajeto da vida ou da morte, pois são muitas coisas que envolvem esse percurso. Tem coisas que não depende de “nós”.

É preciso enfrentar a dor, aceitar que a pessoa querida não voltará, e não terá como mudar o que aconteceu. O importante é ficar com as boas recordações, com os bons momentos. O foco deve ser naquilo que foi especial e gostoso. Quando a pessoa não consegue fazer isso, é fundamental buscar o psicólogo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *