Não consigo namorar / dificuldade em começar ou manter um namoro

Pessoas interessantes, bonitas, inteligentes, simpáticas… mesmo com todas essas qualidades, muitas vezes têm dificuldade em namorar, ou em arranjar “bons” namoros. Mas por que isso acontece? A resposta para essa pergunta costuma gerar muita ansiedade e angustia. Normalmente esse problema de relacionamento amoroso envolve muitas coisas.

Cada pessoa tem a sua forma de ver a vida, o seu jeito de ser, os seus valores e suas experiências na vida amorosa. Essa “bagagem” influencia em como a pessoa vai se relacionar consigo mesma, e consequentemente como ela vai se relacionar com aquele que ela está interessada. Tudo vai depender de como ela administrará suas experiências e emoções que estão “dentro da mala”. Tudo que ela viveu e todas as suas características podem ser aproveitadas de forma positiva ou de forma negativa.

Normalmente o que atrapalha o começo do namoro, ou então a continuidade do namoro é a pessoa com:4559948397_0c3cc134b6

  • Baixa autoestima: sente que é inferior, não é boa o bastante, e assim não se aceita como “é”. Não se valoriza e não acredita que é merecedora de amor e de carinho, de respeito. Sem perceber, acaba demonstrando de alguma forma essa insegurança para os outros: Fica carente, insegura, tímida, ou até mesmo agressiva. Isso pode criar barreiras e afastar os possíveis pretendentes, ou então, afastar os “bons” pretendentes. Muitas vezes escolhe quem não quer algo sério ou ainda quem não é “legal”, deixando de enxergar e dar chance para as possíveis relações bacanas;
  • Muita sede ao pote: joga uma carga e uma ânsia muito grande e difícil do outro suportar. Não consegue curtir o momento e deixar as coisas acontecerem naturalmente e no seu tempo. Deposita toda a expectativa de um futuro em cima de quem ela está interessada, como se o paquera tivesse que tornar a vida da pessoa mais interessante e “feliz”. Isso o assusta, fica pesado e cansativo para ele.
  • Quer alguém perfeito: enxerga e aponta somente os defeitos nos outros, ninguém nunca é bom o suficiente. Esse olhar extremamente crítico e idealizado é sufocante. O interessado vê essas cobranças como um fardo muito grande carregar e aceitar. Essa postura intimida os possíveis pretendentes. Ninguém vai conseguir corresponder a todas as expectativas da pessoa. Os príncipes ou as princesas só existem em contos de fada. E assim, a pessoa fica sozinha, lamentando, não entendendo porque os outros não se aproximam. Não percebe que é ela mesma quem não dá espaço para se aproximarem.
  • “Grudenta”: abre mão da sua individualidade, e passa querer viver só vida a dois. Começa a implicar quando o pretendente ou namorado quer ver os amigos. Isso se torna um problema, fica sufocante. É importante cada um ter os seus momentos sem o outro. O casal deve se completar, com companheirismo e cumplicidade, respeitando o espaço de cada um. É necessário o equilíbrio, nem 8 e nem 80. O casal possessivo acaba anulando aquilo que é o mais interessante e bacana no parceiro.   
  • Quer ter o controle sobre o companheiro (a), tentando dominar e dizer como o outro deve se comportar, pensar e ser. Exige mudanças na personalidade do pretendente ou namorado, tentando transformar ele em alguém que não é. Isso gera sentimento negativo e destrutivo para a relação.

É fundamental entender que a pessoa é responsável pela sua própria felicidade, o companheiro será apenas alguém que participará de sua vida. Independente de estar ou não namorando, a pessoa precisa manter suas atividades e amizades, se gostar e se valorizar, para aí o outro gostar, valorizar e respeitar ela. É dessa forma que a pessoa poderá encontrar alguém “especial”, mantendo uma relação saudável.

Caso a pessoa comece a sentir muitas frustrações em relação aos relacionamentos amorosos, prejudicando a sua vida, é importante buscar um psicólogo para ele ajudar a entender “o que está acontecendo”.

337 thoughts on “Não consigo namorar / dificuldade em começar ou manter um namoro

  1. Inconformado

    Olá , tenho 23 anos e nunca namorei ! Apesar de não ter muitos amigos não sou tímido , sempre quando vejo uma mulher atraente tento puxar papo , díficelmente me falta assunto mais nunca consigo nada , quando consigo um número de telefone elas dão sempre desculpas esfarrapadas para não se encontrarem novamente comigo . Venho enfrentando isso desde a adolescencia e não sei mais o que fazer ; Me sínto triste e solítario por conta desse problema com o sexo oposto , gostaria de um conselho .

    Reply
    1. Psicologa

      É natural “levar foras”, às vezes realmente a pessoa não se interessou por você, isso acontece com todo mundo. Mas é importante prestar atenção porque acontecem, em porque a conversa não fluiu, no que você pode melhorar … Talvez seja a forma que você “chegue” e os assuntos que costuma puxar… Não existem regras, mas é sempre bom ter um papo descontraído e com bom astral para conversar… Quem sabe alguns amigos (aqueles que sejam coerentes e bacanas) possam te dar uns toques sobre o que perceberam que pode estar prejudicando as suas investidas. O olhar daquele que está próximo pode ajudar!
      E quanto à parte de sentir triste e solitário, deixo uma dica: Não espere que o outro torne a sua vida feliz, essa expectativa pode afastar e prejudicar as relações, como: “Muita sede ao pote”; Também se torna pesado para a companheira suprir algo que é você quem tem que preencher. Os namoros são um complemento na vida, não a “salvação”.
      Abraço!

      Reply
      1. wagner

        Olá, tenho 29 anos e também nunca namorei. Não consigo ter um relacionamento intimo com uma mulher apenas amizades. Não me acho interessante o suficiente e tenho uma deficiência no braço direito. Sofro muito com isso, tentei me relacionar ou melhor conversar e conhecer algumas mulheres pela internet mas também sem sucesso. As conversas não foram adiantes, cheguei me encontrar com algumas. Mas na hora H, não consigo agir com naturalidade, e a as mulheres perdem o interesse pela minha pessoa.

        Reply
        1. Psicologa

          Boa noite Wagner,
          Primeiro você precisa trabalhar sua autoestima. Se você não se achar interessante, não se sentirá confiante e merecedor de uma pessoa bacana ao seu lado, de um relacionamento saudável. Algumas pessoas acreditam que os problemas estão no seu físico (não se acham bonitas o suficiente, acham que alguma característica física ou deficiência é responsável por sua infelicidade), mas na verdade não é essa a “grande questão”. O estado emocional de se sentir inferior é o que dificulta se relacionar.
          Por esse motivo indico você fazer acompanhamento psicológico, para superar obstáculos que você mesmo cria. É sua mente quem está trazendo “problemas” nessa investidas.
          É importante você se valorizar, se sentir merecedor de amor, se sentir bem consigo mesmo. Busque se gostar, realçar e reafirmar as coisas legais e bonitas em você!
          Abraço!
          Psicóloga Michelli Duje

          Reply
        2. lake@gmail.com

          Cara vou te dar uma dica… se você saiu com a mulher quer dizer que ela já ta afim então temos 50% andado. Sempre tem a chance de levar um fora, afinal, não é uma ciência exata onde 2+2 = 4, mas cabe a você chegar na moça conversar numa boa. Converse sobre diversos assuntos, bares, baladas, comidas salgadas, doces, especialidades, viagens, sobre a pessoa, família, gosto musical, hobbys, estudos, profissão, sonhos, filmes… Você tem uma imensidão de assuntos que pode tocar, só deixar o papo fluir naturalmente, conte histórias engraçadas, coisas que aconteceram e acontecem. Olhe sempre nos olhos da pessoa, de forma tranquila e confiante. Não fique se gabando, não fique elogiando muito, avance aos poucos, toques leves nos braços com a palma da mão virada pra você mesmo, faça ela se acostumar com você e gostar de sua presença e com a sua pessoa. Antes de leva-la embora, diga que você gostou muito da companhia e que gostaria de fazer uma coisa, vá em direção a ela e beije-a. Ou na hora de deixar na casa dela, quando for se despedir, beije-a no rosto e avance para a boca. Se ela não quiser, vai virar o rosto, não leve pro lado pessoal, cada pessoa tem um gosto diferente nem sempre ganhamos.
          Posso dizer que 70% dos casos, fiz isso e deu certo.
          As outras 30% ? tinham mal gosto. E vou ser sincero, eram lindas mas muito arrogantes.
          Foco e atitude que as coisas são como devem ser. Hoje namoro uma mulher linda, que me ama demais. Desejo a mesma sorte a ti…

          Reply
        3. Rafaela Leme de Oliveira Rocha

          Ola! Tenho 19 anos e há dois anos tive um relacionamento com um cara mais velho e que durou cinco meses, desde nosso término nunca mais fiquei com ninguem.. faz dois anos que eu não sei nem oque é um beijo.. algo em mim bloqueia.. as vezes ate marco encontros mas amarelo e prefiro ficar sozinha. Nao gosto mais desse ex.. tanto que hoje ele é casado e eu não sinto nada.. mas mesmo assim não consigo me relacionar com mais ninguém.

          Reply
      1. valdinei

        o elen sabe sei que é difícil mais a vida e cheia de autos e baixos tbm tenho este problema pois o meu medo e de encontrar alguém para brincar ai não é bom

        Reply
      1. Anônimo

        Tenho sua mesma idade e passo pela mesma situação. Já me interessei várias e várias vezes por meninas, mas, sempre que me declarei, fiquei na friendzone.

        Reply
    2. Maria

      Olá psicóloga
      Me chamo maria,,tenho 20 anos!
      Bom minha história e a seguinte, namorei um rapaz por 1 mês,ele foi meu primeiro namorado, gostava muito dele, apesar de ser pouco tempo foi um sentimento muito intenso , eu estava muito apaixonada! Mas a gente brigava muito,claro q casal brigar e normal, mas eu tinha muitas dúvidas sobre ele,ao mesmo tempo q ele demonstrava que estava também apaixonado eu ainda continuava com o pé atrás com ele! Ele queria tá todo final de semana no pagode, e eu acho q a partir do momento que se estar em um relacionamento tem que ter um limite de amba as partes , enfim a gente brigava todo dia por motivos bobos,e eu ja estava me sentindo sufocada,o encanto foi se acabando,e aquele amor todo q ele dizia sentir por mim acabou em questão de minutos! Eu resolvir por um fim na relação, mesmo sabendo q eu iria sofrer bastante,e sofrir mesmo,entrei de cabeça em algo que na verdade não existia. Tentei reatar com ele mas foi em vão, achei q meu mundo iria acabar naquele momento,mas hoje 7 meses depois percebi que me fiz um bem! Pq 1 mês depois que a gente terminou ele começou a namorar outra menina,terminou com essa menina ,e agora já estar com outra, eu queria que vc me desse um conselho é me falasse que tipo de cara ele é pq se for carência ele deve tá no nível máximo! E foi assim que percebi q ninguém vale nosso sofrimento! Você acha que estou certa ??? Me da um conselho pra ver se ele sai da

      Reply
  2. jessé lima santos

    BOA NOITE. ESTOU NOIVO A QUASE DOIS ANOS E NAMORANDO A QUASE TRÊS, ESTOU PASSANDO EU ACREDITO PELO PIOR MOMENTO EM MEU RELACIONAMENTO, A FALTA DE RELACIONAMENTO, DIALOGO, E TROCAS DE ACUSAÇÕES.
    NÃO ERA ASSIM, MAS ESTA A CADA DIA PIOR, EU SEI QUIE POSSO SER MELHOR MAS NÃO ESTOU CONSEGUINDO E PERCEBO QUE A MINHA PARCEIRA ESTA ESGOTADA, POR FAVOR AJUDE A SALVAR NOSSO RELACIONAMENTO.

    Reply
    1. Psicologa

      Jessé,
      É importante você pensar: O que está gerando essas brigas?
      Às vezes as pessoas acumulam magoas, não falam para o outro o que realmente está chateando, e de repente passam a brigar por tudo. É importante perceber o que está provocando essas discussões.
      Uma técnica que facilita entender o motivo dessas brigas é escrever aquilo que está o incomodando. Escreva o que tem provocado o bate-boca. Depois avalie o que escreveu, analisando o que é seu (insegurança, medos, questões que já foram resolvidas do casal, problemas no trabalho,… ) e aquilo que é da sua noiva (comportamentos dela). Perceba que mesmo que um comportamento dela te incomode, não significa que ela esteja errada. Após todo esse trabalho de autoconhecimento, é hora de treinar o diálogo de forma assertiva. Ou seja, precisa dizer a sua noiva quais os comportamentos e atitudes dela que estão te deixando irritado ou triste. Ao falar sobre isso, lembre-se de colocar como está se sentindo, sem atacar o outro. Também de oportunidade e abertura para ela falar o que a incomoda. Escute aquilo que ela tem a dizer, perceba o que você precisa mudar.
      Alguns medos podem estar levando vocês a terem esses conflitos. Pensem se há algo por trás de tudo isso…
      Desentendimentos acontecem nos relacionamentos. É necessário lidar com os problemas e enfrentar a situação de forma não agressiva. É fundamental equilibrar os conflitos com os momentos de prazer. Não se esqueçam dos momentos bons, de curtirem um ao outro, passearem, fazerem o que gostam juntos. Resgatem aquilo que levou vocês se apaixonarem. Voltem a namorar.
      Veja o post “Como acabar com as brigas no relacionamento amoroso?” http://curitibapsicologa.wordpress.com/2013/05/20/como-acabar-com-as-brigas-no-relacionamento-amoroso/
      PS: É do casal a responsabilidades e o movimento de conseguirem “salvar” o relacionamento, não há ninguém que possa fazer isso por vocês. O atendimento com psicólogo pode ajudar nesse processo de reconciliação.

      Abraço!

      Reply
  3. wellington

    Tenho dificuldades para tomar iniciativa e “chegar” em alguém. Sempre fui muito amigo e respeitador (o cara que seria bom para toda mulher) só que eu percebo que isso não me ajuda em nada, acabo sempre virando um grande amigo para elas. Eu queria tanto ter mais atitude para me aproximar e não terminar como apenas um bom amigo. Deixo bem claro minhas intenções mas o meu respeito exagerado parece que me impede de ir mais além e tomar iniciativa sem me importar com a possível reação delas, já pensei em mudar meu jeito de ser e largar tudo isso pra lá e agir como um cafajeste e ficar por ficar e pronto. Já não sei como resolver meu próprio problema.
    PS.: Muito boa a matéria! Parabéns.

    Reply
    1. Psicologa

      Wellington,

      É importante pensar quais são as suas dificuldades em “tomar iniciativa”. Quais são elas? Qual o motivo? Quais sentimentos tornam esse “chegar” complicado?
      Quando se aproxima, que “mensagem” você passa para a mulher? (imagem corporal, estilo da conversa, interesse, …). Os homens que atraem maior número de mulheres, normalmente são aqueles que passam segurança. Segurança significa “sentir-se confiante”. Não confunda com ser boçal, prepotente, arrogante ou “mau caráter”.
      Quando você diz que deixa claro sobre suas intenções, reflita se primeiro você se aproximou por amizade e depois que já formou amizade, revela o seu interesse. Se for dessa forma, será que você cria expectativas com as mulheres que demonstram querer apenas a sua amizade e nada mais.
      E não se engane… Os “cafajestes” também levam fora, e com frequência. Mas normalmente, como não estão em busca de algo sério, eles se envolvem com várias mulheres, não se importando com o que elas têm a oferecer (se elas têm afinidades, interesses, conversas em comum com ele). Eles não se relacionam efetivamente com elas, estão em busca apenas da relação física, então não são muito criteriosos, por esse motivo tendem a ter mais “ficadas”.
      Também acredito que agir como um “cafajeste” não irá lhe “trazer” o que realmente deseja. Se quer um relacionamento saudável e duradouro, acho que o caminho não é este.
      Provavelmente não é o seu respeito às mulheres que as fazem não se interessar por você…
      Se deseja melhorar a habilidade de se relacionar, penso que não é interessante mudar “quem você é”, apenas aprimore seus potenciais. Talvez seja interessante modificar alguns comportamentos, mas avalie tudo antes de realmente começar a mudança. Perceba o que é preciso melhorar. Peça apoio para pessoas coerentes que você conhece e possam te ajudar (quem te conhece pode já ter visto o que você faz “errado”). Quem sabe até mesmo uma amiga pode te auxiliar. Se for necessário, faça acompanhamento com um psicólogo capacitado, ele poderá te facilitar esse processo de auto percepção e reconhecimento.

      Abraço!

      Reply
      1. Sam

        Cara, eu tenho 29 anos de idade e comecei minha vida afetiva aos 22 anos pouco depois de começar a frequentar a psicóloga por esses mesmos motivos. Durante todo esse tempo eu analisei com ela meus problemas, oque eu precisava melhorar, quais as barreiras encontradas e tb estudamos como se dá o inicio de um relacionamento (pq sim, não é regra, mas tem uma maneira mais conveniente de começar). E o melhor a se fazer pra chegar na mulher é só chegar se ela demonstrar interesse inicial. Isso vai te dar confiança e certeza que ela quer tb. Se ela não perceber interesse da parte dela, nunca chegue. Isso pode destruir sua auto estima, como destruiu muito a minha chegar em várias mulheres aleatórias!

        Reply
    2. Rita Silva

      Ola tudo bem? Não mude seu jeito pois é isso que o torna especial e diferente dos demais e com certeza mais cedo ou mais tarde vai aparecer uma pessoa que irá enxergar seu valor, raro nos dias de hoje. abraços

      Reply
  4. Adriana

    Confesso está sem esperança, estou com 45 anos e a 1O sem me relacionar, me sinto só.Será que ainda há esperança?

    Reply
    1. Psicologa

      Claro!
      Avalie o que está dificultando para não conseguir se relacionar.
      Perceba se há comportamentos ou medos que a “impede” de iniciar ou manter um namoro
      PS:Lembre-se, para as pessoas te acharem interessante, primeiro é você quem tem que se sentir uma mulher interessante e merecedora de uma pessoa bacana ao seu lado
      Abraço!

      Reply
  5. Sthéfani

    Olá, tenho 20 anos e estou no meu segundo relacionamento sério, porém meus relacionamentos nunca duram, sou sempre eu que acabo pois eu realmente gosto de ser solteira e chega uma “época” no relacionamento que eu preciso me “libertar” do relacionamento. Atualmente estou namorando há 10 meses e eu amo muito meu namorado, ele é tudo pra mim mas eu estou pensando em terminar com ele por isso, parece que quando eu to namorando eu fico irritada, triste, e solteira eu sou sempre muito feliz, o que eu faço?

    Reply
    1. Psicologa

      Sthéfani,
      É interessante você refletir para entender esse seu conflito: amo, mas não quero relacionamento sério.
      Pense e tente responder cada pergunta: O que te incomoda e te faz querer terminar quando está namorando? O que realmente te deixa triste e irritada quando está namorando? Tem como melhorar? O que te faz sentir presa no relacionamento? Como é a dinâmica desse relacionamento e dos outros que você teve? Existe o espaço um e do outro? Por que você se sente sufocada? Você está disposta no momento a dividir a sua vida com alguém?
      Todo relacionamento têm combinados, compromisso com o outro, entre outras coisas. Será que você quer realmente se comprometer com alguém? Quais são suas prioridades no momento?
      Para você saber o que fazer, antes precisa entender o que tem por detrás dessa confusão emocional. Você é nova, talvez tenha relação com a transição e algumas questões da sua vida e sua idade…. Caso você continue nesse conflito, indico um acompanhamento psicológico
      Abraço!

      Michelli Duje

      Reply
  6. Pastrinny

    Bom dia
    Tenho 24 anos, as pessoas que me relacionei disseram que sou certinho demais. A verdade e que eu levo a vide mesmo a serio e gosto das coisas bem feitas. Tive uma desilusao com quem me relacionei por 6 anos da minha vida, isso envolveu tudo que voce imagina que pode acontecer de ruim em um relacionamento. Eu nao sei se este e o motivo, mais de fato estou a 6 meses sem me relacionar, quando aparece alguem que demonstra esta a fim, eu quero puxar uma fiicha da pessoa, e conversar antes de qualquer coisa. Tambem nao tenho tolerado mais ciumes, porque isso nao me trouxe nada de bom, muito menos escandalos ou vulgaridade.
    Me sinto confortavel esperando, seria melhor eu tentar entrar em um relacionamento ou com o tempo eu mudarei e talvez encontrarei alguem (deixar acontecer)?

    Reply
    1. Psicologa

      Boa noite Pastrinny,
      Parece que você se magoou bastante com a pessoa com quem se relacionou, e também não conseguiu lidar e nem superar essas dores emocionais que foram deixadas. Acredito que é esse o motivo que tem feito você “levantar a ficha” das pessoas que tem conhecido, na tentativa de não se entristecer novamente. Mas acho que talvez seja interessante você tentar “olhar” de outra forma essa decepção. Pelo que entendi o que marcou foi o ciúme, “escandalos e vulgaridade”, como escreveu. Em todos os términos de relacionamentos a pessoa pode aprender e entender aquilo que não deseja mais, e pode melhorar. Então pense o que levou a chegar nesse ponto. Provavelmente não foi do dia para a noite que aconteceram tantas coisas ruins. Possivelmente já havia muitas coisas acontecendo antes de chegar ao estremo (houve uma parcela de responsabilidade sua nisso tudo? Talvez em não se posicionar, ou então sobre outra coisa… Tente entender os “sinais” daquilo que já mostrava que não ia para frente). Avalie o que foi legal e o que não foi legal nesse relacionamento. O que você poderia ter feito, o que você pode melhorar e mudar nos seus comportamentos? O que você quer e o que não quer em um próximo relacionamento?
      Quanto a entrar em outro relacionamento, eu acredito no seguinte: Primeiro é importante você superar essa ferida do seu último relacionamento. Não carregue uma bagagem negativa a um novo relacionamento (É importante conhecer a pessoa com quem vai se relacionar, mas não “levantar” a ficha por causa de um medo de um antigo relacionamento. Aí você será movido pelo medo, raiva, e outros sentimentos negativos, comparando com o antigo relacionamento. Isso não é saudável. Busque conhecer a pessoa com quem quer se relacionar, percebendo se ela tem qualidades, comportamentos e objetivos que te agradem). Também acredito que é necessário dar um tempo depois de terminar um relacionamento, para não tentar preencher um “buraco”. Dê tempo ao tempo, deixe cicatrizar a sua dor do último relacionamento, e deixe acontecer naturalmente se vier a conhecer alguém bacana…
      Aproveite esse tempo que está solteiro para se conhecer e se entender melhor.
      PS: é bom ser “certinho”, se for no sentido de se respeitar e respeitar o outro. Mas lembre que é preciso se posicionar e colocar limites nos relacionamentos. Estabeleça um limite para os outros, para eles te respeitarem e te valorizarem. Também perceba se esse certinho não significa inflexível, rígido, intolerante…
      Se as coisas não melhorarem, busque um acompanhamento com psicólogo, ele pode te ajudar bastante nesse processo de superação
      Abraço!
      Michelli Duje

      Reply
    2. pastrinny

      Medo… Depois de tudo eu busquei relacoes casuais, mais isso nao me agrada nem um pouco. Eu sei que errei em algo, nao me entra na cabeca as pessoas fazerem as coisas sem motivo. Depois de tudo, ainda ouvi desculpas, a pessoa tentou ficar comigo, mais eu nao quiz. A pessoa nao mudou, eu acho que nao posso esperar nada de ninguem.
      Este relacionamento comecou em cima de uma mentira, para ser mais especifico. Foram guardadas muitas coisas que aconteceram no namoro, e para pular tudo isso, a pessoa resolveu casar pensando em se redimir, eu sem saber de nada casei. Foi um inferno, o pior e que ao final de tudo fui perseguido, como se a pessoa quizesse tirar algo ainda de mim. Ela estava namorando e eu nao tinha mais nada. So queria ficar sozinho, descansar um pouco.
      Estava cansado por tinha me sacrificado demais, talvez eu devesse fazer outras coisas, sempre tentei dialogo, mais ao final eu so fui chingado. Quando tudo caiu a pessoa abriu os olhos, mais e do tipo que admite as cosias quando cai, e quando levanta ignora e volta a pose.
      Estou muito melhor agora, tem coisa ruim ainda ai no meio. Eu parei de procurar problemas no passado que resultaram nisso. Traicao ja ouve no namoro, mais eu nao entendo como uma pessoa continua desse jeito. Alias nao entendo por me chingou, nem porque veio atraz de mim, nem porque agora faz de conta que nada aconteceu e tenta conversar comigo naturalmente. Gostaria ela me ignorasse, pois so converso com ela quando nao tenho saida, e nao ha como escapar. Um recomeco seria otimo, mais no momento nao posso me mudar daqui.
      Antes do fim a pessoa ja estava com outro, e ainda vinha atraz de mim. Eu sempre a defendi com todas as minhas forcas, talvez eu estivesse cego. Mais sou do tipo que corto tudo quando acaba, e luto apenas pelo que sei que vai valher a pena. As vezes tambem penso que deveria fazer mais coisas, parece que todo mundo faz. Nao gosto de ir pra baladas e dancar por exemplo. Ja tentei, mais quem me conhece sabe que nao gosto. Existe mudar pelos outros, valhe a pena, foi um erro nao me esfocar mais nesse ponto? Vejo tudo que aconteceu como se eu estivesse passado um tempo morto.

      Obrigado por tudo, ajudou muito.

      Reply
  7. Marcos

    Primeiramente, parabéns pela matéria e pela atenção que tem dedicado a todos. Gostaria, também, de pedir sua ajuda. Tenho 20 anos, estou terminando a faculdade (faço Matemática) e tenho vários amigos, apesar de ser muito tímido. Porém, nunca tive uma namorada. Tenho uma dificuldade imensa em iniciar uma conversa com outra pessoa, sobretudo com mulheres. Minha única “experiência amorosa”, que tive aos 20 anos, foi “ficar” com uma garota uma vez, porque ela pediu. Não sei ler as intenções das pessoas, não sei o que falar para alguém em quem estou interessado. Enfim, o que eu poderia fazer? Preciso de acompanhamento psicológico?

    De qualquer forma, obrigado!

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde Marcos,
      É importante sim acompanhamento psicológico. O psicólogo pode ajudar você desenvolver a habilidade de “ler as intenções das pessoas” (como você disse). Também pode te auxiliar a enfrentar a timidez, sentindo-se mais seguro e confiante para iniciar uma conversa (seja com interesse em relação amorosa ou não). E inclusive estimular a entender o que tem por detrás dessas dificuldades.
      Para se aproximar de alguém e “conversar” de forma “relaxada”, é preciso treinar. Para se relacionar com amigos, ou então puxar conversa com uma mulher que te interesse, é preciso superar o medo e se “arriscar”, fazer o movimento para as coisas melhorarem, exercitar a comunicação. É assim que as pessoas conseguem se relacionar de forma mais assertiva, treinando. Algumas têm mais facilidades que outras. É possível você desenvolver essa habilidade social, mas é necessário persistência. Alguns cursos e Grupos de pessoas também podem te ajudar nesse processo (teatro, curso de oratória, grupos de pessoas que pode conhecer – atividades que você se interesse, …). Esse treino é importante não só para sua vida pessoal, mas também profissional.
      Abraço!

      Reply
      1. Marcos

        De fato, me preocupo bastante com os problemas que isso pode causar na minha vida profissional. Pretendo, assim que possível, buscar acompanhamento profissional.

        Mais uma vez, muito obrigado!

        Reply
    2. Anônima

      Tenho certeza de que sou bonita, legal e inteligente, mas nunca consigo namorar alguém. Só fico no 0x0
      Será que sou legal de mais e os homens não gostam disso? Sinceramente, não quero ser alguém que não sou para agradar ninguém. Parece que os homens gostam mesmo é das garotas más ou das loucas neuróticas.

      Reply
  8. lena

    tenho 28 anos. não consigo manter um relacionamento por muito tempo. não consigo chegar ao 3 encontro . sou muito elogia pela aparência e pelo jeito de conversar. mas sempre acabam me enrolando, dando desculpas e somem, nao sei o que estou fazendo de errando.

    Reply
    1. Psicologa

      Lena,
      Talvez alguns encontros simplesmente não fluam, seja porque o outro não teve afinidades com você ou ele não queira algo mais sério. De qualquer forma, você pode começar a refletir se realmente há algo que você esteja “fazendo” (como você mesma disse). Pessoas coerentes que convivem e conhecem você podem te dar alguns “toques”, então tente selecionar uma ou duas e pergunte a elas. Também vale a pena pensar no que o próprio texto diz: Será que você vai com “muita sede ao pote”?
      Ou então:
      Com qual perfil de pessoa você costuma marcar encontro? Será que são pessoas que estão buscando o mesmo que você?
      Você dá tempo para a pessoa que você se interessa sentir sua falta e te ligar?
      Você dá espaço para o outro também falar e contar sobre suas coisas durante o encontro?
      Você se sente segura nesses encontros, ou costuma ficar agitada e ansiosa com receio de não ser “aprovada”?
      Será que você cria muitas expectativas logo no começo, quando ainda estão se conhecendo?
      Enfim, poderia descrever outras coisas para você refletir, mas com o pouco que me disse, talvez essas sejam algumas perguntas que podem iniciar uma compreensão. Se você sentir que existe algo que ainda não parece claro nessas relações que não vão adiante, busque um acompanhamento psicológico, poderá te ajudar.
      Abraço!
      Michelli Duje

      Reply
  9. Maria Cosme

    Olá, gostei muito do seu artigo. Tenho 50 anos, sou uma mulher muito jovial, alegre, comunicativa e bonita, mas apesar de tudo, desde meu último relacionamento sério, que terminou em 2002, nunca mais consegui me relacionar com ninguém. Por mais que eu queira, me sinto “invisível”, ou todos me tiram para melhor amiga, boa companhia sem compromisso, ou coisas do tipo, porém nunca ninguém demonstra querer algo mais comigo. Tive três casamentos (informais) e todos de uma certa forma foram problemáticos, o primeiro durou 5 anos e meu companheiro tinha um ciúme doentio de mim, controlava 24h minha vida, me impedindo inclusive de visitar minha família e amigas íntimas. No decorrer da relação ele tinha problemas com álcool, mesmo bebendo eventualmente, quando bebia ficava muito violento, sendo que sofri várias agressões físicas e psicológicas, o que me levou a romper com ele, mas não foi fácil, pois ele me perseguiu por muito tempo. O segundo casamento, que ocorreu uns dois anos depois desse, durou sete anos, meu ex-companheiro era muito parceiro, tivemos um filho e ele sempre foi um excelente pai, porém da mesma forma que o outros, no decorrer do casamento esse meu companheiro demonstrou, com o passar do tempo, que tinha um perfil muito parecido com do relacionamento anterior, ou seja,a história se repetiu, apesar de não ser tão ciumento quanto o anterior, ele também tinha problemas com álcool, mesmo bebendo eventualmente, quando bebia ficava muito violento, sendo que novamente sofri várias agressões físicas e psicológicas, o que me levou a romper com ele, mas igualmente não foi fácil, pois ele me perseguiu por muito tempo, até porque nesse caso, ainda tinha filho no meio, mesmo assim registrei várias ocorrências na Delegacia da Mulher. O terceiro e último relacionamento iniciou quase dois anos depois desse rompimento, porém nesse intervalo engravidei por acidente de um “amigo” com quem tive uma única vez relação sexual (desprotegida), ele não reconheceu a paternidade e perdi o contato com ele. Logo após o nascimento desse meu filho, conheci através de uma amiga meu terceiro ex-companheiro, com quem me relacionei por quase três anos. Diferentemente dois outros, ele não bebia, não era uma pessoa violenta, era muito parceiro e amoroso, porém depois de dois anos e meio de relação descobri que ele estava tendo um caso sério com minha chefe, simmmm, isso mesmo, com minha chefe, que era muito mais velha que ele, mas pelo jeito enchia ele de “presentes” para conquistá-lo. Comecei a desconfiar porque percebi mudanças na forma que eles me tratavam, ela principalmente, sendo que ele começou a ter saídas misteriosas diariamente, sempre com desculpas esfarrapadas, nunca tinha hora para voltar e cada vez mais se afastava de mim, inclusive sexualmente. É obvio que desconfiei que ele estava me traindo, mas quando descobri com quem, fiquei chocada!! Sofri uma grande decepção, foi muito difícil superar, até porque em virtude dessa descoberta, ela me despediu e para piorar a situação, na mesma época minha mãe faleceu com câncer, ou seja, meu mundo caiu!!! Resultado, perdi o marido, a mãe, o emprego, fui despejada por não conseguir pagar o aluguel nessas condições, meu filho mais velho foi morar com o pai e eu fiquei sozinha, numa situação desesperadora, com meu caçula que na época tinha apenas quatro anos. Vivi o inferno, mas com a ajuda de um irmão, consegui alugar um outro apartamento, muito simples, para recomeçar a vida. É óbvio que depois de tudo isso eu não queria chegar mais perto de ninguém por medo de sofrer novamente, mas os anos foram passando eu aos poucos fui curando essas feridas. Entrei na faculdade, me formei em Direito, retomei a vida, porém, de uns anos para cá, eu resolvi me dar uma chance de tentar me relacionar novamente, mas mesmo eu querendo, não arrumo ninguém!! As vezes acho que é por causa da idade, mas vejo muitas pessoas da minha faixa etária iniciando relações, então acho que o problema esta em mim, mas não sei como resolver. Tenho uma vida social ativa, um grande círculo de amizades, gosto de sair, participo de vários grupos sociais e acadêmicos, mas ninguém se interessa por mim. Sofro muito por isso, chego a pensar que meu destino é acabar sozinha mesmo, acho que nasci sem sorte para o amor. Tem um detalhe que me faz pensar muito, meu pai também foi alcoólatra e agredia muito minha mãe, que acabou se separando dele, teve outras relações que não deram certo, foram igualmente traumáticas, ela teve uma história muito parecida com a minha, nunca foi feliz no amor, morreu sozinha. Porque as histórias se repetem assim? Será um Carma? Não consigo romper com isso, já tentei de tudo, mas sem sucesso. Hoje meus filhos estão criados, eu tenho muito mais disponibilidade para entrar numa relação, mas infelizmente continuo só! Abraços

    Reply
    1. Psicologa

      Boa noite Maria,
      Na maioria das vezes, a história se repete porque existe questões que talvez você não tenha conseguido lidar e enfrentar com na sua história de vida. Por isso eu lhe coloco que é fundamental você iniciar um acompanhamento psicológico. É necessário um tratamento para você ter superação e “sucesso” nisso tudo.
      Abraço!
      Michelli Duje

      Reply
  10. Marina

    Boa noite!
    Tenho 26 anos e meus relacionamentos nunca dão certo e nem duram muito tempo. Sempre eles terminam comigo, com as velhas desculpas: “não é vc, sou eu”; “vc merece alguém melhor”. Só q não consigo suportar as rejeições, cheguei em um ponto q não qro mais ter ninguém em minha vida…
    Estava em um relacionamento de 2 meses cheguei a pensar q esse fosse realmente durar, mas desde a virada do ano ele tenta terminar o namoro e eu não deixo, então na última segunda ele terminou definitivamente, dizendo q não esta preparado para um relacionamento sério, q esta perdendo o interesse em me. Dói ao ouvir essas coisas. Não nego q minha vontade é de voltar para ele. Estou cansada de “sofrer” de tantas desilusões. O q vc pode fazer por me?

    Obrigada!

    Reply
    1. Psicologa

      Boa noite Marina,
      Realmente é necessário uma análise mais aprofundada sobre o que realmente está acontecendo na sua questão, e nesse caso é necessário você fazer um acompanhamento com psicólogo. Sempre digo que não existe “fórmula mágica”, e por isso exige tempo de tratamento psicológico para você começar a entender e perceber aquilo que não está claro hoje
      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  11. Marlucia Soares

    Olá, gostaria de parabenizar pela matéria e pedir um auxílio. Tenho 24 anos, já tive um namorado e alguns paquerinhas. Atualmente tenho enfrentado momentos difíceis com o meu atual relacionamento, já estamos envolvido a um bom tempo, porém existe um grande empecilho, que é a ex dele. Ele já falhou muitas vezes, e já perdoei também, essas falhas são, por exemplo, voltar com a ex dele. Mas sempre depois de um determinado tempo ele volta atrás, e começa a falar que o problema sou eu por ficar pressionando demais, por não conseguir curtir o momento e tentar interferir naquilo que é natural. Mas, aparentemente, eu só tenho atitudes assim quando percebo alguma mudança nele, ai começa toda a confusão.Eu não tenho problemas em não dá certo, mas eu só não quero me magoar e perder tempo. E hoje não sei onde tá o problema, em mim que não tou sabendo levar ou nele em não conseguir se resolver em relação a ex. Você poderia me dá um auxílio quanto a isso ? Isso vem tirando muito a minha tranquilidade, toda vida que me envolvo com ele, me sinto irritada.

    Obrigada

    Reply
    1. Psicologa

      Boa noite Marlucia,
      Talvez tanto você quanto ele precisam refletir sobre o que realmente querem dessa relação. Mas acredito que você deva focar no que depende de você.
      É interessante pensar:
      O que quero e espero dessa relação?
      Existem coisas que tenho que repensar e reavaliar sobre meu comportamento?
      Como está minha auto-estima, sei o que quero, o que é saudável ou não para mim?
      Sei dar limites para mim e para essa relação? Será que cobro algo que ele não está disposto a dar e compartilhar?
      É interessante fazer um acompanhamento psicológico …. Muitas questões podem estar envolvidas, mas só será possível entender melhor com continuidade de sessões com o psicólogo.
      Abraço!

      Reply
      1. veralice

        voce e otima! fico olhando todos os seus post fico me espelhando em voce para daqui uns anos me forma em PSICOLOGIA…… Abraço 🙂 Otimo trabalho o seu parabens!

        Reply
        1. Psicologa

          Bom dia Veralice,

          Nossa, obrigada pelo carinho e pela confiança!!! fico muito feliz que goste dos textos!!!!
          Sucesso para o seu futuro como psicóloga!!!

          Abraço!!!

          Psicóloga Michelli Duje

          Reply
  12. Daniela Souza

    Boa Noite!

    Tenho 27 anos ao longo de minha vida não tive relacionamentos longos. Quando eu era mais jovem criava um mundo de expectativas diante uma nova possibilidade de namoro, com o passar dos anos aprendi a limitar essas expectativas. Minha última experiência de ”relacionamento” foi com um amigo meu no qual inicialmente tínhamos uma ótima amizade, com passar do tempo nos afastamos e posteriormente voltamos a nos encontrar nossa comunicação não era mais a mesma contudo continuamos a nos permitir outros encontros. Há pouco tempo recebi a notícia que ele esta namorando uma pessoa. Me senti muito frustada como mulher e percebi que não consigo enxergar o problema que tenho. Faço algumas análises sobre o meu comportamento e não sei onde estou errando. Sou independente, comunicativa, extrovertida, e tenho um boa aparência física. Tenho receio de não conseguir um relacionamento e atualmente minha autoestima esta em baixa por conta de mais uma decepção.

    Reply
    1. Psicologa

      Boa noite Daniela
      Quando você diz “aprendi a limitar essas expectativas”, é importante entender quais eram suas expectativas antes e agora:
      – Se você criava um “modelo” de pessoa que achava interessante, não se dando oportunidade de conhecer (melhor) pessoas que fossem fora desse padrão. Talvez tivessem pessoas legais interessadas por você, mas você não dava chance delas se aproximarem.
      – Talvez depois (quando começou a “limitar expectativas”) você passou a buscar um relacionamento que preenchesse frustrações, sensação de solidão, tristezas… como se alguém pudesse (e tivesse que) te tornar feliz. Dessa forma, você jogava (e joga) uma carga grande em cima dos seus pretendentes. Assim, com o passar do tempo, sua autoestima foi piorando por acreditar que você não é interessante (o suficiente) para namorar.
      Quanto ao seu amigo, talvez era somente amizade o que essa relação tinha a oferecer…
      Daniela, busque fazer coisas por você. Vá atrás daquilo que possa te fazer feliz, que te faça bem (exemplo: cursos de arte, atividade física, Grupos que possa ter afinidade, …). Procure se gostar, se valorizar, se sentir bem consigo mesma. Também é importante fazer um acompanhamento psicológico para se conhecer melhor, entender a fundo seus sentimentos…. Isso tudo poderá te tornar mais segura, mais consciente de si, e assim, será mais provável você se permitir a conhecer pessoas, e também “atrair” gente bacana… lembre-se de não se cobrar “achar” alguém para namorar, deixe as coisas acontecerem naturalmente….
      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  13. Marcelo

    Olá. em primeiro lugar gostaria de parabeniza-la pela iniciativa do site, em segundo, gostaria de pedir um conselho ou mesmo uma opinião. Vou fazer 25 anos e nunca namorei, tive apenas algumas poucas ´´ficantes´´, e minhas experiencias sexuais foram com garotas de programa. Sinto um vazio por nunca ter tido uma companheira, e as vezes me vem um sentimento de há alguma coisa errada comigo ou de que fui incompetente por ter fracassado em tentar ser correspondido pelas pessoas que gostei/gosto. Ao contrário, acredito eu, da maioria dos homens que tem problemas nessa área amorosa, não sou tímido, tenho uma certa facilidade em puxar conversas com mulheres que me atraem, mas nunca sou correspondido, quando consigo por exemplo números de telefone e tento marcar encontros, oúço do outro lado da linha, desculpas pouco convincentes. As vezes achos que aquela famosa frase, ´´ela é muita areia pro seu caminhão´´, se aplica a mim em relação as mulheres por quem me interesso, já que aparentemente não faço nada de errado para merecer estar só.

    Reply
    1. Psicologa

      Bom Dia Marcelo,
      Todos já levaram “foras”, e isso é natural. Mas talvez, sem você perceber, pode estar ocorrendo situações que prejudiquem suas investidas. Pode ser a forma que você aborda as mulheres, pode ser alguma insegurança sua, pode ser que você não dê oportunidade de conhecer outros “tipos” de mulheres, pode ser sua ansiedade de “dar certo”, ….
      Amigos (coerentes) podem ajudar você entender algumas dessas questões. Eles podem te dar algumas dicas daquilo que você “não está fazendo de legal”
      Leia os posts:
      http://curitibapsicologa.wordpress.com/category/relacionamento-amoroso/page/4/
      http://curitibapsicologa.wordpress.com/2013/09/09/o-lugar-que-o-pretendente-paquera-frequenta-fala-muito-sobre-ele/
      http://curitibapsicologa.wordpress.com/2012/05/11/decepcao-expectativa-frustrada/
      De qualquer forma, acredito que você não tenha muita consciência sobre si mesmo. Talvez o que falte realmente, é o autoconhecimento e a segurança em si. Por esse motivo, indico que você busque um psicólogo para se entender melhor (não será em uma sessão que você entenderá o que tem por detrás disso tudo, é necessário acompanhamento continuo)

      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  14. Ana

    Bom dia! Tenho 24 anos, me chamo Ana, tive um único relacionamento sério que ja dura 6 anos. Eu não gosto mais da pessoa, mas também não consigo terminar o namoro, por medo de ficar sozinha. Estou morando em outro estado e até agora não consegui encontrar ninguém que desse certo pra namorar, me sinto muito sozinha e ja conheci várias pessoas. Sempre acontece a mesma coisa, no primeiro encontro a pessoas gosta muito de mim, e eu também gosto dela, mas nunca passa de um segundo encontro. A pessoa perde o interesse, muda repentinamente, passa a não me dar mais atenção e isso me deixa muito mal, porque acabo me acostumando com a pessoa e essa mudança faz com que eu sinta que ja não tenho mais importancia pra essa pessoa, enquento ela me faz muita falta .Esse meu relacionamento foi muito conturbado, cheio de traições, falta de diálogo, afastamentos, etc. Acho que deve ser um dos motivos desse meu problema em me relacionar com as pessoas. Onde estarei errando?
    Desde já agradeço!

    Reply
  15. Vivian

    Olá! Tenho 17 anos e estou gostando de um menino da minha sala. O problema é que tenho dificuldades de começar ou manter um assunto. Ele conversa comigo e as vezes eu converso, as vezes não sei o que dizer. Tenho medo que ele não me ache interessante, pois ele tem uma vida muito legal e eu… nem sempre. As vezes eu acredito que ele gosta de mim, pois gosta de chamar minha atenção, fazer brincadeiras, conversar… Mas quando ele para de chamar atenção, por uns 40 minutos, eu desacredito. Eu ficaria feliz se soubesse se ele gosta de mim, mas nunca namorei antes e não tenho experiencia. Como meu maior problema é manter uma conversa, as vezes ele fala comigo virtualmente durante o dia e eu demoro pra responder até a noite, porque não tenho conversa para o dia inteiro, e tenho medo que ele perceba. É bom quando eu consigo realmente conversar com ele, mas não acontece sempre.

    Reply
  16. Katy

    Olá tenho 19 anos e nunca namorei, sinto falta as vezes, mas fico pensando que quando começar a namorar alguém eu acabe enjoando da pessoa muito rápido… Não procuro ninguém perfeito, até porque não existe, mas pra mim a aparência acaba sendo algo fundamental, cada um tem um tipo de “gosto” diferente. Não procuro caras lindos, procuro um cara bonito pra mim. Acontece que eu tenho um certo medo de me relacionar, nunca tive algo íntimo com nenhum cara, não me guardo pra ninguém, mas nenhum até hoje me despertou algum desejo a esse ponto. As vezes penso que eu sou o problema, porque surgem caras mas eu não consigo nem ficar com algum deles, e se fico não levo adiante, o que será que tenho de errado? :/

    Reply
  17. Luana

    oi,tenho 21 anos,tive um relacionamento de 1 anos e 3 meses, sofri muito quando terminei,hoje ja faz 6 meses que terminei,porem não consigo me relacionar(nesse intervalo já fiquei com uns caras),hoje sei que o melhor foi ter terminado mesmo…tenho medo de não arrumar um namorado…eu me sinto muito sozinha, não sei ficar sozinha .

    Reply
  18. anderson

    Olá… tenho 30 anos, e tenho um sério problema em me relacionar com mulheres. nunca namorei, pois sou muito tímido, e me acho feio fisicamente. Simplesmente não consigo engrenar um bom papo e tenho baixa auto-estima. Não consigo atrair as mulheres. Gostaria muito de sair dessa situação, mas não sei que fazer. Uma amiga me recomendou procurar um psicólogo… Será que ainda tenho jeito?

    Abraços!

    Reply
    1. evaldo3258

      meu nome e evaldo tenho 32 ano e ja esto com depressao e horrivel chega a 32 e nunca namora
      como eu sofro preferia nao te nacido

      Reply
  19. feh

    Olá. Eu não consigo manter meus relacionamentos. Sempre atraí alguém. Gosto do jogo de sedução, mas depois de um tempo o sentimento passa. Não consigo amar por muito tempo. Isso faz com que as outras pessoas sofram muito.

    Reply
  20. Igor Augusto

    Ola,eu tenho 17 anos e já namorei muitas vezes.Tipo,eu ficava com um e depois de uns dias largava,dai eu procurava outro e era da mesma forma com todos.Não sei o que acontece,por que eu não consigo continuar o namoro.Eu já machuquei muita gente por conta disto,e não quero mais que aconteça isto novamente….eu não sei ficar sozinho,por que eu começo a ficar carente e me tranco no quarto e choro….por favor,me ajude?

    Reply
  21. Jean

    Boa noite psicóloga tenho 27 e nunca namorei, tenho 3 irmãos todos mais novos 2 namoram e 1 já é casado.
    Tenho amigos desde infância que os considero meus melhores amigos eu sempre saia com eles para festas e as vezes jogávamos futebol até.
    Só que eles começaram a namorar e não estou tendo mais tempo de sair com eles nem com meus irmãos.
    Uma vez fui viajar com minba família e as namoradas dos meus irmãos e lá muitos namoravam eu era quase o único solteiro de lá os outros eram homens ou mulheres que não tinham minha idade.
    Conheci as amigas da minha mãe e todas perguntaram se eu namorava e respondi que aí elas falaram que pena que você não está.Eu pergunto pras namoradas dos meus irmãos e amigos e as amigas da minha mãe lá se elas têm uma amiga ou filha que também está solteira e que eu gostaria de conhecer só que eu não tenho os resultados que eu quero ter.
    Gostaria de uma ajuda obrigado.

    Reply
  22. Rafael

    Oi, eu li a matéria e gostei bastante. Tenho 22 anos, normalmente num primeiro encontro eu sou tímido, mas consigo manter uma conversa legal com uma garota e com o passar do tempo eu vou me soltando mais; Tenho poucos amigos apesar disso. Mas meu grande problema é que eu não consigo manter um relacionamento por muito tempo. Sou daqueles que não curte muito ficar, eu prefiro namorar e ter um compromisso somente com uma. No começo quando estou interessado fico muito ansioso, me dá até dor de barriga quando começo a gostar de alguém. Mas não sei o porque, quando eu consigo começar um namoro, parece que toda aquela paixão se acaba em menos de um mês. Até hoje tive 3 namoros, nenhum dos 3 durou mas que 2 meses. E quando eu percebo, no lugar de amor sinto raiva, começo a ver defeitos que antes não via, começo a ficar irritado, sufocado, e preso. O que eu posso fazer para me ajudar, e também não prejudicar mais ninguém?
    Obrigado!

    Reply
    1. Psicologa

      Rafael,

      Será que você é muito crítico com você mesmo e com os outros? Talvez você se cobre muito e cobre muito do outro. Às vezes a baixa autoestima pode prejudicar e gerar essas questões que você está falando.
      Talvez suas inseguranças fiquem ainda maiores quando você se relaciona ou se aproxima de alguém. Por você não conseguir lidar bem os possíveis conflitos de casal, você fique frustrado com suas expectativas não correspondidas em relação ao outro.

      É importante fazer acompanhamento com o psicólogo.

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  23. jales

    Olá, tenho 23 anos e a muitos desses não entro em um relacionamento amoroso sério. Ao final da adolescência passei por algumas frustações e problemas, que a grosso modo me traumatizaram. Hoje não me considero “curado” mas acredito estar no caminho certo. Nos últimos meses conheci algumas garotas e notei um padrão: sempre que eu começava a gostar ela se afastava. Não sou do tipo grudento, possessivo nem que procura alguém perfeito, mas por observação consegui me enxergar com baixa autoestima e muita sede ao pote batendo com todas as características acima citado. Enfim faço terapia só que não consigo me abrir com minha psicóloga nem com ninguém, gostaria de rever minha autoestima só que isso parece tão distante. O que aconselha Dra.?

    Reply
    1. Psicologa

      Jales,

      Parece que você já tem dado alguns passos bem importantes, e como disse, está no caminho para ainda mais superações.

      Todo o processo exige tempo, cada um tem o seu tempo… mas é importante você se perguntar o porquê da dificuldade em se abrir com sua psicóloga, no caso ela é a profissional que trabalhará justamente essas questões emocionais.

      Sua autoestima poderá ser trabalha em consulta com o psicólogo… Não é fácil ter que olhar para algumas coisas, falar delas, e começar a lidar com os sentimentos…. mas é fundamental isso acontecer para conseguir enfrentar os seus medos, e se sentir mais seguro.

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  24. luisa

    Ola Michelli, tenho 26 anos sou advogada e sempre tive problemas em relacionamentos amorosos,minha aparencia sempre é elogiada,mas nunca tive um caso serio, alem de ficadas em algumas festas, o que caso raro tambem, as vezes penso que afasto as pessoas, nunca me acho que só boa o suficiente. Se um cara estiver olhando fico logo vendo se nao tem algo errado comigo , ou algo do tipo, nunca vou achar por exemplo que esta olhando para mim hahahahaha. As vezes me sinto super mal com isso, e ja aprendi a ser sozinha, pois ter uma pessoa do lado para compartilhar algo nunca acontece. E se o assunto for casos amorosos em uma roda de papo sempre desconverso, tenho vergonha, de nunca ter tido um relacionamento. Tendo compensar isso, me enviando no trabalho…

    Reply
    1. Psicologa

      Luísa,

      Se você não permitir que os outros se aproximem, não der abertura e espaço, continuará a ter dificuldade nas relações amorosas.

      Pelo que você está dizendo, o grande problema não é sua aparência, mas sim em como você se sente consigo mesma. Se alguém te paquera, você diz que pensa que está algo errado com você… também diz que aprendeu a ficar sozinha… talvez você afaste os outros sem perceber. A sua autoestima está abalada, e nesse caso, o acompanhamento com o psicólogo poderá te ajudar bastante. Imagino que a sua baixa autoestima também está te prejudicando em outras áreas da sua vida…

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
      1. Lola

        Olá, Michelli. Parabéns pelo seu trabalho adorei a matéria e gostaria que vc me ajudasse tbm à entender o q acontece comigo. Tenho 24 anos, já formada e nunca tive um relacionamento sério. Sou simpática, comunicativa. Só tive casinhos (ficas) que não vão adiante,duram de 3/4 meses..E sempre acontece um afastamento de ambas as partes. Não sei se pelo fato deu ter saido de casa cedo p poder estudar e conquistar meus objetivos fez com que eu tivesse uma maturidade e responsabilidade precoce. E com isso não consigo me contentar c pouco ( a pouca entrega das pessoas) tbm não sou aquele tipo de pessoa que gosta de ficar dando mts satisfações qnd esta se relacionando c alguém, não sou grudenta justamente pq prezo essa liberdade. Não sei se isso acaba afastando as pessoas de mim. Tenho mt vontade de ter algo duradouro de ter alguem p dividir bons momentos mas nunca dá certo, acaba me frustando um pouco pq não encontro respostas p o q acontece. E tbm algumas vzs qnd paro de me relacionar c alguem ela logo começa um namoro c outra pessoa =( , fico arrasada achando q o problema realmente sou eu. Se puder responder agradeço! Beijo.

        Reply
  25. Maria

    boa noite!tenho 35 anos nunca namorei pois sou timida ao extremo,sou gordinha também e isso também me atrapalha,mais o motivo maior e a timidez,nao consigo ter uma vida social ate mesmo na igreja pois sou evangelica.sera que preciso de acompanhamento médico?

    Reply
    1. Psicologa

      Maria,

      É importante trabalhar a sua autoestima, provavelmente é isso que está te prejudicando a sua vida social e amorosa. Nesse caso, o profissional a ser consultado é o psicólogo. Ele te ajudará a entender de onde vem essa timidez e também ajudará a você superar suas inseguranças emocionais.

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  26. Marcelo

    Oi. Gostei muito da publicação, e estou tentando analisa-la sob o meu prisma. Sou gay assumido mas fui um adolescente e jovem muito obeso, logo não conseguia me relacionar. Pensei que ao emagrecer eu conseguiria superar isso, mas a verdade é que hoje, aos 34 anos e já em meu peso ideal, continuo retraído. As pessoas manifestam interesse mas eu sequer consigo balbuciar uma resposta; sabe quando você só consegue dizer trivialidades e bobagens e depois fica bravo consigo mesmo? Sinto tensão, angústia, me afasto imediatamente pra evitar o constrangimento, mas depois eu me ponho a lamentar tanta solidão, me sinto covarde… Estou sofrendo muito com isso. O que faço? Obrigado.

    Reply
    1. Psicologa

      Marcelo,

      Muitas vezes, algumas pessoas que sofrem emocionalmente por causa da obesidade, mesmo depois de emagrecer, continuam a apresentar autoestima baixa. Elas imaginam que ao emagrecer, todos os seus problemas se resolveriam, e que a autoconfiança afloraria. Mas isso não costuma acontecer dessa forma. Às vezes elas projetam os problemas no peso para fugir de outras questões emocionais muito “mais” dolorosas.

      Será que isso aconteceu com você? Você ficou tão focado no seu peso que se esqueceu de olhar todos os seus outros sentimentos e conflitos emocionais?

      Se você não se sentir merecedor de amor, carinho… caso você não se sinta bem consigo mesmo, não se aceite e se goste, você sentirá que não será bom o suficiente para o outro…

      Você pode iniciar acompanhamento psicológico para entender quais as questões emocionais que precisão de atenção, e quais as feridas que ainda estão abertas.

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  27. Pâmela

    Oi, eu também acredito que preciso de ajuda, pois tenho 27 anos e não consigo me relacionar muito bem com as pessoas, principalmente com o sexo oposto. Tenho tudo para ser bem sucedida em relacionamentos, pois não sou feia, sou formada, de família, mas definitivamente nunca tive sorte, desde a adolescência. O único relacionamento duradouro que tive com alguém, foi um namoro curto de 8 meses, quando tinha 24 anos, que acabou tragicamente após o meu ex namorado ter me traído e engravidando outra. Hoje em dia vivo muito triste e deprimida por causa disso. Já me relacionei com alguns outros rapazes, mas nada que passasse de 3 meses. Moro em uma cidade pequena, não tem muitos pretendentes aqui, tenho medo de chegar aos trinta anos sozinha e virgem. Por favor, me dê uma luz. Sinto minha vida muito vazia e sem graça, sou muito só. Obrigada!!

    Reply
    1. Leandro

      Tenho meus 36 anos e, sinceramente, estou me conformando com minha solidão. Tive vários relacionamentos, o mais duradouro, em torno de 4 anos. Hoje, conheci recentemente uma moça maravilhosa, 26 anos, bonita, sincera, inteligente, tivemos um curtíssimo relacionamento, com muita cumplicidade e ideias equivalentes, mas, como ela saiu de um casamento de 6 anos, onde o ex se relacionou com outra mulher e a engravidou, ela simplesmente resolveu se fechar novamente para qualquer possibilidade de conquista, de relação nova, e eu fiquei amargando a falsa esperança de ter iniciado um relacionamento novamente. Essas frustrações permeiam a minha existência desde os meus 17 anos de idade, mais ou menos. Estou chegando à conclusão que seria melhor eu me conformar com os meus dias solitários e seguir a minha vida em diante, sem alimentar a expectativa de seguir a minha caminhada ao lado de alguém honesta, sincera, simples e de bom coração.

      Reply
  28. JESSICA KAROL

    Olha, tenho 22 anos e nunca namorei sempre tenho rolos, mais enfim estou com uma pessoa, ele malha junto comigo e começamos a conversar ate que rolou clima no começo era tudo lindo mais com os dias fui conhecendo ele e percebi que nao era nada daquilo que eu estava imaginando, eu gosto dele mais sabe ele é grosso parece que tem medo de ser entregar faço de tudo para mostrar a ele que so quero o bem dele, mais mesmo assim nao adianta, agora a gente vive mais brigando do que ficamos juntos,ontem mesmo fizemos a pergunta sera que devemos parar aqui nenhum de nois dois soubemos responder ficamos no ponto de interrogação, o que faço? gosto dele, jeito brabo mais sei que no fundo ele tem um bom coração.

    Reply
  29. Leon

    Olá, eu tenho 21 anos e ainda não namorei. Nunca esquentei muita cabeça com isso, só que dos 17 para 19 eu fui bastante humilhado por isso no meu antigo trabalho, isso criou em mim uma ferida. Quando saio ainda nao continuou me importando com namorar, mas sinto uma dor por não ter uma namorada. Quando estou sozinho penso, sinto como é ter uma garota, mas quando saio não ligo, é como se eu não me importasse. Tenho ansiedade e insegurança só que isso não me preocupa, mas a dor que eu sinto, a sensação de inferioridade me preocupa, é como se eu precisasse de uma garota para eu poder me sentir completo de novo. É tão simples conhecer alguem só que esse buraco no meu coração atrapalha tudo, me deixa sensível, mais ansioso, cauteloso, ele não me deixa ser natural, o que eu poderia fazer para melhorar? Pois não quero estragar minha vida por causa deste sentimento de incompletude.

    Reply
  30. Marya Fernanda

    Sou uma pessoa bem eclética, tenho meus sonhos, meus desejos e quando penso em namorar pareço está falando de uma coisa que não existe. Mas o que mais mim deixa chateada é porque sempre tento um relacionamento mais nunca da certo, entretanto já optei em somente curtir cada momento, porém, sempre mim ferro no final das histórias.

    Reply
  31. Aline

    Tenho 33 anos e nunca fui casada. Estou a três anos sem me relacionar com alguém, completamente só. Estou entrando em desespero vendo minha idade avançar, pois, normalmente uma mulher na minha idade estaria casada. Não aguento mais essa situação, as vezes penso que vou morrer sozinha. Vejo que minhas amigas da minha idade estão todas casadas, algumas até mais jovens do que eu tem alguém. Sinto muita vergonha de estar com 33 anos e até hoje ser solteira e não ter tido a capacidade de encontrar um companheiro. Sei que estou envelhecendo sozinha, e isso é muito triste. E pra piorar o meu quadro, eu não sou bonita, estou com sobrepeso e não estou conseguindo emagrecer. Ninguém se interessa por mim, homens gostam de mulheres jovens e bonitas, que não é o meu caso. Morro de medo de acabar sozinha porém tenho consciencia que nessa idade e pelo fato de ser feia minhas chances de encontrar um companheiro são quase nulas. Iniciei um tratamento com uma psicóloga, tive minha terceira sessão com ela e estou pensando seriamente em pedir para que ela direcione o acompanhamento para que eu consiga abrir mão do meu desejo de ter um companheiro, pois eu tenho quase certeza que não tenho mais chances de conseguir.

    Reply
  32. jc

    Oi tenho 23 anos e sou Gay.
    É… Me descobri sexualmente aos 13, ja namorei mas nada que tivesse durado muito e sempre me questionei sobre mim mesmo, com empregos tb sou assim, raramente consigo manter um. Estudo Licenciatura em Historia e trabalho, uso muito apps e um dele é destinado ao publico gay.
    Não frequento festas e nem gosto desse ambiente, tenho poucos amigos, tento fazer amizade pela internet mas o papo acaba sempre indo pro lado sexual e quando, dai vem sempre a mesma história, sexo casual. Me frustra o fato de conhecer algumas pessoas que também dizer querer parar c essa vidinha fútil e se “juntar” a alguém, so que ninguém parece nunca se dispor, desinteressadas, algumas se bloqueiam e enfatizam algo diferente do real. As vezes paro e saio desse mundo, gosto de sair, na maioria das vezes, sozinho pra ir em lugares fotografar.
    So que me sinto sozinho, vazio, n sei porque desejo uma vida a dois e nunca conseguir?

    Reply
  33. debora

    Olá Dra. Primeiramente gostaria de elogiar o seu artigo, gostei bastante.
    Tenho 23 anos e até hoje nunca namorei. Já sai com vários caras, me relacionei com alguns por breve período e nunca passou disso. Quando saio com caras, eles sempre elogiam a minha aparência, a minha personalidade, sempre demonstram estarem interessados por mim, falam de como eu sou uma mulher interessante, diferente das outras que eles conhecem e sempre fica por isso. Quando começo a me envolver com alguém, acreditando que finalmente terei um relacionamento, as coisas dão erradas, na maioria das vezes porque esses caras acabam encontrando outras mulheres e se relacionando com elas. Percebo também que sempre que comento que nunca namorei os caras se assustam, pois não entendem como uma mulher bonita nunca namorou com alguém. Não sou do tipo extremamente exigente, mas também não aceito a ter um relacionamento com qualquer tipo de homem, não sou do tipo controladora, nem pegajosa, procuro alguém que me complemente, que me proporcione um relacionamento leve, fácil de se viver, pois não quero viver pisando em ovos, tampouco me preocupando com minhas atitudes ou sobre coisas que devo falar ou não.
    A pouco tempo, estava me relacionando com um cara que mora em outra cidade, tudo ia bem, até então eu achava isso, daí ele me falou que não iria mais me ver, pois conheceu outra mulher no carnaval. Fiquei arrasada, pois nos dávamos bem, e ele demonstrava ter sentimentos por mim.
    Enfim, ao longe desses ‘relacionamentos’ fracassados, percebo que a culpa deve ser minha mesmo, acho que não consigo manter o interesse de um homem por muito. Será que a Dra, teria algum conselho para me dar?
    Agradeço pela atenção!

    Reply
  34. Jaqueline

    Tenho 23 anos nunca namorei, nunca beijei, sou gordinha e muito timida, gosto de uma pessoa a anos desde a epoca q estudei com ele, isso ja faz anos e nunca mais a vi, mais fica no meu pensamento. So trabalho e nem saio de casa, fico sofrendo pelos cantos da casa sozinha, as vezes ate choro por saber q todas minhas primas estao namorando e eu nao. O meu maior sonho e formar uma familia e ter filhos, mais acabo achando q isso nunca vai acontecer comigo. as pessoas falam vc tem q sair conhecer pessoas, mais nem amigos tenho, quando era mais nova minha mae nao deixava sair se casa e meus amigos foram se afastando, hj nao tenho amigos e ninguem pra dividir meus problemas comigo. fico sempre sozinha escutando sempre aquelas perguntas idiotas pq vc nao arruma um nomorado? se fosse tao facil eu nao estaria com 23 anos e sozinha. meu ajude por favor preciso de uma respota. obrigada

    Reply
    1. Psicologa

      Boa noite Jaqueline,

      A resposta está dentro de você. A questão é você não se sentir bem consigo mesma. Talvez você não se goste o suficiente para acreditar que alguém possa gostar de você. É preciso trabalhar as questões emocionais que estão prejudicando a sua autoestima, e para isso, é importante o acompanhamento com o psicólogo. Infelizmente não existe formula mágica, é preciso de acompanhamento profissional para te ajudar entender o que está gerando e desencadeando essa sua insegurança, o psicólogo poderá auxiliar a você encontrar formas de superar essas dificuldades emocionais

      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
    2. Rose

      Existe um filme, A escolha perfeita, que a personagem Amy Gorda, tem uma alto confiança surpreendente, ela n liga pra nada e se acha super gostosa. Acho q vale muito a pena vc ver.

      Reply
  35. marta

    Olá, tenho 22 anos e nunca tive um relacionamento sério, sou uma mulher simpatica bonita, os homens tentam se aproximar mas acabo criando um bloqueio, quando vejo que eles tem algum interesse acabo sempre me afastando, não atendo ao telefone e não respondo mensagens mesmo que eu queira ter algo esse bloqueio me impede de ter algum relacionamento amoroso. Preciso de um conselho pois muitas vezes me sinto sozinha e triste.

    Reply
    1. Psicologa

      Boa noite Marta,

      Pelo que você está dizendo, esse seu comportamento de se afastar não é desejado, é impensado. Talvez você tenha que se perguntar: por que eu faço isso? existe algum medo? Ou existe outra questão difícil de explicar?
      Se você tem esse bloqueio de forma involuntária, te prejudicando, não conseguindo responder para si o que gera esse comportamento, indico que inicie acompanhamento com psicólogo.

      Abraço!

      Reply
  36. kelly

    Olá michelli. Nao consigo entender pq nao consigo encontrar um amor, sou divorciada e tive alguns namoros mais nao vao a frente. Sonho en ter una familia novamente, o q pode estar errado comigo?

    Reply
    1. Psicologa

      Kelly,

      Às vezes os relacionamento terminam porque as pessoas deixam de se gostar…. mas as vezes terminam porque algo acontece: conflitos, cobranças, brigas… o que será que aconteceu nas suas relações? Tem motivos parecidos para suas relações terminarem?
      Também é importante refletir: será que você se gosta e se ama o bastante, ou você precisa que alguém te preencha um vazio? (só você poderá tornar a sua vida mais interessante, só você poderá aumentar a sua autoestima)

      Caso ainda fique confusa, busque um tratamento / acompanhamento com o psicólogo.

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  37. Amanda

    Dizem que sou linda, responsável, simpática, sou apaixonada pelo meu trabalho, pela minha faculdade, sou dedicada, carinhosa, meus amigos falam que posso ter o homem que eu quiser… E realmente tenho, porém, nunca consigo fazer nenhum relacionamento durar… Já estou convencida que o problema está em mim…
    Se eu estou com alguém a pouco tempo e transo com a e nós não continuamos juntos, acho q a pessoa só estava comigo pq queria sexo e foi embora assim q conseguiu o que quis, depois esses tipicos cafajestes q se fazem de perfeitos e somem só reaparecem quando querem esse algo a mais de novo, e daí me sinto um lixo, uma usada….
    Agora se fico enrolando pra transar com alguém pq tenho medo de me sentir usada de novo caso nós não viermos a ter um relacionamento sério e essa pessoa desiste de mim, acho q o rapaz desistiu pq já sou bem grandinha pra fazer o conhecido cú doce…
    Me apego fácil nas pessoas e sempre me decepciono, não consigo mais confiar em nenhum homem pois acho que todos vem com malícia no olhar pro meu lado… desde que terminei meu namoro, e isso já faz mais de 1 ano, não consegui fazer mais nenhum homem durar na minha vida… não quero mais ser solteira, quero ter alguém pra amar, encher de carinho, cuidar de mim… quero sentir aquele frio na barriga de novo… mas pra mim todos os homens são cafajestes e até agr não apareceu nenhum que me provasse o contrário tbm… será que estou traumatizada? Não aguento mais sofrer

    Reply
  38. sabrine

    Oi amanda tb me sinto assim como vc , com tantas decepcoes, me sinto usada e cansada de sempre acontecer a mesma coisa. Qdo faço o tipo cu doce eles falam que somos adultos e maduros, qdo me entrego enrolam criam expectativas e acabam caindo fora. me apego facil , sou carente talvez seja por isso,acho que o problema estar em mim. apesar de sabermos que homem sao cafajestes mesmo. perdir minha juventude engravidei cedo casei por 10 anos. estou a 3 anos solteira so consiguo enrolacoes,, nao sou feia trabalho estudo mt ecletica , gosto de tudo um pouco ., sinceramente amar ta dificil!

    Reply
  39. jose riviere

    Olá, bem tenho 22 anos, 1,69 m o que por si é um problema grande, não sou feio, mas nenhum “gato”, talvez aquilo que definam de arrumado ou bonitinho. Todavia não consigo me aproximar das mulheres, sou “virjão de tudo” 1) não tenho assunto (na verdade não sei o que dizer, geralmente parto para assuntos técnicos) 2) Não sou engraçado (bem, acho que os outros não me veem assim) 3) Sou tímido 4) Não sei como reagir a ações das mulheres. 5) acho que manipulo minha personalidade para ser mais aprazível aos olhos dos outros. 6) Sou caseiro. 7) Introvertido demais devido aos outros fatores. Bem, sou um homem centrado nos meus objetivos, amo estudar, ler, coleciono livros, gosto de economia, matemática, poesia (escrevo para distrair a frustração), filmes, pinturas e sei fazer de tudo um pouco: cozinhar, ajudar na casa, arrumar qualquer coisa elétrica, hidraulica etc (mas será que isso importa para elas?), em todos lugares e colégios que passei sempre tive as melhores notas. Atualmente passei em um concurso público no qual ganho R$ 5.000,00 (líquidos) eestudo Direito numa das mais conceituadas faculdades de SP sendo um dos melhores da turma tenho pretensões de ser juiz. Nada resolve! Bem a situação é mais complexa, mas é um desabafo, sou um estranho no ninho. Acho que os caracteres físicos são fundamentais e logo sou rebaixado a “zona morta” (pode ser que eu me coloque nela). Todos meus amigos (bem poucos) teve ou tem relacionamentos enquanto eu estou no “cold”, sempre digo que estou enrolado (enrolado com ninguém). !!!

    Reply
  40. Su

    Olá, tenho 28 anos e não consigo me relacionar por muito tempo, os meus namoros duram de 3 até 6 meses. O meu último namoro durou seis meses e o mesmo me disse: ” Nunca vou fazer por você o que você faz ou fez por mim”. Ultimamente, conheci um rapaz de 38 anos, nos conhecemos e tenho percebido mudanças no comportamento dele, que por experiências vejo que não dará certo. Ele n me procura mais, e quando eu ligo eu sugiro o encontro e no dia ele não vai, isso me angustia por que logo depois de ver esses meus relacionamentos se acabando vejo que eles acham outra pessoa e acabam sendo felizes ao lado delas e ao meu lado não vejo isso. Sempre estou sozinha, não me sinto feia, mas me sinto só, tenho medo de ficar sozinha, de não ter algum companheiro, de nunca ter filhos ou família. realmente n sei o que faço. Dizem que mulher assim não presta ou que é problemática e eu já estou achando que sou uma delas. O que faço?

    Reply
  41. Tiago

    Até meus 15 anos, não estive realmente preocupado com relacionamentos. Algumas gurias se interessavam por mim e pediam para “ficar” comigo, mas eu raramente aceitava. Sempre havia um defeito em que eu pensava. Após algum tempo, via as mesmas gurias, seja passando na rua ou mesmo na página do perfil da rede social, e me questionava: Como pude ser tão burro? Os defeitos desapareciam e via como elas eram bonitas! Contudo, a fase em que as gurias tomavam atitudes foi se encerrando. Já a partir do ensino médio, era preciso que o guri que estivesse interessado tomasse alguma atitude. Mas não havia nenhuma experiência em mim. Eu tinha um visual que me sentia bem. Nada muito exagerado. Apenas um cabelo que ia até os meus ouvidos e que possuía uma franja um pouco dividida. Mas dificilmente alguma guria se interessava por este visual e muitos dos meus amigos diziam para eu mudar. Sempre tive uma esperança que alguma garota almejada iria me “notar” e se aproximar. Quando meus amigos perguntavam porque não namorava, sempre dava uma desculpa. Tenho que estudar, não tenho tempo, não estou afim. Esta mentira começou a me afetar, pois estava mentindo para mim mesmo. Quando entrei no pré vestibular, fiz cursinho. Mudei meu corte de cabelo e muitas gurias me disseram que fiquei bonito. Notava que quando eu passava pelos corredores, ou mesmo na sala de aula, as gurias ficavam me olhando. Em uma conversa, demonstravam interesse. Diante disso, meus amigos diziam:”aquela guria esta muito afim, por que não “chega”. Sempre dizia que não tinha tempo, tinha que estudar. Na verdade, mentia novamente ao dar desculpas. Eu não tomava atitudes pois não sabia como, não me sentia confiante o suficiente. “Porque aquela guria que todos os guris estão afim iria estar afim de mim?”. Hoje eu noto que minha vida inteira dei desculpas para não possuir um relacionamento. Temia sofrer mais frustração se alguma guria não aceitasse. Enquanto eu pudesse mentir as pessoas sobre meu relacionamento dizendo: “sim, eu já namorei algumas gurias durante um tempo, mas agora estou solteiro” ou “fui em uma festa neste final de semana e beijei 3 gurias!”, me sentia seguro, porque pensava que as pessoas não iriam reparar na minha falta de relacionamentos para depois me julgar como um derrotado. Hoje estou fazendo o 1° semestre de psicologia em uma federal. Entrei no curso pois, entre vários outros motivos, achei que poderia me ajudar a entender porque tenho esta dificuldade. Porque não me sinto confiante em relação a minha imagem? Porque eu, que as pessoas dizem que sou engraçado, simpático e até bonito, não consigo passar da amizade com alguma guria? Nunca namorei e apenas beijei 6 gurias, sendo que nenhuma delas fui eu quem tomou a atitude. Em uma festa, vou com o intuito de “ficar” com alguém e até tomo algumas cervejas pois acredito que pode me ajuda a perder a timidez, mas sempre falho. Como posso resolver este problema?

    Reply
  42. Daniel

    Ola!
    Tenho 25 ano, nunca namorei e nunca beijei uma mulher, porém já me apaixonei muito nesta vida, porém nunca tive namorada porque nenhuma mulher se interessou por mim, vejo colegas dizendo ” ahh vc é tao bonito ” mas nao me namorariam.. enfim, nunca tive aquela mulher que se apaixonou por mim, porem a idade vai passando e aquilo que vc quer vai subindo a cabeça, todo mundo e até pessoas mas novas que eu já casadas e com filhos e família feita…dá aquela sensação de inveja e raiva ao mesmo tempo, porém por boa parte eu nunca fui em baladas pq não é meu tipo e nunca digamos que corri atrás de mulher, simplesmente conhecia algumas e me tornava amigo e depois se apaixonava…mas de certa forma eu sou bastante fechado no meu canto e também sou tímido, mas tb sei os meus defeitos que tb me faz nao conseguir uma mulher para se relacionar…auto estima ? de 0 a 10..= 5.

    Reply
  43. Gardênia Oliveira

    Olá Doutora, tudo bem?
    Eu não sei ao certo se isso é “normal” ou algo que necessita tratamento…
    Sempre tentei ter relacionamentos, porém sempre que iniciava um sentia ânsia em terminá-lo, tinha e tenho medo de fazer os outros sofrerem, sinto como se fosse uma droga maligna na vida de todos. Sinto um grande alívio quando acabo com os namoros, é como se eu não fosse feita para isso, mas ao mesmo tempo eu sinto falta de ter alguém, de ter um relacionamento igual ao dos outros. Muitas vezes isso ocasionou em um grande ciclo vicioso, termino cm a pessoa para me sentir melhor e liberá-la de mim mas logo depois sinto sua falta e sofro com isso então volto com a pessoa, para depois terminar de novo e por aí vai.
    Quando não é isso que ocorre é o fato de eu simplesmente enjoar a pessoa, muitas vezes luto para conseguir seu afeto, para do nada não querer mais e preferir ficar sozinha.
    Bem espero contar com a ajuda da senhora, agradecida desde já 🙂

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde,

      É importante sim de um tratamento. Existe um conflito e uma confusão emocional sobre essa situação. É preciso entender o que essas questões significam para você. Será que não existe realmente esse pensamento que você não dá para namoro? Uma crença de que as coisas não darão certo? e também será que existe uma outra crença que para se sentir completa e feliz precisa estar com alguém?
      Busque acompanhamento com o psicólogo e faça um tratamento continuo 😉

      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
    2. Chaves

      Sofro pela mesma coisa que você, conheci uma pessoa bacana estamos ficando a 1 mês, e ja sofro a pressão de namorar, é bom estar perto dela porém me sentiria melhor sozinho! Oque é um sentimento estranho, nao consigo mais raciocinar de tão estressado que estou, será que eu realmente gosto da pessoa? Ou estou continuando por pura solidão ? Só sei que me complico cada dia mais em questão a isso, e me passa a todo momento na cabeça acabar isso, e me sentir melhor. Não sei mais oque fazer e como agir.

      Reply
    3. Chaves

      Conheci uma pessoa bacana estamos ficando a 1 mês, e ja sofro a pressão de namorar, é bom estar perto dela porém me sentiria melhor sozinho! Oque é um sentimento estranho, nao consigo mais raciocinar de tão estressado que estou, será que eu realmente gosto da pessoa? Ou estou continuando por pura solidão ? Só sei que me complico cada dia mais em questão a isso, e me passa a todo momento na cabeça acabar isso, e me sentir melhor. Não sei mais oque fazer e como agir.

      Reply
  44. Pedro

    Olá, tenho 29 anos, já namorei em quatro ocasiões, sendo que todas elas eu quem terminava o namoro temendo a grande responsabilidade do relacionamento e do que ele poderia se tornar futuramente. Costumo ser um pouco ciumento, inseguro e normalmente sofro muito com os terminos, Me condenando por ter fracassado mais uma vez, apesar que não me relaciono para casar, apenas não me sinto um bom namorado. Me sinto confuso, me canso do namoro, exijo certos comportamentos que entendo não ser muito natural, já que estou me queixando do que me desagrada. Enfim, não consigo levar o namoro como um propósito permanente, visto que deveria, pois amei a maior parte das minhas namoradas. E tenho um pouco de receio da rejeição, o que me leva a pensar 100% no namoro, o que me desgasta no final das contas. Relacionamento é um tema muito complexo para mim desde quanto tive meu primeiro até os dias de hoje.

    Reply
    1. Natiely

      Olá, eu tenho 18 anis , estou com um problema que eu não consigo me relaionar, meus relacionamentos se é que posso chamar assim duram no máximo 2 meses e eu me apego rápido demais as pessoas … Oque eu faço ? Parece que as pessoas não sentem mais interesse por mim kkk é como se eu espantasse eles depois de 2 jeses sendo que estava tudo bem…

      Reply
      1. Psicologa

        Boa tarde NAtiely,

        As vezes as relações não vão para frente porque realmente não “deu liga”, isso acontece com todas as pessoas…. Mas pode acontecer também da pessoa ficar muito ansiosa em namorar, ficando com muitas expectativas sobre quem ela acabou de conhecer… como você disse “apego rápido demais as pessoas”. É importante entender o que significa “se apegar”. Carência? Expectativa que o outro transforme a sua vida? Necessidade de aprovação? Enfim, entender porque te gera tanta preocupação não estar namorando… o psicólogo poderá te ajudar a encontrar essas resposta. Para isso, é necessário um tratamento continuo com o profissional.

        Abraço!
        Psicóloga Michelli Duje

        Reply
  45. ro de paula

    OLA!!
    Tenho 33 anos e já tive muitos namorados, o mais longo durou quatro anos, e na verdade arrastei dois anos às duras penas, e prometi nunca mais me prender, isso com apenas 20 anos, mas sou bonita, atraente, extrovertida, me sinto sensual, e tenho uma ótima auto estima, e com isso os homens sempre chegam…insistem….e eu acabo cedendo novamente e namorando, mas com o tempo me sinto abatida, sufocada, angustiada, péssima, fico fria e isso gera desconforto com o parceiro e acabo caindo fora, me libertando!
    Aí eu me pergunto: será que realmente vou ficar sozinha?
    será que eu mesma me bloqueei? ou sera que ainda não apareceu a pessoa certa?
    alguem porfavor me responda isso!!!!

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde Rosangela,

      A grande questão é por que você tem tantas perguntas que te geram conflitos? O que realmente te gera angústias para ter que se libertar?
      As respostas estão dentro de você. Um acompanhamento com psicólogo pode te ajudar a entender. Não existe fórmula mágica, vai precisar fazer um tratamento continuo para ter maior autoconhecimento.

      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  46. maria

    olá tenho 18 anos nunca namorei mas também não sinto vontade vejo minhas amigas namorando, noivando e tudo mais, fico um pouco triste por estar só, me interesso por alguém mas se a pessoa que me interessei chegar até mim corto logo o papo as minhas colegas dizem que sou muito fechada mais como falei no inicio não quero nada, só gosto que olhem pra mim, que me achem bonita, que me der um elogio, tbm não penso em casamento não acredito bem no amor só vejo famílias destruídas, mas já amei uma pessoa ainda gosto dele mas ele está namorando nunca tivemos nada mas ele fez meu coração acelerar estou precisando de uma ajuda uma opinião qualquer coisa mas me ajude por favor!

    Reply
    1. Psicologa

      Parece que existe questões bem confusas aí… do querer e não querer… de um amor platônico… A questão é, qual a SUA opinião disso tudo? Existe medos? Há desejos? Como está a sua autoestima?
      Talvez você precise entender melhor o que os seus sentimentos querem dizer, e para isso não existe formula mágica, é necessário um acompanhamento continuo com psicólogo para ele te ajudar a encontrar as respostas… essa opinião e essas respostas estão dentro de você….

      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  47. Rodolfo

    Eu tenho um bando de problemas num relacionamento. Já vivenciei algumas experiências, tive atitudes e comportamentos que não eram legais e ainda tenho e vejo que preciso muito que melhorar para estar numa relação com a pessoa. Para você estar com alguém numa relação você tem que estar bem emocionalmente contigo mesmo, psicologicamente tb, não estou com a autoestima, atitude e segurança pra resolver isso ainda, busco me aceitar do jeito que eu sou e foda-se!. Eu no momento não me sinto equilibrado e com os sentimentos desenvolvidos para amar uma mulher de verdade, sempre fui uma pessoa relacionável e não muito sociável com as pessoas como sempre fui! sou de poucos amigos ainda bem! Eu sinto a necessidade de ter uma pessoa para ter um relacionamento sério, mas sei que não estou ainda preparado para isso, devido os motivos pessoais que eu expliquei, o meio familiar conturbado em que eu fui educado, contribuiu pra que eu me fechasse, mas os meus pais eu perdoo nesse aspecto foi uma outra época da minha infância, hoje eles mudaram estão melhores na nossa convivência, tudo isso pra min é aprendizado. Nunca gostei de ficar com várias mulheres e de ter muitas namoradas, nunca fiz o perfil galinha, sou um homem de uma mulher só, não me relaciono com mulher por me relacionar, não brinco em serviço! Sei as minhas condições e meus motivos do porque não estou com ninguém como acabei de explicar agora pouco. Não é por isso que vou morrer! a vida é muito além disso! Independente de ter uma vida estabilizada, tendo uma emprego. Sou feliz do mesmo jeito! Agora se tiver de acontecer de aparecer uma mulher na minha vida vai aparecer, se não aparecer foda-se! consigo viver tranquilamente! mesmo com os meus problemas internos e dificuldades para estar com uma pessoa. Não é arrumando uma namorada que você vai ser feliz! é o que eu penso, adoro estar com as pessoas que eu gosto: colegas, amigos e conhecidos,família. Isso já me deixa feliz! Pode ser que um dia consiga estar bem comigo mesmo e preparado psicologicamente, esteja maduro para ter uma mulher de verdade ao meu lado, não descarto essa oportunidade de encontrar alguém na minha vida. Se caso eu não der certo com ninguém eu vou continuar seguindo a minha vida numa boa!

    Reply
  48. Jeh

    Boa Tarde

    Tenho 23, nunca namorei, mas também demorei para sentir interesse nos homens, acho que demorei pra amadurecer esse lado, me apaixonei uma vez por um cara, ficamos muito amigos e por conta disso sabia que ele era muito galinha, nunca tive coragem de abrir o jogo com ele apesar da nossa amizade, não sou bonita nem atraente e talvez isso me trave um pouco, não sou tímida nas demais coisas, porem sou completamente travada quando se trata de paquerar ou algo do gênero, mesmo na internet tenho dificuldade de manter uma conversa, acho que não me sinto a vontade com a ideia de que tem alguém me paquerando, sinto vontade mas não tenho coragem de levar nada a diante, mas isso só acontece nesse aspecto da vida, nas demais coisas consigo agir naturalmente.
    Sera que tem explicação pra isso? Devo fazer terapia? sera que sou louca rs ?

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde Jeh,

      Veja, repare em como você se refere a você: “não sou bonita e nem atraente…”. Como será que está a sua autoestima? Será que você gosta de você mesma, e permite que o outro também goste? você diz “não me sinto a vontade com a ideia de que tem alguém me paquerando…”
      Fique tranquila, isso não é loucura, mas é importante fazer acompanhamento com o psicólogo para você refletir sobre algumas questões e ficar mais segura…

      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  49. julia andreoli

    DRA BOM DIA..DEMOREI 1 ANO PRA ACEITAR A NAMORAR UM RAPAZ HJ ESTAMOS JUNTOS HA 5 MESES E NUNCA TIVEMOS UMA RELAÇAO SEXUAL, ELE SENTE TESAO POR MIM E EU POR ELE, ANTEONTEM O RESSIONEI E ELE ACABOU ME DIZENDO Q NO RELACIONAMENTO DELE ANTERIOR ELE ACABOU TENDO UM FILHO NO QUAL FOI ENGANADO PELA EX E ELE ME DISSE Q DEPOIS DISSO ELE NUNCA MAIS CONSEGUIU TER UM RELACIONAMENTO COM ALGUEM..ELE ME AMA EU SEI DISSO ELE FAZ TUDO POR MIM , MAS ELE NEM QUER FICAR SO COMIGO PARA Q NAO FAÇAMOS ALGO. SO DE EU TOCA-LO ELE GOZA.ME AJUDA DRA NAO SEI O Q FAZER ELE ME ESPEROU POR 1 ANO E AGORA Q ESTAMOS JUNTOS HA 5 MESES ELE NAO CONSEGUE FAZER AMOR COMIGO, EELE CHORA. DRA ELE N ACEITA UM TRATAMENTO COM PSICOLOGO, EU TENHO QUASE CERTEZA DE Q ELE TENHA SIDO TRAIDO TB E NAO SO O FATO DELE SER PAI SEM QUERER SER. EU ACHO Q TEM ALGO MAIS Q ELE N ME CONTA.JA PENSEI ATE EM TERMINAR COM LE, MAS ELE ME DIZ AMOR TENHA PACIENCIA COMIGO ISSO VAI PASSAR. MAS DRA O ULTIMO RELACIONAMENTO DELE FOI HA 3 ANOS.TENHO MEDO DE ME ENVOLVER DEMAIS E NAO CONSEGUIR SAIR DA RELAÇAO DEPOIS. AGUARDO A RESPOSTA O MAIS REVE, DESDE JA AGRADEÇO

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde Julia,
      Entendo o seu sofrimento e preocupação… muitas vezes existem questões que estão além do seu alcance… talvez ele possa superar a questão sozinho, mas é provável que ele precise sim de um acompanhamento psicológico para ajudá-lo a enfrentar a questão. Mas nesse caso ele precisa querer, não adianta só o você querer por ele…
      De qualquer forma, talvez você também precise perceber o seu próprio sofrimento nesse momento… você também precisa de acompanhamento psicológico continuo para lidar com essas questões…

      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  50. Yan

    Olá Dra ! Tudo bom ? É uma longa história … e vou tentar resumir. Há um mês me mudei de apartamento e conheci um rapaz que mora no mesmo andar que eu e no apartamento de frente ao meu, até então tudo bem, até que eu crio um app de relacionamento (tinder) e pra minha surpresa demos ‘match’ … dentro de duas semanas ficamos 2 vezes. Ele é estudante de psicologia, tem 27 anos e eu 25, estou apaixonado ! Ele é muito carinhoso e atencioso cmg, me abraça etc, mas não sei como agir … Fico receoso com relação a tudo ! Fazem 6 dias desde que ficamos pela ultima vez e não sei se ele não está mais afim de mim, e fico com medo de ir falar com ele e parecer um desesperado, ou ele achar que me iludi, que estou apaixonado demais e não querer mais ficar cmg … O que devo fazer ?? Fico esperando ele vir atras de mim ou tomo iniciativa de falar com ele e dizer que quero algo mais sério ?? Ou não faço nada ? Estou sem saber o que fazer 🙁

    Reply
  51. Rodolfo

    Bom dia, adorei a sua matéria e me fez olhar para dentro de mim mesmo.
    Tenho 23 anos e logo farei 24, acabei sempredando atenção para outras partes da minha vida e os meus relacionamentos amorosos nunca existiram de fato. Apesar de eu estar feliz com a minha vida e comigo mesmo, as vezes sinto um vazio dentro de mim. Esse ano percebi que deveria começar a buscar por isso que me faltava, então me permiti conhecer pessoas e tentar alguma coisa. Foi em Maio deste ano que dei o meu primeiro beijo. Alguns me dizem que foi tarde demais, mas acredito que tudo acontece no tempo certo e estou progredindo enquanto busco melhorar esse meu lado. Como sempre senti atração pelos dois gêneros me peguei recentemente em uma situação complexa.
    Sai com um menino e gostei de beijar ele. Mas sei que não vai dar em nada sério. E, em contra partida, sai com uma menina que me fez ter esperanças de engatar um namoro sério, pois nossos sonhos, desejos e afinidades são os mesmos. Então o meu desafio é: quero ter as duas experiências, mas não sei qual escolho. Tenho medo de escolher a menina e me arrepender de nunca ter tentado antes com um rapaz. Digo sexualmente, também. O que posso fazer?

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde Rodolfo,
      Parece que está se iniciando uma descoberta… e como todo descobrimento, existe etapas para amadurecer e se conhecer melhor. Acredito que quando você diz que existe um vazio, signifique que há algo dentro de você que precisa ser compreendido. Ninguém conseguirá preencher esse vazio a não ser você mesmo. Talvez esse vazio será mais bem preenchido quando você estiver mais consciente sobre o que deseja, sobre quem você é, sobre sua identidade. Nessa questão não quer dizer que você precise definir algo, como se fosse uma sentença. Quando você diz que tem medo de se arrepender, parece que tem o pensamento de que se escolher algo, será definitivo, como se fosse aquilo e ponto final… mas as coisas não são assim. Apesar do autoconhecimento ser para a vida inteira, existe muitas dúvidas dentro de você mesmo. Se você fizer uma escolha hoje, não quer dizer que amanhã não poderá reavaliar essa decisão. Talvez o começo para suas respostas seria com uma pergunta: O que você quer viver hoje?
      De qualquer forma, é importante o acompanhamento com o psicólogo, ele te ajudar a encontrar as respostas (essas respostas não será em uma apenas uma consulta… é necessário o tratamento continuo)

      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  52. Camila

    Boa noite,
    Estou com um problema que está me chateando muito, não consigo manter nenhum relacionamento pois sou muito possessiva, quero que a pessoa fale comigo o tempo todo, que venha me ver sempre que tenho vontade, e tenho ciúmes de tudo e todos. Já me envolvi com algumas pessoas mas nenhum dá certo por isso, minha amiga abriu meus olhos dizendo que cobro muito de uma pessoa que ainda não tem nada comigo. Sou muito insegura e por medo de perder acabo sufocando. Essa semana mesmo estou muito aborrecida com minhas atitudes mas não consigo mudar, conheci uma pessoa que me mandou rosas, virtualmente ele era um amor de pessoa, saimos e foi perfeito, mas no dia seguinte ele não me mandou msg, então eu mandei e ai conversamos um pouco e percebi que ele estava diferente, com respostas curtas e comecei a reclamar com ele sobre isso, ele disse que era coisa da minha cabeça mas passei o dia reclamando disso, pois ele ficava online algumas vezes e nem me mandava mensagem, somente a noite ele ficou mais doce, mas minha amiga disse que eu estava sendo chata com ele. O que fazer ?

    Reply
    1. Psicologa

      Como você mesma percebeu, existe insegura… Parece o “outro” tem que estar constantemente provando para você que gosta de você. É importante um acompanhamento com psicóloga para ela te ajudar a entender e superar esse medo de “perder” e não ser mais desejada… esse tratamento exige continuidade.
      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  53. Rodrigo

    Olá!
    Tenho 32 anos, venho de um namoro de 7 anos, não sei fica sozinho… comecei a ficar com um conhecia… perfeito… cama, bom papo, se puxa nos estudos e ela ta gostando mesmo de mim! Só que na cabeça dela… por pilhas das amigas, acha que vai se divertir mais solteira… Esta na cara dela e ele mesmo enxerga que gosta de mim nao quer me perder mas ao mesmo tempo quer ter vida de solteira!
    Eu nao proibo ela de sair… viajar com amigas jantas etc… só que hoje apareceu um problema.. foi convidada pela amiga a jantar com ela na casa de amigos.. sendo 3 homens e duas mulheres… porra… fiquei com ciumes mesmo… falei com ela.. e me senti mal… nao quero afastar… agora ela vai jantar la e vai me ligar logo depois para buscar ela para sair cmg…

    Eu fico Pu… com isso.. a pessoa tem algo bom na mão mas mesmo assim nao se agarra… vejo muitas gurias reclamando que nao acham ninguem e quando acham nao largam as baladinhas

    Sei q to com a auto estima baixa… tenho que ver isso também no sei nem por onde começar.. e psicologo agora com essa crise me quebra…

    Não sei como agir com essa guria… hoje vou falar para ela.. “olha sei q estamos ficando .. tudo certo ótimo… nao me importo que tu saia com tuas amigas… nem em festas .. tudo ok… mas esse tipo de janta … aqui pelo menos onde eu to é so para pegação… E POR FAVOR NAO FALA QUE EU TENHO QUE CONFIAR NELA E BLA BLABLA existe limites para esse tipo de situação e na minha opiniao acho que estou sendo correto!
    NÃO?

    abraços

    Reply
  54. JOSÉ WELDER

    Ola sou josé 24 anos eu não consigo namora com as pessoa ou amizade tenho dificuldade encontra pessoa suficiente so quere pessoa normalmente se diferente eu sei so Deus sabe muito
    Obrigado!!!

    Reply
  55. Bruno

    ola! Bem eu terminei um relacionamento a alguns meses e ao mesmo tempo que preciso recomeçar conhecendo alguém novo mim desmotivo e fico inseguro devido as frustrações que tive no antigo relacionamento .Ao mesmo tempo que não mim sentia muito feliz por se tratar de um relacionamento onde não existia por parte da outra pessoa o carinho e a consideração desejada eu exigia mudanças quanto a questão de erros cometidos tipo como se quiser mudar a pessoa. Resumindo não aceitava erros!!Quando terminei conheci outras pessoas ,mas em nem uma consegui engatar algo serio é complicado demais por mais que ainda goste da pessoa do passado não vejo expectativas em continuar tipo não vale a pena por não ser a pessoas certa.Eu sou o tipo de pessoa que se valoriza muito gosto muito de mim ,mas nesse momento to perdido e preciso me arrumar emocionalmente e começar algo novo.O que posso fazer ?

    Reply
  56. Luh

    Olá, tenho 19 anos e nunca namorei. Sempre que fico com um rapaz e ele acaba falando em namoro, eu já me estremeço toda. Já apareceram várias oportunidades de eu namorar com rapazes bons, educados, bonitos mas eu nunca me deixei aprofundar num relacionamento. Eu não sei se tenho medo, mas eu simplesmente não consigo entrar em um relacionamento. Estou ficando com um rapaz agora e ele quer namorar comigo, não sei o que eu faço, pois parei pra pensar e conclui que se eu não tentar, nunca vou sair da solteirice. Eu sou tímida mas não acho que esse seja o problema, talvez seja minha indecisão sobre eu querer ou não namorar. Eu nunca tive essa vontade e nunca fiquei triste por estar solteira, mas eu penso que tenho que tentar um relacionamento, se não der certo não deu, se der melhor ainda. Não sei bem o que me impede, isso me deixa muito confusa. No momento eu não sei o que fazer, se eu der o fora no cara que tô ficando posso me arrepender, não sei mesmo o que eu faço :s

    Reply
  57. 040982leo

    Sou divorciada à 11 anos , depois de um ano namorei um rapaz um ano e não deu certo depois dele nunca mais apareceu ninguem,, não aguento mais viver sózinha tenho questionado muito Deus , pois era bem religiosa e ja faz um ano que abandonei não vou mais a igreja e não consigo acreditar e ter fé , não sei mais o que fazer da minha vida o que está acontecendo?

    Reply
  58. Rochelle

    Olá, tenho 20 anos e faz 3 anos que estou só. Meu primeiro relacionamento aconteceu aos 15 anos e durou 2 anos. A partir daí, nunca consegui mais me relacionar com alguém e com o passar do tempo me sinto cada vez mais insegura e desinteressante. Eu travo quando vejo que alguém está interessado em mim, por isso não consigo ser eu mesma. Eu quero muito conhecer alguém para partilhar por isso frequentemente me sinto angustiada e como medo de minha personalidade piorar. O que posso fazer para mudar?

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia Rochelle,

      A autoestima está baixa… como você não acredita que é ser interessante, cria barreiras quando alguém se aproxima.
      Talvez seja preciso entender quando você começou a se sentir assim, quais serão os motivos? Ao mesmo tempo, é importante reconhecer o que você tem de bacana, faça as pazes com suas qualidades!
      Caso você não consiga fazer isso sozinha, busque um acompanhamento com o psicólogo.

      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  59. Bruna

    Olá. Me chamo Bruna e tenho 22 anos. Tive uma infância um pouco complicada. TODOS OS DIAS assistia as brigas dos meus pais. Meu pai não me dava carinho, me rejeitava bebia e agredia muito minha mãe. Nunca, namorei porque até hoje não consigo entender o motivo pra esse bloqueio emocional. Quando eu tô com alguém, depois de um tempo, sinto medo. Quando sinto que o progresso é positivo, acabo terminando tudo e continuo seguindo sozinha. Algumas pessoas acham que sou bissexual, porque, como o povo fala ” uma menina tão bonita sozinha é difícil de se ver “. Não entendo o que me faz desistir. Sou heterossexual. Desde pequena sempre fui muito tímida. O que me incomoda é não saber o que é esse sentimento que me amedronta . . .

    Muito obrigada.

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia Bruna,

      Situações que você relata são muito marcantes, e podem gerar uma sensação na pessoa que as relações amorosas geram sofrimento, talvez por esse motivo se afasta, por medo que a história dos seus pais se repita nas suas relações… Nesse caso é fundamental fazer acompanhamento com o psicólogo, que te ajudará a cicatrizar as feridas do passado para você viver o presente de forma mais consciente e tranquila

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  60. Jorge

    Boa noite,

    Tenho 19 anos, sou gay, extrovertido/sentimental/tímido e já fiquei com 5 meninos na minha vida… Agora estou gostando de um menino (na verdade já faz uns 8 meses) e as vezes sinto que ele gosta de mim também, ele é o meu oposto com relacionamentos, “fica” com vários e qualquer um no mesmo dia… Ja disse que gosto dele e ele disse que gosta de mim mas como amigo. Eu fico imaginando nos dois namorando, fazendo varias coisas legais… As vezes parece que vai rolar, mas eu não ajudo.. A gente bate um papo legal pela internet, mas quando eu to com ele, eu não consigo nem me mover direito, se ele vem me abraçar eu recuso sem querer… Sera que é pelo fato de ficar imaginando um namoro que nem esta acontecendo? Não sou uma pessoa muito carinhosa, não tenho relações carinhosas nem com a minha mãe, me sinto bloqueado por mim mesmo… Ja tentei parar de gostar dele.. deu certo por um tempo, mas depois comecei a conviver com isso de novo… Sera que esse meu habito de ficar imaginando a gente junto e feliz me prejudica psicologicamente? Como faço pra parar com isso?

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia Luis,

      Ficar imaginando vocês dois juntos talvez alimente as suas esperanças de um dia ficarem juntos…mas ele disse que vê você como amigo… passe a investir seu interesse em alguém que possa também estar interessado por você.
      Parece que essa dificuldade de demonstrar carinho te incomoda, nesse caso, indico que você busque uma avaliação com o psicólogo.

      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  61. TAMARA

    Boa noite
    Tudo que escreveu me indentifiquei
    tenho 24 anos
    sou gemias sempre tive alguem do meu lado
    sou atraente, bonita esperta e inteligente so sempre penso q os homens buscam apenas sexo comigo
    nao consigo curti o momento
    sempre na defensiva
    ah moro sozinha a 2 anos
    nao sei como agir e o q fazer para mudar isso.

    Reply
  62. Marcus Vinicius

    Olá Tenho 19 anos , Nunca namorei a Serio Nao que isso seja da minha Vontade Mas parece Que as meninas que ja fiquei a Um tempo atras nao se interessaram muito , eu fico sla meio sem graça sem jeito até nas propias cvs , as vezes me embolo bastante , eu tenho algum tempo Sem ter Ngm , mas nao consigo tomar iniciativa ou não consigo manter um papi muito tempo com quem me interesso Como faço para mudar issi ??

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia Marcus,

      Como será que você se sente com você mesmo? será que isso tem a ver com você não se sentir seguro? Fica com medo de não ser alguém com o papo legal?
      É natural ter um turbilhão de sensações e emoções num momento de paquera… mas a pessoa tem que saber aproveitar o momento para se sentir bem. Não focar tanto em si mesma, mas curtir a situação…. sem tantas expectativas sabe? Se rolar, rolou, senão, terão outras oportunidades…
      Mas se essa dificuldade continuar, recomendo o acompanhamento com o psicólogo, para ele te ajudar a se sentir mais seguro e baixar o nível de ansiedade

      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  63. ses

    Olá tenho 26 anos e realmente só de um ano para cá depois que terminei meu último namoro que comecei a me preocupar com a solidão, em ficar só, sou muito focada na minha profissão, me preocupo muito com o futuro mas isso nunca atrapalhou em sair, sou alegre e gosto muito de viver, sair, beijar, conhecer lugares, pessoas, mas tenho grande problema em me relacionar quando se trata de romance. Meu último namoro foi menos de um ano e terminou da pior forma, fui traída e descobri que ele não era nada do que demonstrou ser esse tempo todo. Eu confesso que não o amava, mas ele me dava segurança, atenção, carinho, tudo o que eu precisava, de alguém do meu lado, quando terminamos foi um balde de realidade, passei dois meses acreditando que ninguém era fiel, que não existia amor. Mas aos poucos fui saindo do pesadelo em que ele me deixou. Hoje depois de um ano quero muito casar, ja penso nisso rs acho que demorei a pensar, mas parece que nunca vai acontecer comigo. Estou naquela fase que todas minhas amigas casaram então é desesperador. Voltando a falar do meu problema de relacionamento, tanto com o ex quanto com outros eu não sei, queria entender meu erro, conheço a pessoa, vem a atração, na maioria a gente acaba transando nesse período ele parece que cansa, a sensação que tenho é que eu não tenho mais nada a oferecer, vamos nos distanciando e fim acaba. Tenho que me virar para sofrer calada até a dor passar, geralmente guardo comigo, muito difícil ir atras, não sou de ficar pedindo explicação, ou está comigo ou esquece. Então estou com esse pesamento, esse fds mesmo conheci alguém, rolou atração, nos beijamos, conversamos, foi lega, agora a noite ele me add no face mas não falou comigo ainda, eu penso que é melhor ficar na minha, se falar bem, se não esquece, e bate novamente aquela sensação que vai acontecer a mesma coisa com todos homens que me relaciono, acho que desanimei.. Esse ultimo rapaz que conheci confesso que fiquei muito afim, parece que meu coração gritou assim:, Ainda estou vivo, ainda posso fazer vc sentir frio na barriga, porque passei o fds todo pensando nele e tentando esquece. Mas estou tentando esquecer ele porque em meio a nossa conversa quando ficamos ele acabou falando muito da vida dele, decepção amorosa que teve e que até hoje é marcado por essa decepção e que isso fez ele não querer nada sério, disse com todas as palavras que não presta, e nem acreditar em amor, então ele já me deixou claro, mesmo ficando tão mexida, confesso q não que só de pensar nele vem um friozinho rrs mas não sou louca de me iludir sabendo disso. Enfim me ajuda a me entender e conseguir construir uma relação com alguém que vale a pena e como as maiorias das pessoas, naturalmente e sem medos

    Reply
  64. Gustavo Abreu

    Boa tarde doutora.

    Olá tenho 29 anos, sou funcionário público, não sou feio, mas não sou nenhum playboy de balada (que nos final da história são apenas uns caras que trabalhão o mês todo para financiar um dia na noite) sou um cara bem sucedido, sou formado, tenho uma vida bastante boa, saiu muito, mas não como os outros (baladas e Festas, pois não acho que nesses lugares vc teoricamente não vão achar pessoas certas) gosto de ir para a praia com meus amigos e amigas, curtir um bom restaurante, tipos mais ou menos essas coisas finas. De toda a galera que saiu eu sou sempre o mais palhaço e brincalhão, sendo que as vezes eu acho que não deveria.

    O problema disso tudo é que sou muito tímido com relacionamento, e mesmo eu sabendo que a mina tá interessada eu começo a desconversar, pois acho que não vai dá certo, e aquelas que eu acho que pode dá certo, não dão.

    A cerca de seis meses atras tava saindo com uma mina que aparentava ser uma mina direita, toda os meus gostos eram igual ao dela e vice versa, só que com o tempo começou a esfriar, e decidi para de conversar com ela. Ae passou seis meses, deletei o n° dela do meu cel para não ter nenhum vinculo com ela mais. só que infelizmente a mina veio atrás falando que tava com saudade e tudo mais. aí ela ficou enchendo o meu saco para sair novamente, ae eu saí, só que não foi aquela coisa mais.

    Só que tentei saí com umas outras minas aí, e não rolou mais pois novamente fico tímido e travado, e fico meio que pensando nela, e cada vez que fico pensando, fico muito mais tímido e travado.

    A Minha pergunta é a seguinte: é normal as vezes ficar travado? Como faço para acabar com a minha timidez que pode ser considerada extrema, sendo que na minha vida pessoal e meu trabalho eu não tenho nenhuma timidez, sendo que além disso eu chefio cerca de 20 funcionários e os mesmos falam que o meu problema é apenas a timidez e a falta de confiança nos relacionamentos (os meus funcionários eu trato como fosse parte da minha família, por isso eles tem conhecimento desses fatos).

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde Gustavo

      Talvez existam várias respostas para suas perguntas… é natural sim ficar um pouco ansioso ou inseguro durante uma paquera, mas quando essas sensações se tornam muito intensas, é importante refletir o que pode estar causando ou influenciando para essa postura…
      Talvez exista certa aprendizagem negativa sobre como são os relacionamentos amorosos … o que você pensa sobre relacionamento amoroso? o que você acredita que você pode ter numa relação amorosa?
      Perceba que num relacionamento, sempre existirão momentos de altos e baixos, momentos em que às vezes vai esfriar… mas tudo bem, não significa que a relação terminou…

      Busque um acompanhamento continuo com o psicólogo, ele poderá te ajudar a identificar melhor as questões.

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  65. Saulo Régis

    Ola,vou fazer 25 anos no mês que vem e nunca namorei a sério por não me sentir realizado profissionalmente,acho que é isso que as mulheres querem.Eu não tenho um carro,sempre fui instavel nos empregos que tive,não me imagino namorando andando de ônibus,eu não queria estar só,nem quero estar com varias,se eu achasse uma pessoa só a certa,estarei feliz.Poucas fiquei,que beijei na boca,só não sou virgem ainda porque paguei por sexo com prostitutas,me sinto muito mal com tudo isso.Foram poucas vezes em que cheguei numa mulher que estava afim,na maioria vieram falar comigo,por coincidência foram mulheres mais velhas q eu,que também achavam q eu era mais velho,pois tenho a aparência de ser mais velho,sou muito reservado e observador,na minha.pra piorar sou uma minoria,pois sou ateu.me sinto desesperado com tudo isso,pois queria viver um romance de verdade.

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde Saulo,

      Como será que está a sua autoestima? como vc se enxerga? valoriza suas qualidades? consegue ver aquilo que tem de bacana em você? Se você não conseguir ver aquilo que tem de bacana em você, poderá sabotar suas relações, perdendo a chance de viver o que deseja…

      talvez mulheres mais velhas se aproximaram de você, porque elas estão mais seguras para levar um “fora”…. não se sentirão tão tristes quando uma mulher mais jovem se você as “cortar”….

      Reply
  66. Rafael

    Oi, tenho quase 20 anos e vejo que muitos passam pelo mesmo que eu ao ter dificuldades em se relacionar, na minha adolescência tive anos de depressão e algumas tentativas de suicídio, fico impressionado como é fácil para os outros, é como se estivessem comprando pão na esquina e eu não consigo nem a amizade de garotas. Praticamente não socializo, vivi por muitos anos fazendo o percurso casa/escola e ano passado consegui (com 18) sair com amigos (homens) para um shopping e comemorei bastante, esse ano paguei por uma festa e quando soube que era de madrugada me apavorei, passei mal e fiquei stressado por três dias seguidos (não conseguia dormir), tive grandes desilusões ao cogitar em ficar com alguém que não me quis e ficou um ano me humilhando por isso na escola, não tenho muitas esperanças e parece que me acostumei mais à infelicidade que me proporciona essa rotina, tem alguma chance de uma pessoa assim não morrer solitária? Obrigado desde já pelos seus serviços aos outros que passaram pelas mesmas dores que eu.

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde Rafael,

      Claro Rafael, todas as chances do mundo. Antes de mais nada, talvez você precise passar a não se sentir tão solitário (tanto no sentido de você poder tentar aos poucos se relacionar cada vez mais com os outros -amigos, família, … – , quanto no sentido de você começar a se conhecer mais e se acolher emocionalmente).
      Você diz que teve decepção (na verdade, todas as pessoas já passaram ou vão passar por decepções), e ainda está muito magoado com o que aconteceu. É preciso tentar lidar com essa ferida…. não se coloque uma sentença que precise viver infeliz, como se isso fosse a verdade e a única alternativa…. É muito importante você fazer (ou continuar) tratamento com o psicólogo e psiquiatra para conseguir aprender a superar essas questões.

      Reply
  67. Vera Lúcia

    Me chamo Vera tenho 52 anos e nunca me casei. Não me considero uma pessoa feia, pelo contrário. As pessoas me acham bonitas e interessantes, mas tenho dificuldade de arranjar um companheiro. Conheci um homem no site de relacionamento, mas não me agradou. Tenho buscado conhecer alguém para me relacionar. Vejo que a pessoa está interessada, inicio uma conversa, deixo mensagens, só que não flui. Não sei por que.

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde Vera,

      Podem ter várias questões envolvidas nessa questão, mas talvez seja interessante refletir:
      O que será que não flui? existe muitas expectativas sobre essas possíveis relações? Você costuma estar disposta a conhecer pessoas que não tenham opinião exatamente iguais as suas?

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  68. Lorena

    Oi
    Tenho 25 anos e nunca tive nada com ninguém.
    Eu acho muitos homens bonitos e tal, mas não tenho vontade de ter algo com nínguem.
    O problema é que todas as pessoas ao meu redor já tiveram algum tipo de relacionamento afetivo, eu já nunca tive. Eu até cogitei tentar algo com qq pessoa ( só para ver mesmo como seria, mas não me sentia à vontade fazendo isso)
    Minha dúvida é se isso é muito anormal ou se eu terei vontade de conhecer alguém no tempo certo.

    Se puder dar alguma ajuda.

    Obrigada

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde Lorena,

      É interessante refletir: por que será que você acha atraente mas não quer contato físico? Que sentimentos ou sensações que te geram ao pensar no contato físico? existe dificuldade de contato físico com outras pessoas também?

      É interessante realizar acompanhamento com o psicólogo para entender melhor essas questões (o acompanhamento é continuo, sempre indico em torno de 4 a 5 meses)

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  69. Tiago Silva

    Olá meu nome é Tiago, tenho 29 anos, sai de um casamento que ao todo somando as outras fases durou quase cinco anos, me separei em um período conturbado com faculdade em andamento próximo do final do curso, passei por momentos difíceis que conseguir jogar terra neles, porém eu não consigo lidar com outras garotas e nem ter outros relacionamentos devido ao medo que fiquei de ter outro relacionamento e quando percebo que alguma garota se aproxima automaticamente fico ríspido.
    Isso é normal ou não?

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde Tiago,

      Parece que você está bastante machucado, ainda não superou a separação… talvez exista um medo de voltar a se frustrar ou ter que lidar com a perda… É interessante fazer acompanhamento com o psicólogo.

      Reply
  70. Andressa

    Oi Dra tenho 24 anos namorei sério apenas uma vez na minha vida entre idas e vindas 2 anos, era um relacionamento muito conturbado porque ele era extremamente ciumento e tínhamos incompatibilidades,também por conta da idade,ele era 10 anos mais velho.Desde que terminei nunca mais namorei sério, me relacionei com algumas pessoas mas não me envolvi muito , tenho dificuldade em encontrar pessoas que me atraem e os que encontrei q gostei eram tds comprometidos,ou não chegam em mim, talvez por q não dou abertura? Uns dias atrás puxei assunto no bate papo com um rapaz que estudou comigo ele foi educado e td,mas não deu nem um passo há mais, parecia que só estava respondendo oq eu perguntava, essa situação só me deixou mais insegura,um tempo atrás me envolvi com um homem casado ,o q vai contra td que penso de correto. As vezes penso sou legal bonita uma pessoa interessante, que tanta dificuldade? será que não frequento lugares corretos ?ou será que realmente tem algo errado comigo?fico triste por não ter essa parte da minha vida realizada, muitas pessoas cobram muito isso de mim, e vc tá namorando? Vc é tão bonita e tá sozinha? E acaba que juntando tudo! E também me cobro.

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia Andressa,

      Tudo tem o seu tempo…
      É natural nem sempre ser correspondida, aquele que você se interessar pode não se interessar por você. Faz parte levar fora (mesmo sendo bonita), isso não significa que você não é uma pessoa desejável, apenas que não era para ser com aquela a pessoa…
      Não permita se contaminar com as cobranças… se você ficar nessa ansiedade de precisar de alguém para se sentir bem, corre o risco de não fazer uma boa escolha de companheiro. Acabe ficando com “qualquer um” para preencher algo que não é o relacionamento amoroso que vai suprir. Reflita o que tem feito você se cobrar tanto por isso. O que será que você quer de uma relação? Será que não é você mesma que precisa se dar? Relacionamento amoroso é para complementar a vida, não para preencher se tornando “o sentido da sua vida”….
      Talvez seja interessante fazer acompanhamento com psicólogo para entender o que esta “necessidade” e sentimentos significam…
      Mas vai uma dica: Invista em você, naquilo que te faz bem, em projetos de vida que você possa se sentir realizada.

      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  71. Barbara

    Bom Dia!
    Tenho 26 anos,só tive 2 relacionamentos,e duraram pouco tempo.
    Todos outros que tento me relacionar não dão certo.
    Ocorre tudo certo nos encontros,mas depois somem.
    Sera o que tenho de errado?

    Reply
  72. Andressa

    Oi tenho 24 anos fazem 4 anos que não me relaciono sério com ninguém, meu último relacionamento mais sério termínou de uma forma nada amigável, por que meu ex era muito ciumento, nesse meio tempo não consegui firmar nada sério c ninguém q me relacionei. Me cobro muito isso e também quero muito uma pessoa pra somar comigo, não tenho problemas c auto estima, me acho bonita atraente,acho q sou uma pessoa interessante, será que só eu e as pessoas mais próximas de mim acham isso? Ou será que não tenho frequntado lugares corretos?
    Isso me causa muita angústia e ansiedade.

    Reply
  73. sem nome

    Boa tarde… queria uma opinião… Sabe me sinto como se eu fosse um extraterrestre… Sabe tenho 26anos nunca tive um relacionamento sério com ninguém..ou melhor nunca tive um relacionamento… tenho 1 irmã e 4 irmãos todos casados e com filhos só eu que não sou casado e nem namoro com ninguém sou gay… Porém isso não e nenhum problema pra mim. sou muito tímido (bastante) tenho minha família toda evangélica isso me deixa muito angustiado pois também fui criado desde pequeno em igrejas evangélicas nunca tive dúvidas com relação a minha opção sexual. minha família sabe que eu sou gay nunca sofri nenhum preconceito em casa com relação a isso…me sinto um extra terrestre porque nunca consigo me relacionar com ninguém… sempre entro em salas de Batepapo pra ver se encontro alguém legal pra conversar Porém nunca encontro ninguém legal pra conversar porque todos só querem falar de sexo.. e eu não consigo falar de SEXO assim tão abertamente. vejo nas salas de Batepapo as pessoas mal se conhece e marcam encontro pra fazê sexo eu nunca fiz isso e nem consigo me imaginar fazendo isso… sempre entro no bate papo em busca de AMIZADE pra que sabe se tornar em relacionamento sério… nem AMIZADE eu consigo fazer porque todos sem exceção só fala de SEXO…me sinto tão desfocado nesses assuntos que me sinto como se vivesse em outro planeta… SERÁ SE EU SOU NORMAL?

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia,

      Claro que é normal!!! Talvez esse grupo de bate papo tem outro objetivo, diferente do seu. Talvez não seja ali que você encontrará pessoas bacanas que desejem ter uma amizade ou relacionamento sério. Você pode tentar experimentar outros ambientes (virtuais e também interação pessoal – “ao vivo”) para conhecer gente interessante.

      É preciso refletir sobre algumas questões também… você diz nunca ter sofrido preconceito, e também não ter “nenhum problema com isso” (conforme falou). Mas talvez a questão não seja não ter problemas com isso, mas sim como você lida com com a sua orientação sexual e com a sua própria sexualidade. Como você se vê? Você se aceita ou exista alguma dificuldade sobre essa questão que o faz se sentir tímido e se sentir um “extraterrestre”….?

      Acho que é interessante você fazer acompanhamento com psicólogo para ele poder te ajudar a verificar como está sua autoestima, como está a sua relação com sua orientação sexual? Você precisa se conhecer, e para isso, é importante se permitir olhar para seus sentimentos e necessidades emocionais, sobre seus desejos, sobre sua história de vida e o seu aprendizado sobre homossexualidade….

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  74. ane

    Bom dia.

    oi tenho 17 anos, é gostaria de compartilhar um pouco da minha vida amorosa com a senhora, já faz um bom tempo que percebo que os relacionamentos que tive não deram certo, o ultimo namorado me feis sofre muito, eu gostava demais dele ele era o amor da minha vida, ate que um bia descobrir que ele me enganava, mentias, traia etc..alem de tudo tive que aguenta todo mundo fala na minha cabeça, foi a pior época da minha vida, eu arrependo muito de relaciona me com esse garoto, ele acabou comigo. Em fim depois disto não consigo relaciona com ninguém, quando um rapaz chega perto de mim para conversa fico meio receosa, ou quando querem namora comigo eu não aceito, sei lá eu fico nervosa, não consigo fica calma, isso esta acabando comigo, eu quero ser livre desta angustia, medo ……

    gostaria de um conselho o que devo fazer ?

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia Ane,

      Parece que você está com medo de voltar a sofrer num novo relacionamento. Às vezes quando tem uma situação mal resolvida, a pessoa pode ficar presa ao passado e ter dificuldade para viver o presente. Você teve uma experiência negativa com o seu último namoro, mas não quer dizer que terá essas frustrações novamente no futuro.
      Infelizmente as decepções e frustrações fazem parte da vida. Mas tente aprender e entender com o que aconteceu no seu passado, será que antes de descobrir tudo já aconteciam coisas entre você e seu ex não te faziam bem? Será que você pode aprender com isso, e no próximo relacionamento estabelecer alguns limites?
      Tente encarar esse seu passado de forma que te fortaleça, que te faça aprender com essas experiências. Se dê a chance de conhecer alguém bacana, que te faça bem. Não deixe que um acontecimento te impeça de viver coisas maravilhosas.
      Caso não consiga fazer isso sozinha, é indicado buscar um acompanhamento com psicólogo

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  75. Tah

    Boa noite doutora.Meu nome é Tah,tenho 23 anos.Acabei de concluir minha graduação.Nunca namorei sério,fiquei apenas com 1 menino ,isso em 2011.De lá pra cá não consegui mais nada,alguns caras até me chamaram pra sair,mas não senti segurança de sair com eles.
    Percebo que o tempo está passando,vejo minhas amigas namorando,noivando e eu nada e me sinto extramente desconfortável com isso e não sei lidar com essa situação,os parentes sempre perguntam ta namorando ? e nem sei mais o que responder ….

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia Tah,

      Veja, você diz que fica insegura para sair com os caras que te convidaram. Por que será que você está insegura? Existe algum medo? Como está a sua autoestima? Como você se sente consigo mesma? Ou será que teve alguma questão mal resolvida com o seu ex namorado que está dificultando que você se relacione com outras pessoas?
      Talvez a questão seja você passar a se gostar mais, reconhecer as suas qualidades e valor. Sentir que é merecedora de olhares e carinho. Caso não consiga fazer isso, é indicado o acompanhamento com o psicólogo.

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  76. Maria

    Olá tenho 26 anos sou fisioterapeuta no meu trabalho me dou muito bem ,sou alegre comunicativa,educada ótima proficional, mas vida amorosa parece quero não sou tímida nunca namorei muito tempo,sempre quando estou começando a gostar da Pessoa o relacionamento acaba não dano certo .mas sinto a necessidade de ter alguém …

    Reply
  77. Lílian

    Olá, tenho 25 anos, nunca namorei. Me considero uma mulher bonita, mas completamente insegura e com a autoestima baixa. Já me convenci que não sei lidar com homens, nenhuma ficada dura, não sei o “pq”. Vejo varias pessoas namorando, se casando e fico me perguntando “como conseguiram isso?” , “o q eu estou fazendo de errado que nao consigo ‘segurar’ um homem?” , “qual é a forma certa de agir?” . É chato ver a maioria dos meus amigos e familiares tendo relacionamentos e só eu ficando solteira. O tempo está passando e confesso que tenho um certo medo de ficar sozinha, mas no presente, sinto falta de ter alguem do meu lado. A grande questão pra mim é “como conseguir isso?” .

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde Lílian,

      Talvez a resposta seja justamente começar a superar aquilo que a gera conflito consigo mesma, você escreveu “completamente insegura e com a autoestima baixa”. Por que será que você se sente assim? Desde quando? Você é insegura e com a autoestima baixa em relação a tudo, ou somente a se relacionar com os outros? Existe um medo e uma causa quanto a isso atrelada a sua história de vida (ou aquilo que você viu alguém viver – parentes)?
      Talvez você precise ter maior autoconhecimento sobre si mesma, e o profissional que poderá te ajudar nessa questão é o psicólogo.

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  78. Balzaquiana

    Olá,

    Sou uma quase balzaquiana, sou virgem, e nunca me relacionei. Tive um ou outro interesse, mas nunca pensei em investir. Sempre achei que estava bem sozinha. A minha família é um tanto complicada e bagunçada, tanto que nunca falava sobre os problemas de casa para ninguém, tinha vergonha de todos os problemas. Sempre me senti um pouco responsável pela família desordenada, mas na adolescência desisti de ser a responsável por todos e me foquei nos estudos e em outras coisas. Fico imaginando se até hoje não tenho medo de crescer e assumir responsabilidades. Eu sinto medo de muitas coisas. Fico pensando se o problema é na minha personalidade. E mais um milhão de coisas. Estou passando por uma crise existencial, fico pensando na minha vida (sinto que não tenho uma, na realidade) em todo o tempo que deixei passar, em namorar, casar, ter filhos. Eu sei, estou me adiantando. Mas não posso ignorar que o relógio biológico está correndo e que no mínimo tenho que pensar seriamente sobre isso agora.
    Sou insegura, introvertida e minha auto-estima também não está muito boa. Estou desempregada já faz muito tempo e dependo da minha família para sobreviver no momento. Não gostava da minha antiga carreira e por isso estou revendo tudo em busca de uma nova profissão, além de buscar um emprego para me sustentar. E escrevendo isso agora me dou conta que parece que estou atropelando tudo.
    Ainda assim, numa amei ninguém, nunca me apaixonei. Às vezes acho que vou ficar sozinha pelo resto da vida. Hoje em dia parece tão difícil criar e manter vínculo com as pessoas (amorosos e de amizade), somando o fato de que não sou muito boa em me relacionar, então a situação não é boa.
    Talvez eu ainda tenha uma visão muito romântica de amor e relacionamento. Eu já nem sei o que pensar. Algumas vezes acho que vai dar tudo certo – independência, carreira e amor. De vagar vou me arrumar, e que se ficar solteira, não seria a única. E que deveria parar de sonhar acordada e me focar no agora e me contentar com o que vier. No instante seguinte fico achando que deveria sim pensar no futuro, planejar, e então fico perdida. Até esse momento nunca tinha pensado em casar e ter filhos, e não tenho nenhum sonho concreto para perseguir mesmo na carreira. Só não quero chegar aos 85 anos num leito de hospital lamentando sobre a vida.
    Eu provavelmente deveria falar com um psicólogo.

    Reply
  79. jenni

    sou uma pessoa muito negativa, vivo vendo problemas onde nao tem… reclamo muito e sempre transimito para as pessoas baixa auto estima . ser uma pessoa fraca e infeliz.. as proprias me dizem isso. estou enfrentanto um problema no meu relacionamento, ele esta cansando de mim. Qualquer coisa eu digo”vamos conversar” . ele disse que ja nao aguenta mais a minha instabilidade emocional. nao sei o que faco . fiquei assim depois que perdi minha mae e meu irmao se envolveu com drogas.nao consigo me sentir feliz. mas sei que e coisa da minha cabeca. mas nem com forca de vontade consigo mudar.. nao sei mais o que fazer..

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde Jenni,

      talvez isso tudo se chame sintomas de depressão. Aconteceram coisas difíceis que talvez desencadearam essas dificuldades…
      Busque fazer acompanhamento com o psicólogo (tratamento no mínimo de 4 a 6 meses) , ele poderá te ajudar

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
      1. jennifer

        Obrigada por responder.. Ja pensei em procurar acompanhamento psicologico, mas as pessoas dizem que e bobagem, que nao resolve. enfim, vou procurar de qualquer forma! mais uma vez obrigada!

        Reply
  80. Rodrigo

    Boa tarde Michelli! Parabéns pela página e pelas respostas muito refinadas e sua atenção com todos aqui.
    Meu problema é o seguinte: Conheci uma garota linda (vamos chamá-la de X), e na época eu ficava com uma outra (Y), porém sem compromisso. No dia que eu saí para terminar com essa segunda, por acaso a primeira me viu com ela na rua, e ficou magoada por eu não ter ido a um compromisso para o qual ela havia me convidado (havíamos ficado apenas 2 vezes, e eu não estava TÃO interessado nela nessa época ainda, e a primeira estava me pressionando muito para nos vermos, e por estar apaixonada por mim e eu não por ela, eu achei melhor terminar).
    A partir daí minha vida virou um inferno, pois por ameaçar perder essa primeira garota, eu fiquei apavorado e apaixonado. Ela ficou fria comigo por um bom tempo, mas depois consegui combinar de sairmos de novo e contei a ela que eu estava saindo para terminar com a garota quando ela nos viu.
    Mesmo assim, duraram algumas semanas em que estávamos ficando, durante as quais ela não demonstrava muito interesse em mim, e eu triste por estar apaixonado sem ser correspondido, até que em um momento eu reclamei que ela estava sendo negligente comigo, e ela se assumiu. Aí nos assumimos um para o outro, e começamos a ficar com mais seriedade.
    Porém, algumas semanas se passaram e eu comecei a ver que éramos muito diferentes, e a ansiedade brutal que estava me torturando quando pensava que ela não gostava de mim voltou. Nisso resolvemos dar um tempo, e depois terminamos.
    Porém algumas semanas depois nós nos encontramos em uma festa e voltamos a ficar, e estávamos ficando super bem, sem problema nenhum, e eu vi que aquela diferença toda que eu havia criado de empecilho para ficarmos juntos era mais coisa da minha cabeça do que qualquer coisa, ela é uma menina sensacional, de cabeça boa e coração gigante, além de linda. A única coisa que não batemos é na diferença ideológica. Mas enfim, a partir de um certo momento em que estávamos juntos e bem, eu voltei a sentir aquela ansiedade, como um frio na barriga, um aperto na garganta e no peito, e minha mente entrava em círculos infindos pensando se deveríamos ou não ficar juntos.
    Terminei de novo, e ela não entendeu nada, pois estávamos super bem. Agora estamos separados há uma semana e eu não sei se foi a ansiedade ou se eu realmente não quero namorar com alguém que tenha uma cabeça tão diferente da minha, apesar de nos darmos bem e gostarmos um do outro.
    Para piorar, comecei a dar valor para aquela primeira garota com quem terminei anteriormente, pois ela tinha uma cabeça muito parecida com a minha e era muito gente fina, porém na época eu não consegui me apaixonar por ela. E agora ela está namorando um amigo meu.
    Que bagunça né! Aprendi muita coisas nesses meses aí e realmente creio que não devo voltar com a “X”, porém estou com medo do que me tornei… Estou me enquadrando perfeitamente naquele “Quer alguém perfeito: enxerga e aponta somente os defeitos nos outros, ninguém nunca é bom o suficiente.”…
    Creio que o que aprendi é o que quero de uma garota, e estou mais atento às paixões enlouquecedoras… Porém se eu ficar sempre procurando uma garota ideal, vou me dar mal, isso é claro… O que eu faço? D:

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia Rodrigo,

      As relações não é uma ciência exata mesmo, não é?! às vezes é confuso, existem várias possibilidades…
      Pelo que entendi, você tentou, mas as relações não deram certo… às vezes isso acontece… parece que era para ser perfeito, mas no fim a relação não flui e não dá certo…
      Como você disse, essa experiência te fez compreender mais sobre o que deseja numa relação amorosa, e isso é muito bacana! Essa experiência serviu para você se conhecer mais.
      Quanto a você querer uma garota ideal, não consegui perceber isso no que você escreveu… mas se existe essa sensação de buscar a garota ideal, é bom refletir: o que você quer encontrar numa garota ideal que talvez precise encontrar em você mesmo? Não existe a garota ideal, mas pode existir a garota que vai dar a “liga” com você.
      Se ainda assim estiver confuso para você, busque um acompanhamento com o psicólogo (pelo menos de 4 a 6 meses de tratamento) , ele vai te ajudar a entender melhor sobre essas questões

      até mais!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  81. Davi

    Olá, tenho 16 anos, estou namorando pela 2 vez mas não to me sentindo bem, estou inseguro e me acho inferior à minha namorada, oque está me afetando mais é falta de diálogo que existe entre nós, a falta de afinidade( não existe aquela certa amizade no relacionamento) minha namorada é um pouco timida, e na maioria das vezes sou eu que tomo a inciativa de assuntos, mas não são conversar que fluem naturalmente. Oque faço para tentar melhorar essa situação!

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia Davi,

      Parece que os dois se sentem inseguros… vocês já tentaram falar sobre a insegurança e os medos de vocês? isso pode ajudar a vocês terem uma relação mais aberta e com mais intimidade, a se apoiarem e abrirem oportunidade para lidar com a timidez…
      Mas de qualquer forma, existe uma insegurança sua que a sua namorada não poderá suprir… a grande questão é que você terá que entender o pq se sente inferior a namorada, e se essa insegurança acontece em outros momentos também… provavelmente você sofre muito com isso, não é mesmo? Busque um acompanhamento com o psicólogo (pelo menos de 4 a 6 meses de tratamento) , ele vai te ajudar a entender melhor sobre essas questões

      até mais!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  82. Dayane

    Olá tenho 17 anos
    Não consigo ficar num relacionamento mais de três meses começo a abusar,e não quero nem chegar perto dele ,sem se quer ele fazer alguma coisa, sempre e desse jeito penso que to gostando realmente da Pessoa ai do nada num quero nem falar com ela,chegar perto dela,isso e normal?
    Queria saber pq isso acontece?
    O problema estar comigo ou com a pessoa que eu namoro?

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia Dayane,

      A questão e como você pode encontrar as respostas para isso. O que você acha que pode ser da sua parte que te faz se afastar, e o que pode ser da parte da outra pessoa? Tente entender o que esse comportamento está querendo dizer, se é medo de se envolver com o outro, de ser abandonada, de se sentir agredida e invadida… ou se é porque o outro está tendo comportamentos que te assustam, te geram receio, ….

      Se ainda assim estiver confuso para você, busque um acompanhamento com o psicólogo (pelo menos de 4 a 6 meses de tratamento) , ele vai te ajudar a entender melhor sobre essas questões

      Abraço!

      Psicóloga Nichelli Duje

      Reply
  83. Jaciara

    Oi, tenho 20 anos, nunca namorei e sempre fui uma pessoa reservada, muito calma e paciente. Sou jornalista e escritora e atualmente gosto de um homem da mesma idade, e ele aparentemente gosta de mim, pois me manda músicas românticas, por ele também trabalhar com comunicação, trocamos olhares em eventos quando nos encontramos; conversamos bem mas apenas sobre coisas do dia a dia. Nunca namorei por opção. Encontrei ele e temos muitas coisas em comum. Muitas mesmo. Tipo ter uma profissão, namorar, casar, filhos, família e etc… Nada de brincadeira de adolescente. Mas há três meses de conversa e ambos sentirmos que gostamos um do outro (eu até já me declarei) ele não toma nenhuma atitude… sei lá.. me pedir em namoro de uma vez. Sei que homens não são muito de falarem sobre sentimentos, mas poxa, tenho certeza que ele gosta de mim. Penso que talvez seja medo ou insegurança dele, certo???

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia Jaciara,

      Tente conversar sobre isso com ele…
      percebo que isso está te gerando muita angústia e ansiedade… é natural que as pessoas queiram que, com o tempo, as relações evoluam, construindo uma história com mais compromissos… e me parece que você quer e deseja isso. Então perceba: o que você espera dessa relação? e seja sincera com ele… veja o que é possível ou não… se vocês tem interesse em dar um próximo passo… me parece que dá forma que está, não será o suficiente para você….

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  84. Pamela

    Olá gostei muito da publicação.
    Estou muito confusa pois terminei um relacionamento pelo fato de me sentir insegura com as atitudes dele, mais não sei se realmente foram coisas da minha cabeça.
    Desde o início do namoro sempre fomos muito diferentes em estilos de vida ( ele caseiro eu baladeira) (ele não teve outros relacionamentos já eu tive péssimos relacionamentos) enfim muitas diferenças. E durante uma fase do namoro sentia que ele estava comigo por ter se apaixonado porém se pudesse escolher não estaria comigo por eu não ser oque ele esperava ( julgava o fato de eu beber as vezes, ter tido outros relacionamenos, julgava por eu não ser da igreja ) parecia estar comigo contrariado mais ao mesmo tempo a gente se dava bem quando não tinha esses momentos de julgamentos que foram me colocando pra baixo.
    Depois de um tempo de namoro continuei a me sentir inferior por ele ter duas graduações e eu ainda incerta com minha vida profissional. Desde o início eu sempre desconfiada com ele por sempre ter muitas mulheres no convívio, não gostar que eu visse o celular ( acredito que em um relacionamento não teria o porque isso gerar desconforto pra ele ) mais ele sempre me julgou por isso tbm, ele sempre dizia que eu não sabia ter um relacionamento com paz e isso era oque ele queria. A rede social pra mim foi motivo de explosão e impulsividade, acreditei que ele escondia nossa relação apesar dele dizer que não (pelo fato da família dele inteira saber de nós e gostarem muito de mim) mais convivo com essa angústia pois eu realmente não acreditava e não confiava nele . Me ajude a compreender

    Abraços

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia Pamela,

      realmente é complicado lidar com tantas críticas constantes, ainda mais quando a própria pessoa já é insegura, não é mesmo?! de qualquer forma, é importante entender quais inseguranças eram suas e quais eram sustentadas por ele…
      como você se sente consigo mesma? se gosta, se acha merecedora de amor? reconhece as suas qualidades? como está a sua autoestima?
      Ninguém poderá fazer com que você se sinta segura se você não se sentir bem consigo mesma….
      Se ainda assim estiver confuso para você, busque um acompanhamento com o psicólogo (pelo menos de 4 a 6 meses de tratamento) , ele vai te ajudar a entender melhor sobre essas questões

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  85. Homem que quer ser Feliz e em Paz

    Oi gostei do seu trabalho PARABÉNS!
    Meu caso é não conseguir me relacionar com ninguém. Há dois anos estou separado, minha ex já teve outro parceiro e depois se separou. O problema é que quando estava casado não conseguia sentir algo, sofri muito pois ela sempre me fez coisas ruins em todos os aspectos. Não consigo tirar ela da cabeça, vejo de vez em quando a imagem dela em outras pessoas. Se isso for uma forma de ainda gostar não posso reatar o casamento pois ela é muito perigosa, mau caráter (achei que com um tempo ela mudasse mas não deu certo). Temos dois filhos e sofro de Alienação Parenthal, ela nutre um ódio por mim e eu me pergunto o motivo pois quem saiu perdendo fui eu: casa, convívio dos filhos… Ela só fala em dinheiro quando telefona. Não consigo me relacionar com ninguém enquanto estou preso a esta mulher. Ela espalha dizendo que separou porque eu sou gay, isso me deixa triste pois não sou homossexual. Minha autoestima está baixa, não sei mais paquerar ninguém e sou taxado como corno e este título não me ajuda a ter outros relacionamentos.

    Reply
    1. Psicologa

      Entendo… parece que está sofrendo muito.
      O que será que faz você ainda ficar ligado a sua ex mulher? o que você espera dessa relação? me parece que ainda não aceitou essa separação, ainda espera algo dessa relação apesar de reconhecer que essa relação foi e ainda é destrutiva…
      Talvez esteja na hora de você compreender o que é seu nisso tudo, o que te faz ir em direção a alguém que te machuca tanto?
      Busque atividades que possa te ajudar no seu autoconhecimento e a melhorar a sua autoestima

      também indico um acompanhamento com o psicólogo (pelo menos de 4 a 6 meses de tratamento) , ele vai te ajudar a entender melhor sobre essas questões

      até mais!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  86. Maria Sol

    Parabéns pela vossa matéria!
    Tenho perto de 50 anos e já estive casada, já morei junto, e tive vários relacionamentos.
    No entanto o máximo que estive com alguém foram 4 anos.
    A minha ultima relação acabou à cerca de 2 anos, e tal como as ultimas só dureou1 ano.
    Sinto que todos as relações me ajudaram acrescer como mulher para perceber que apesar das pessoas me acharem uma mulher interessante, e despertar atenção nos homens e ciúme nas mulheres eu não gostava muito de mim.
    Casei aos 20 ate por ter medo que ninguém mais quisesse casar comigo…
    Hoje estou só e mais confiante e procuro não ter ansiedade em ter alguém e acreditar que que precisei de tudo p/ acreditar que quando estiver confiante alguém irá gostar de mim sem eu ter que fazer tudo p/ manter…
    Apesar da minha idade, sinto-me ainda uma mulher jovem e com vontade de viver uma vida a dois no entanto ainda hoje me sinto “tímida e desconfortável” com os homens em geral o que leva a não ter muita abertura … o que sempre aconteceu foi de me envolver quando me apaixonava o que ppor vezes não aconteceu com a pessoa certa por fui levada pela carência e vontade de ter alguém
    Podem ajudar-me com algum conselho ou orientação?
    Muito grata!!

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia Maria,

      Que bom que está mais confiante. Realmente é necessário que os dois do casal estejam comprometidos para a relação continuar…
      A questão é por que, mesmo se sentindo confiante, ainda se sente tímida e desconfortável e não dá abertura? o que você tem medo? e será que existe muitas expectativas do “homem certo” ?

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  87. Lais

    Olá, tenho 17 anos, nunca namorei, ja tentei.. mas n deu muito certo. Eu sou uma pessoa legal, divertida, gosto de fazer amigos, me considero muito bonita, inteligente.. nunca tive problemas com o sexo oposto; o seguinte é que fico apaixonada por alguém, conheço a pessoa e tudo,vejo q ela é maravilhosa, e a pessoa gosta de mim também. mas depois de um certo tempo (3 semanas, 1 mês..) eu acabo meio que “enjoando” da pessoa, mas n por querer, n consigo me apegar a longo prazo. O que sera que acontece comigo?

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia Lais,

      às vezes é porque não deu “liga” mesmo… mas também pode acontecer por medo, ou como uma forma de se proteger para não lidar com decepções e frustrações que podem surgir na relação…
      Você precisa se perguntar: o que será que te faz se desinteressar? é realmente porque depois que conheceu de perto o outro se mostrou diferente do que imaginava, ou porque de alguma forma você cria um “mecanismo” para se desinteressar pelo outro, buscando defeitos?

      Se ainda assim estiver confuso para você, busque um acompanhamento com o psicólogo (pelo menos de 4 a 6 meses de tratamento) , ele vai te ajudar a entender melhor sobre essas questões

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  88. Wedja

    Não consigo namorar, todas as vezes que rola uma pessoa que quer ter um relacionamento sério eu fico com medo. Por quê isso?

    Reply
  89. Romulo

    Eu estou passando por uma situação bastante comum, acredito, mas isso pra mim aparenta ser algo na verdade diferenciado, eu não entendo, sempre que me relaciono com mulheres, ou elas são totalmente indiferentes comigo, ou simplesmente não fazem nada além de uma breve conversa, raramente tenho diálogos mais completos e isso me castiga por dentro… tentando ser mais claro, eu sou minimamente versátil em diálogos, tanto é que, faço amizades com certa facilidade, todavia não sou de sair e prefiro ficar em casa. Meu jeito é mais centrado e respeitador, sou bem humorado e brincalhão, obviamente não a um ponto inconveniente, sei quando e com quem fazer o uso de brincadeiras. A questão é, apesar das minhas qualidades(até as físicas, pois estou dentro dos padrões de beleza minimamente exigidos), ainda sou um desastre com mulheres, isso se alastra durante minha vida inteira, e eu estou começando a ficar cada vez mais farto disso, eu raramente conheço alguma moça que valha a pena, pois saiu pouco de casa, indo apenas a faculdade, mas mesmo moças que parecem demonstrar um interesse basicamente óbvio, eu não consigo, quando eu tento me aproximar elas se distanciam, eu me sinto como se fosse nojento ou repugnante, é uma colocação horrível, e pior, me sinto obsoleto, estou nos meus 19 anos e não tenho a menor experiência em relacionamentos amorosos; antes o fato não me afligia tanto, mas agora, eu temo que serei um fracassado pelo resto da minha vida; é muito frustrante e decepcionante, eu vejo amigos e familiares se unindo e construindo algo, enquanto eu estou apenas apodrecendo como uma carne velha e desgastada; parece que passou da validade, isso pode parecer exagero, mas é minimamente ridículo, isso do ponto de vista social, um cara de 19 anos que nunca sequer nem tocou numa mulher, mesmo quando aparentemente há chance, eu já tentei e fracassei inúmeras vezes, eu sempre quis entender qual era o meu erro, e o que eu poderia mudar, meu corpo eu já mudei, refinei meus conhecimentos e sou muito educado e respeitoso, até mesmo consigo ser bastante flexível e altruísta,

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia Romulo,

      Parece que você está se cobrando muito em relação a questão, o que talvez esteja tornando as coisas mais difíceis. Existe uma carga emocional sobre o que você colocando que talvez te prejudique na hora de conversar com as mulheres.
      Parece também que você se exige muito e também exige muito da pessoa que você se interessou (ninguém é perfeito)… reflita, será mesmo que você está sendo flexível, dando oportunidade para conhecer as pessoas como elas são?
      Converse com amigos (que você considere coerentes e que poderão te ajudar), eles podem te ajudar a perceber algumas questões…
      Caso essas questões perdurem, é indicado você iniciar um acompanhamento com o psicólogo, ele poderá te ajudar a entender algumas questões de forma mais profunda.

      Atenciosamente,
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  90. Elen

    ola, tenho 31 anos meço 1,60, peso 90 kg , sou separada e estou solteira a mais de 1 ano , não consigo arranjar namorado porque dou gorda o que faço ? sinto triste 🙁

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia Elen,

      Com certeza a grande questão que está dificultando você se relacionar com alguém é a sua autoestima, e não o seu peso. Talvez o seu peso seja um reflexo de como você vem se relacionando com você mesma…
      você tem cuidado da sua saúde (física e emocional)? tem buscado formas de superar as suas inseguranças e enfrentar seus conflitos emocionais? ou será que você tem se abandonado, deixando de lado aquilo que é importante, deixando de fazer o movimento para tornar a sua vida mais satisfatória?
      PS: um namorado não vai conseguir suprir suas dores emocionais….
      Caso você tenha dificuldade para encontrar as respostas para essas perguntas, e ainda continue sofrendo com essas questões, busque um acompanhamento com o psicólogo.

      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  91. Deivid

    Moro a 7 anos na minha cidade ate hj nunca consegui namorar ,nehuma menina se interessou ate hj por mim agora não sei se o defeito ta em mim ou na cidade no jeito das pessoas daqui acho que elas são muito exigentes não sei sinceramente não sei o por que. Vou ir ate embora daqui futuramente por causa disso . Eu era muito tímido e hj não sou mais mais as decepções me deixaram muito frio e serio . Sera que o problema esta em mim msm sera que eu deveria procurar ajuda ?

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia Deivid,

      Talvez você esteja com medo das pessoas, com medo de julgamentos que talvez você mesmo quem está fazendo…. se isso estiver acontecendo, é provável que você quem esteja afastando as pessoas (primeiro pela timidez e agora por buscar uma forma de se proteger “frio e sério”)
      Talvez a grande ameaça venha de dentro, e não de fora… como você tem se relacionado consigo mesmo?
      é interessante sim buscar acompanhamento com o psicólogo, ele poderá te ajudar a trabalhar os seus medos e inseguranças

      Atenciosamente,
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  92. Ana

    tenho todas essas características acima…o que eu faço? só não a baixa alto estima…quero muito mudar… sou extrovertida…não tenho problemas em falar e nem conseguir fazer amizades…porém quando se trata de namoro…se relacionar com meninos nunca mim dei bem nessa área…por isso nunca namorei… é tenho até vergonha por ja ter 17… o que eu posso faze?r…

    Reply
  93. Thalya

    Olá, eu tenho 18 anos, já tive um namoro de um ano, depois que acabou eu tentei algumas vezes me relacionar com outras pessoas, mas quando vejo que a coisa está ficando séria eu percebo que não tenho confiança no meu parceiro, isso me faz perder o interesse. Já tentei sair pra conhecer pessoas novas, mas eu não me sinto a vontade com elas, já tentei ver se o real problema sou eu ou as outras pessoas, ainda não cheguei a conclusão nenhuma. E com o tempo eu apenas me fecho mais pra novos relacionamentos e até acabo esquecendo pra serve isso. Confesso que não sei o que fazer, sei que sou nova, mas em certos momentos me sinto muito desconfortável com isso.

    Reply
  94. Suellem Cristina

    Oi tenho 26 anos,e tenho dificuldades em.me relacionar,em fazer amizades,começar assuntos,e isso atrapalha até na hora da paquera, quando conheço algum homem,fico sem saber o q falar,e me travo,também acontece com alguns amigos,que aliás tenho poucos,não.sei o q faço pra melhorar..:|

    Reply
  95. Tania

    Ola boa noite, tenho 30anos, tive alguns relacionamentos na minha vida mas o ultimo deixou me muita magoa e muitas desconfianças em relaçao aos homens, ja que me traio durante algum tempo. Agora tenho dificuldade em conseguir outros relacionamento porque me tornei uma mulher muito desconfiada, anciosa assim como possessiva nos novos relacionamentos. Sei que preciso de melhorar a minha maneira de estar e lidar com os homens em geral mas nao sei como o fazer. Deixei de confiar nos homens e quando estou a conhecer alguem muitas das vezes de uma maneira ou outra vou afastando me com medo de nao me apaixonar e depois sofrer. Sei que nao me encontro bem para ter um relacionamento saudavel, gostava do seu conselho. Obrigada.

    Reply
  96. andrezzasferraz@gmail.com

    Boa Tarde Lilian,

    Tenho 32 Anos e vejo minha vida passar cada vez mais rápido nunca me casei e não tenho filhos so tive um relacionamento ate hoje em minha vida que durou 4 anos e nunca mais sou tímida, e mandona saio pouco e sonho muito acho que isso me deixa cada vez mais exigente e olho o relacionamentos dos outro e acabo absorvendo isso me deixa cada vez mais longe de achar uma pessoa, e também quase não saio e estou ficando pra titia o que posso mudar para conhecer alguem especial.

    Reply
  97. Anonimo

    Ola,tenho 17 anos
    Quando era mais nova logo nos meus primeiros contatos com a adolescência muitos meninos tinham interesse em mim, cheguei a ficar com uns meninos e ate namorei me mudei da cidade que eu morava e não consigui ficar com mais ninguém não porque não queria mais porque ninguém me queria depois de um ano comecei a namorar com um menino mais antes de completar um mês ele não me quis mais desde então já tem quase um ano que não fico com ninguém minha auto estima esta lá em baixo me sinto feia por ninguém nunca se interessar por mim principalmente porque sou a única encalhada das minhas amigas, queria entender qual é o meu problema?

    Reply
    1. Thainar

      Mas você é muito novinha querida!! Não queira colocar a carroça na frente dos burros, tenha paciência que você encontrará um cara interessante. Provavelmente você não faz universidade ainda né? Você vai notar como muitas coisas vão mudar em sua vida. Eu já passei por isso também e te digo, é melhor está só do que mal acompanhada e acima de tudo valorize-se!

      Reply
  98. Marcelo

    Eu tenho 34 anos não consigo me relacionar amorosamente, tem horas que penso que tenho alguma doença contagiosa, vejo todos se relacionando, saio, procuro ser sociável, mas infelizmente nada ocorreu, sou uma pessoa boa, sem vícios, trabalhador, amo esporte, mas até hoje não entendo o pq disso, observo que a vida é um pouco estranha para algumas pessoas.

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde Marcelo,

      Será mesmo que algo não acontece? será que existe alguma insegurança da sua parte? ou talvez você seja muito exigente? Será que existe algum bloqueio da sua parte que faça com que se afaste dos outros, ou então gere uma sensação para os outros que você não quer que eles se aproximem?
      Você pode tentar criar oportunidades de conhecer pessoas que possam ter afinidades parecidas com você, buscando locais ou grupos de pessoas que você possa se identificar…

      Atenciosamente,
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  99. Paulo Lopez

    Tenho 39 e nunca namorei.

    Nasci muito pobre e trabalho desde os 14 anos. Por sorte ganhei uma bolsa para fazer 2 grau. Depois disso, juntei todos centavos e paguei minha faculdade. Por toda vida acadêmica e profissional sempre ouvi a mesma desculpa esfarrapada por parte delas: “Você é bom homem, maduro, vencedor e exemplar. ” (“claro que ninguém é obrigado a ficar comigo”), Mas ficar comigo nunca quiseram. Estou a 5 anos saindo com a mesma garota de programa, que na primeira vez que tive contato, não acreditava que eu era solteiro. (Ela diz que sou carinhoso e romântico e que é impossível alguém não querer um cara assim) Ela sempre me elogia e diz que eu estou procurando uma namorada no lugar errado. Existe lugar certo para se achar alguém? Será que se eu fosse lindo igual um ator existiria tanta dificuldade? As pessoas dizem que mulher gosta de bons homens, os compromissados…será que elas buscam somente essas qualidades? E a beleza exterior? não conta? e a vida financeira não conta? e os objetivos pessoais e profissionais? Não contam? Eu não vejo um cara pobre feio de bom coração ser assediado e venerado pela mulherada. Entretanto, os donos de empresa, diretores, jogadores, ricos e caras pegadores por terem boa aparência e as vezes de nem tanto caráter sendo o alvo das mulheres. Não estou dizendo que toda mulher é assim e também respeito a decisão das mesmas. Já ouvi várias criticas do tipo: Você está solteiro por que quer, o que não falta é mulher querendo homem pra casar. Então o que é a definição de um homem que agrade essas mulheres? Quando eu era pobre, eu via as meninas somente com interesse nos caras que tinham moto, na época da faculdade somente os que tinham carro e os bonitos que ficavam com as mulheres e as solteiras sonhavam um dia ter um príncipe lindo e maravilhoso a qual quer custo.

    Já li em outro blog de uma psicóloga que aconselhava as mulheres a procurarem homens não tão lindos e pararem de serem usadas por cafajestes bonitões que as iludem com facilidade que talvez elas poderiam vir a surpreender com um cara de beleza mediana…mas é difícil para muitas. Existe ainda o sonho do príncipe encantado, que mesmo sabendo ser uma ilusão, elas não conseguem mudar suas respectivas atitudes: vivem dizendo que falta homem, mas sempre buscam o mesmo tipinho que as traem.

    Para finalizar, acho que não existe lugar errado para se procurar uma namorada e sim você ser a pessoa certa( a que tem tudo que satisfaça o desejo das mulheres) e você a terá para viver uma vida plena e feliz.

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde Paulo,

      Tudo depende do que cada um deseja num parceiro…. não podemos generalizar… para algumas pessoas, algumas coisas contam mais que outras… mas acredito que a grande questão não está fora, nas mulheres, mas talvez dentro de você…
      Será que você se sente seguro com quem você é? se sente merecedor de amor? costuma frequentar lugares que pode conhecer pessoas novas, que tem afinidades parecidas com você?

      Será que se cobra muito e cobra muito das mulheres?

      Parece que você sofreu quando mais jovem, e isso pode refletir nessa questão que está falando, talvez hajam feridas não cicatrizadas que dificultem você seguir em frente sem medos…
      caso ainda fique difícil de entender o que tem gerado essas questões, busque um acompanhamento continuo com um psicólogo para entender melhor os seus sentimentos e comportamentos em relação a essas questões que você mencionou

      Att

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  100. Rafa

    Boa noite !

    Tenho 21 anos e estou namorando a 2 meses, de uns 6 meses pra cá tive dificuldade de me relacionar com alguém pois toda vez que eu ia me encontrar com alguma garota me dava uma crise de ansiedade e pânico, com isso causava tonteiras, batimento acelerado e ânsia de vômitos, enquanto eu não vomitasse essa sensação de ansiedade não passava, isso estava me atrapalhando e muito pois tinha que largar a garota e ir ao banheiro vomitar, comecei a namorar com uma garota faz uns 2 meses, ela mora em outra cidade e toda vez que eu vou me encontrar com ela eu já fico tenso pois fico bastante ansioso, com isso fico com medo daquela sensação de pânico voltar, que provavelmente ela acaba voltando e isso está estragando meus encontros com ela, por que toda vez me bate essa insegurança e essa sensação de pânico? gostaria que você me ajuda-se a solucionar esse problema ! obg

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde Rafa,

      Esses sintomas de ansiedade estão em um nível e intensidade que será necessário realizar acompanhamento com o psicólogo e avaliação com o Psiquiatra. A ansiedade pode gerar esse pânico.
      Provavelmente você tem esses sintomas de ansiedade não somente nessa situação que está mencionando…. talvez existem questões de baixa autoestima, de grandes expectativas, e de ansiedade em relações a outras questões da sua vida que precisarão ser trabalhadas, sendo necessário um acompanhamento continuo…. mas fique tranquilo, com o tratamento continuo adequado, é possível lidar com essas questões e curtir o momento 🙂

      Att

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  101. FLIGHT BRASIL

    Boa noite !

    Tenho 21 anos e estou namorando a 2 meses, de uns 6 meses pra cá tive dificuldade de me relacionar com alguém pois toda vez que eu ia me encontrar com alguma garota me dava uma crise de ansiedade e pânico, com isso causava tonteiras, batimento acelerado e ânsia de vômitos, enquanto eu não vomitasse essa sensação de ansiedade não passava, isso estava me atrapalhando e muito pois tinha que largar a garota e ir ao banheiro vomitar, comecei a namorar com uma garota faz uns 2 meses, ela mora em outra cidade e toda vez que eu vou me encontrar com ela eu já fico tenso pois fico bastante ansioso, com isso fico com medo daquela sensação de pânico voltar, que provavelmente ela acaba voltando e isso está estragando meus encontros com ela, por que toda vez me bate essa insegurança e essa sensação de pânico? gostaria que você me ajuda-se a solucionar esse problema ! obg

    Reply
  102. Dana Chimenes Malaquias

    olá ! tenho 27 anos , não consegui casar ate hoje , decorrente a traumas que sofri na minha adolescencia …. me ajude por favor

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde Dana,

      Então será necessário passar a lidar com esses traumas, inicie por aquilo que talvez seja menos doloroso de lidar…. (um tratamento continuo com o psicólogo poderá te ajudar a enfrentar as feridas emocionais)
      OBS: qual será a sua expectativa em relação ao casamento? será que você deposita muitas emoções e esperanças sobre isso? (provavelmente o casamento não irá solucionar os seus traumas)

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  103. Daniel

    Olá, eu sou tímido mas consigo puxar papo com o sexo oposto,depois de um tempo eu me desânimo e fico pensando se não consequiria algo melhor antes de tomar uma decisão de algo mais sério na dúvida acabo sozinho,devo ter algum poblema.

    Reply
  104. nathy

    ola tenho 17 anos gostaria muito de entender porque nunca namoro serio ,dizem que sou bonita porem nao se interessam nao entendo o porque , isso me deixa sem auto estima as vezes penso será que sou feia? queria muito ter uma boa conversa mas nao sou boa nisso queria dicas e como faço pra parar de ser tao imatura , ciumenta ao extremo e insegura e outra nao a parte de ser boba demais mesmo o cara dizendo nao e eu correndo atras . Seus posts sao maravilhosos !

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde Naty,

      Talvez você precise gostar mais de si mesma, precise se respeitar e ser mais amiga sua.
      Será que você se valoriza? se você não se valorizar, é muito provável que você não estabeleça os seus limites e acabe deixando os outros te desvalorizarem…

      Abraço!

      Psicóloga Nichelli Duje

      Reply
  105. André Braga

    Tenho 34 anos, não consigo relacionar com as mulheres, ja ate namorei , mas ela me disse que até no sexo a deixo com vc, segundo informações meu olhar acabar com qualquer tentativa, hoje vivo só, somente trabalho e estudo, tenho a maior vontade de ter um relacionamento serio, agora sinto ate algumas vezes, para um doente pois ninguem gosta da minha presença, não aprendi a mentir, se não esta bom irei falar que não esta bom, não aprendi agradar conforme as pessoas gostam de ouvir, muito ruim, sofro bastante por esta tão so.

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde André,

      Será que você anda muito pessimista com as coisas? Talvez o que afaste os outros não seja o negativismo sobre as coisas…

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  106. Weslley

    Ola tenho 24 anos, o meu problema é ue não consigo gostar de ninguém, tantas pessoas vem atrás de mim tento me permitir, me entregar mais não consigo gostar de ninguém sentir carinho por ninguém, fico fico com pessoas e nada me preenche e só momentanio não consigo sentir carinho, aquele frio na barriga, pode ser porque já namorei muito tempo sofri muito por a ex ser muito ciumenta obsessiva depois disso não sei se fiquei com trauma ou coloquei isso na cabeça e não consigo mas, tenho vontade de namorar ter um dia um namoro viver uma vida tranquila, porque fico ate com muitas melhores lindas mais nada me preenche para eu conseguir gostar e só momentanio oque aconteceu ali foi legal, mais depois fica aquele vazio por mais que eu tento me simpatizar não consigo, queria saber oque pode ser sera?

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde Weslley,

      É muito provável que o ciúmes da sua ex namorada tem muita influência sobre a dificuldade de você se envolver novamente com alguém…. você diz que sofreu muito e que quer um dia ter um namoro e viver tranquilo… é possível que você tenha associado que um namoro signifique grandes turbulências, opressão e sofrimento… Talvez você terá que cicatrizar essa ferida e superar esse passado que impede de você viver uma nova história.

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  107. gildetegsalles

    Olá, tenho 54 anos, fiquei viúva muito jovem com 2 filhos, criei-os sozinha trabalhando, algum tempo conheci um homem, vivi mais de 10 anos,quando tivemos um filho, tinha muitos desentendimentos e mentiras, ele foi embora pra muito longe, vinha visitar o filho uma vez ao ano, agora faz 3 naos que nem aparece, só mensagens prontas no zap do filho que hoje tem 11 anos de idade e sofre muito pela ausencia. eu tive depressão, agora estou estável, mas não consigo me interessar por algúem, quero muito mas não sei o que acontece. minha filha já casada e com filha, me aconselha que eu arrume um namorado, tenho medo, as vezes penso que estou muito bem sozinha, mas sinto que devo ter uma nova vida. até meu menino fala que o pai já tem namorada e eu não tenho ninguém.. sinto que preciso de ajuda, mas nem sei por onde começar. sou jovem, as pessoas até dizem que pareço irmã dos meu filhos maiores. me acho bonita, mas sem animo de ter alguem. o que faço? me ajude por favor. agradeço.

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde Gil,

      Talvez você esteja presa a esse passado, sofrendo, e de certa forma, a espera desse homem…. talvez a ferida não está cicatrizando porque você ainda espera ele voltar… Talvez seja a hora de você se despedir dele (simbolicamente, dentro de você se despeça dele).

      E passe a avaliar e refletir: pq será que você esperou tanto essa pessoa? será que você se valoriza e se respeita?
      Perceba que o amor tem que vir de dentro para fora…

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  108. fernandes

    Oi, Tenho 18 anos, nunca namorei, e tipo fiquei com poucas pessoas, isso da pra contar nos dedos, e eu nao sou aquela pessoa que a sociedade acham feio, sou do tipo de garoto que nao tem amigos e todas garotas que se envolvo da na merda, acabo magoando elas, mesmo elas estando errada, ja esta complicado, realmente casei, como nao tenho amigos, vim me abrir aqui ne.

    Reply
  109. Anonimo

    Olá! Tenho 20 anos e estou com sérios problemas eu ter um relacionamento. Já tentei várias vezes mas nunca dura mais de 4 meses e pior, não são eles que terminam comigo e sim eu que termino com eles… Eu simplesmente não consigo ficar em uma relação por muito tempo, parece que de algum modo eu começo a enxergar apenas o defeito do meu parceiro e estou cansada desta situação. Me ajude ….

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde,

      Será que você é uma pessoa que se cobra muito e cobra muito do outro? ou talvez você pode terminar as relações por medos (por exemplo: medo de se envolver, medo de ser ferida)…. tente entender quais motivos e razões que isso pode estar acontecendo. Pode ser por você ter visto relacionamentos de pessoas próximas (por exemplo: seus pais) que não deu certo ou que tinha muito briga; ou pode ser porque você sofreu uma decepção amorosa….. Um acompanhamento continuo com o psicólogo poderá te ajudar a compreender e superar essas questões.

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  110. gil

    Oi, tenho 23 anos e estou meio triste com o que está acontecendo comigo…
    Estou namorando uma menina há dois meses, elá é ”perfeita”. Mas eu não sei se gosto dela. A gente já entra num relacionamento gostando ou isso é com o tempo?
    Não quero terminar com ela, mas tenho medo de nunca a amar. Me ajuda, por favor !

    Reply
    1. Psicologa

      Boa tarde Gil,

      normalmente as pessoas entram no relacionamento gostando do outro. Mas isso pode envolver tantas questões…as vezes as coisas podem ficar confusas sim….
      Mas pense, se você não gosta dela, qual o motivo que o faz continuar junto dela?
      Ela é “perfeita” para você? ou ela “perfeita” para a sociedade (seus pais, amigos, …)? Tente entender quais são os reais sentimentos por ela (admiração, atração, …)… as respostas estão dentro de você…

      Até mais

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  111. Letícia

    Bom dia! Primeiramente, gostaria de lhe parabenizar pela iniciativa do blog e por estar ajudando pessoas com problemas emocionais virtualmente. Vou tentar resumir a minha história, pois ela é meio longa..
    Tenho 33 anos, quase 34. Sou magra, faço academia todos os dias, pois cuido muito da minha aparência e da minha saúde. Sou bonita e aparento ter bem menos idade do que realmente tenho e, por isso, na maioria das vezes sempre atraí rapazes mais novos do que eu e sempre gostei disso. Além do mais, sou formada em Ciências Sociais, tenho apartamento próprio e sou concursada. Não tenho filhos e nunca pensei em tê-los, talvez por nunca ter amado de verdade e nunca ter encontrado realmente um companheiro que combinasse comigo e que somasse com os meus objetivos.
    Bom, resumindo a minha história: comecei tudo tarde. Dei o meu primeiro beijo tarde, aos 21 anos e perdi a virgindade um ano depois com um cara que só queria sexo, pois eu também não queria compromisso e queria perder a virgindade mesmo. Depois dessa experiência, fui ter o meu primeiro namorado aos 23 anos que, infelizmente, foi um desastre: durou apenas 2 meses e meio, pois o rapaz era problemático, fumava maconha e não se esforçava muito para trabalhar em algo melhor e nem estudava. Após o desastre do primeiro namoro, 5 meses depois e sem me dar muita chance para estar sozinha e aceitando o primeiro que apareceu no meu caminho para relacionamento, comecei a namorar novamente e com ele morei junto. Novamente repetiu-se o problema do relacionamento anterior: ele não se esforçava muito para melhorar, tinha problema com bebidas, era depressivo, bipolar e era bem dissimulado. Diferente da outra situação, mesmo eu percebendo que aquele relacionamento não estava me fazendo bem, eu continuava e tentava ajudar, mas acontece que o cara tinha problemas mentais e emocionais muito fortes, era o legítimo “fora da casinha”. Eu nunca tomei remédios para depressão, nem nada. Sempre fui alegre e tal, mas nunca me dei um tempo para me curtir e me amar para não aceitar qualquer “porcaria” que aparecesse no caminho. Mas enfim, esse relacionamento abusivo durou 3 anos e meio. Ele era frio, me tratava mal e não fazia nada por mim e para demonstrar qualquer sentimento por mim. Era problemático e assim como o anterior era depressivo e não tinha amigos.
    Depois desse segundo namoro, estava tão decepcionada que resolvi ficar um tempo solteira e comecei a ficar com vários caras. Coisa que aos 27 anos não havia feito. Resultado disso: ficava com homens comprometidos e me apaixonava por outros. Os que não eram comprometidos, queriam apenas sexo comigo e depois sumiam. Mas mesmo assim, continuava atraindo esse outro tipo de perfil: comprometidos ou que só querem sexo e nada mais.
    Após 1 ano e meio solteira, mas ficando com os caras e não ficando sozinha por por muito tempo (não ficava muito tempo sem sexo, mas sofria com isso, pois eu me apaixonava e era muito sofrimento continuar dessa forma), comecei a namorar com um rapaz 5 anos mais jovem que talvez seja o cara que mais senti algo próximo de amor na minha vida. Ao contrário dos outros, ele não tinha vícios e estudava muito, mas era meio problemático. Era machista, controlador e brigava muito comigo por insegurança, pois ele passou em um concurso muito bom em outro estado e foi embora. Por conta disso, namoramos 1 ano próximos um do outro e 1 ano a distância. Sofríamos muito em função da distância e também por ele não confiar em mim e não querer ceder em pedir uma transferência para o estado onde eu moro, pois era servidor federal. Parecia não se importar muito comigo. Era grosso, apesar de ser carinhoso também, mas o machismo dele me incomodava muito. Fui trocada por outra e minha auto-estima ficou baixa. Após ele, repeti o mesmo comportamento de antes e fui ficando com diversos caras por sexo, procurando homens em sites casuais como o tinder e ia nas baladas para ter companhia. Foram dois anos atraindo os mesmos perfis: homens que só queriam sexo casual, homens com problemas emocionais graves e bem problemáticos, etc. Após, comecei a namorar de novo com um cara que já se mostrou ser problemático e ter problemas mentais graves. desde o primeiro encontro ele disse que estava se separando e que fumava maconha. Na primeira semana dizia que me queria para a vida toda e que estava cada vez mais apaixonado. Fazia vários planos comigo, de estudar, passar num concurso, quando na verdade só fumava maconha e bebia. Ele tinha o perfil muito parecido com o anterior de 3 anos e meio, depressivo, bipolar e antissocial. Parecia ter algum tipo de psicopatia. Mas enfim, após 8 meses de um relacionamento frio, em que me tratava mal, não atendia as minhas ligações, se isolava, me desrespeitava e não atendia as minhas ligações. Em apenas 8 meses, o relacionamento estava horrível, pois ele dormia pouco, não gostava de ninguém e nem dele: tudo estava uma porcaria e fazia tudo pra me diminuir, pois não aceitava que eu 8 anos mais jovem e mulher estava muito melhor do que ele financeiramente e profissionalmente. Para piorar, vivia me pedindo dinheiro emprestado: pedia R$500,00, R$600,00. No início eu emprestava, mas como ele não merecia e não me pagava um centavo, eu parei de emprestar e comecei a me afastar. Até que dei um basta nessa relação horrível, pois estava me fazendo mal. Hoje, procurando uma terapia, eu já sei a causa do meu problema emocional e estou agindo completamente diferente das outras vezes. Estou cuidando de mim mentalmente e espiritualmente. Não estou mais indo em baladas como antes e nem procurando parceiros casuais na internet. Estou sozinha, me curtindo e me cuidando nesse momento. Descobri que o problema não era neles e sim em mim. Estou solteira faz 2 meses e só. Estou viajando, saindo com amigos e não estou mais caindo na conversinha desses abusadores. Estou sabendo identificá-los antes que seja tarde. Também não estou mais me importando em ficar sozinha e nem em ficar sem sexo. Já recusei 4 convites de sexo casual. Claro que ainda estou vulnerável, pois estou em acompanhamento psicológico, mas agora eu reconheço que o problema estava em mim e na criação que eu recebi. O importante é eu querer mudar e reconhecer que eu estava gindo errado. Foi desesperador pra mim passar por tudo isso, mas espero nunca mais atrair esses perfis de homens que só me fizeram sofrer. Sei que sou merecedora de um amor tranquilo e sadio e, para isso, estou agindo diferente para mudar minha vibração e saber escolher certo da próxima vez.

    Reply
    1. Psicologa

      Que bacana essa reflexão Letícia!
      Que bom que começou a pensar sobre si e suas necessidades 😉

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  112. thiago rafael

    ola boa noite me chamo thiagoeu ja fui bisexual as coisas tao tudo pra baixo meu antigo caso me lascou postando minhas fotos nas redes sociais e a familia da minha namorada nao aceitao e ela ta querendo me deixa faz 1 mes mas a amo muito queria uma ajuda no que posso fazer nisso nao tenho meus pais e minha unica familia e ela mesmo eu nao morando com ela presico de uma ajuda

    Reply
    1. Psicologa

      Thiago,

      infelizmente ocorre preconceitos e falta de compreensão por parte de boa parte da nossa sociedade…
      Você não cometeu nenhum crime. O que pode fazer é dizer que ama ela, e que o outro relacionamento que você teve não interfere e nem diminui o sentimento que você tem por ela, como também não interfere em quem você é e o quanto respeita a família dela.
      Espero que eles possam perceber isso, enxergar além de alguns pré conceitos da sociedade…

      Att
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  113. Letícia

    Bom dia! Primeiramente, gostaria de lhe parabenizar pela iniciativa do blog e por estar ajudando pessoas com problemas emocionais virtualmente. Vou tentar resumir a minha história, pois ela é meio longa..
    Tenho 33 anos, quase 34. Sou magra, 54kgs em 1,55m, faço academia todos os dias, pois cuido muito da minha aparência e da minha saúde. Sou bonita e aparento ter bem menos idade do que realmente tenho e, por isso, na maioria das vezes sempre atraí rapazes mais novos do que eu e sempre gostei disso. Além do mais, sou formada em Ciências Sociais, tenho apartamento próprio e sou concursada. Não tenho filhos e nunca pensei em tê-los, talvez por nunca ter amado de verdade e nunca ter encontrado realmente um companheiro que combinasse comigo e que somasse com os meus objetivos.
    Bom, resumindo a minha história: comecei tudo tarde. Dei o meu primeiro beijo tarde, aos 21 anos e perdi a virgindade um ano depois com um cara que só queria sexo, pois eu também não queria compromisso e queria perder a virgindade mesmo. Depois dessa experiência, fui ter o meu primeiro namorado aos 23 anos que, infelizmente, foi um desastre: durou apenas 2 meses e meio, pois o rapaz era problemático, fumava maconha e não se esforçava muito para trabalhar em algo melhor e nem estudava. Após o desastre do primeiro namoro, 5 meses depois e sem me dar chances para estar sozinha, comecei a namorar novamente e com ele morei junto. Novamente repetiu-se o problema do relacionamento anterior: ele não se esforçava muito para melhorar, tinha problemas com bebidas, era depressivo, bipolar e era bem dissimulado. Diferente da outra situação, mesmo eu percebendo que aquele relacionamento não estava me fazendo bem, eu continuava e tentava ajudar, mas acontece que o cara tinha problemas mentais e emocionais muito fortes, era o legítimo “fora da casinha”. Eu nunca tomei remédios para depressão, nem nada. Sempre fui alegre e tal, mas nunca me dei um tempo para me curtir e me amar para não aceitar qualquer “porcaria” que aparecesse no caminho. Mas enfim, esse relacionamento abusivo durou 3 anos e meio. Ele estava desempregado, era frio, me tratava mal e não fazia nada por mim e para demonstrar qualquer sentimento por mim. Era problemático e assim como o anterior era depressivo e não tinha amigos.
    Depois desse segundo namoro, estava tão decepcionada que resolvi ficar um tempo solteira e comecei a ficar com vários caras. Coisa que aos 27 anos nunca havia feito. Resultado disso: ficava com homens comprometidos e me apaixonava por todos eles. Os que não eram comprometidos, queriam apenas sexo comigo e depois sumiam. Mas mesmo assim, continuava atraindo esses perfis, além dos dissimulados: comprometidos e que só querem sexo e nada mais.
    Após 1 ano e meio solteira, mas ficando com os caras e não ficando sozinha por muito tempo (não ficava muito tempo sem sexo, mas sofria com isso, pois eu me apaixonava e era muito sofrimento continuar dessa forma), comecei a namorar com um rapaz 5 anos mais jovem que talvez seja o cara que mais senti algo próximo de amor na minha vida. Ao contrário dos outros, ele não tinha vícios e estudava muito, mas era meio problemático. Era machista, controlador e brigava muito comigo por insegurança, pois ele passou em um concurso muito bom em outro estado e foi embora. Por conta disso, namoramos 1 ano próximos um do outro e 1 ano a distância. Sofríamos muito em função da distância e também por ele não confiar em mim e não querer ceder em pedir uma transferência para o estado onde eu moro, pois era servidor público federal. Parecia não se importar muito comigo. Era grosso, apesar de ser carinhoso também, mas o machismo dele me incomodava muito. Fui trocada por outra e minha autoestima ficou baixa. Após ele, repeti o mesmo comportamento de antes e fui ficando com diversos caras por sexo, procurando homens em sites casuais como o tinder e ia às baladas para ter companhia. Foram dois anos atraindo os mesmos perfis: homens que só queriam sexo casual, homens com problemas emocionais graves e bem problemáticos, etc. Após, comecei a namorar de novo com um cara que já se mostrou ser problemático e ter problemas mentais graves, pois desde o primeiro encontro ele disse que estava se separando e que fumava maconha todos os dias. Na primeira semana dizia que me queria para a vida toda e que estava cada vez mais apaixonado. Fazia vários planos comigo, de estudar, passar num concurso, quando na verdade só fumava maconha e bebia. Ele tinha o perfil muito parecido com o anterior de 3 anos e meio, depressivo, bipolar, não tinha amigos e antissocial. Parecia ter algum tipo de psicopatia. Mas enfim, após 8 meses, o relacionamento estava frio, ele me tratava mal, não atendia as minhas ligações, se isolava, me desrespeitava e não respondia minhas mensagens. Além do mais, ele dormia pouco, não gostava de ninguém e nem dele: tudo estava uma porcaria e fazia tudo pra me diminuir, pois não aceitava que eu 8 anos mais jovem e mulher estava muito melhor do que ele financeiramente e profissionalmente. Para piorar, vivia me pedindo dinheiro emprestado: pedia R$500,00, R$600,00, na maior cara de pau. No início eu emprestava, mas como ele não merecia e não me pagava um centavo, eu parei de emprestar e comecei a me afastar. Até que dei um basta nessa relação horrível, pois estava me fazendo mal. Hoje, procurando uma terapia, eu já sei a causa do meu problema emocional e estou agindo completamente diferente das outras vezes. Estou cuidando de mim mentalmente e espiritualmente. Não estou mais indo a baladas como antes e nem procurando parceiros casuais na internet. Estou sozinha, me curtindo e me cuidando nesse momento. Descobri que o problema não era neles e sim em mim. Estou solteira faz 2 meses, viajando, saindo com amigos e não estou mais caindo na conversinha desses abusadores. Estou sabendo identificá-los antes que seja tarde. Também não estou mais me importando em ficar sozinha e nem em ficar sem sexo. Já recusei 4 convites de sexo casual nesse período em que estou solteira. Claro que ainda estou vulnerável, pois estou em acompanhamento psicológico, mas agora eu reconheço que o problema estava em mim e na criação que eu recebi. O importante disso tudo é eu querer mudar e reconhecer que eu estava agindo errado. Foi desesperador pra mim passar por tudo isso, mas espero nunca mais atrair esses perfis de homens que só me fizeram sofrer. Sei que sou merecedora de um amor tranquilo e sadio e, para isso, estou agindo diferente para mudar minha vibração e saber escolher certo da próxima vez.

    Reply
  114. Pedro Fábio Pinheiro Esteves

    Me chamo Pedro Tenho 24 anos sempre tive muita dificuldade em relacionar com Mulher sou simpatico converso pra caramba sou bem humorado mas mesmo assim só faço amizades as mulheres me olham como se eu fosse um pirralho todas me rejeitam porque sou portador de nanismo hipofisário ou seja sou anão nunca namorei sério já procurei diversos especialistas. Mas nada da certo tive ate depressão.me sinto triste e sozinho
    por favor me ajudem

    Reply
    1. Psicologa

      Pedro,
      Entendo a sua frustração, mas muitas pessoas da sua idade nunca namoraram e tem dificuldades por diversos motivos. Também entendo que por ser portador de nanismo é algo que possa gerar essa sensação de solidão (e talvez falta de compreensão), mas todos nós somos o que somos, não podemos mudar algumas coisas em nós, precisamos nos aceitar. E no relacionamento, nos relacionamos com quem está a fim da gente e nos aceita.
      Será que você se aceita do jeito que é? como será que está a sua autoestima? Talvez o que precise se atentar mais é com isso, com a sua autoaceitação, sem imaginar que não rolou algo com alguém por causa do nanismo.
      Se não rolou um namoro é pq ainda não deu liga com quem você já conheceu, e não porque você é portador de nanismo. Muitos portadores de nanismo namoram, tem filhos, isso não é um impedimento deles viverem relacionamentos amorosos (você inclusive pode ver isso pela internet, tem documentários para você que essa realidade existe).

      att
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  115. Reis

    Pensamentos constantes de o relacionamento não vai dar certo, pensamentos negativos e até de tragédias. Acabo fugindo.

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia Reis,

      Dá onde será que vem esses pensamentos? o que será que eles representam e significam? será que alguma experiência que você viveu ou viu durante a sua vida fez pensar dessa forma, acreditando que o relacionamento não pode dar certo e que acontecerá tragédias?

      att

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  116. palmira

    Ola tenho 19 anos, ja tentei ter um relacionamento amoroso mas foi muito dificil aceitar e confessar o que eu sinto por ele porque eu me acho ridicula e que ninguem pode se apaixonar por mim, o medo de ser rejeitada foi muito forte eu tava e ainda estou apaixonada por esse rapaz. Oque posso fazer para mudar essa situacao?

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia Palmira,

      Você criou uma crença na sua mente de que ninguém pode te amar e que você ridícula…. o que será que te fez ou faz sentir dessa forma? que situações você viveu? O que falaram para você que te faz pensar dessa forma?

      É preciso trabalhar essa autoestima para você se sentir mais segura, pois se não trabalhar, é muito provável que isso afetará não só na sua vida amorosa, mas também outras situações de sua vida… Faça um acompanhamento continuo com o psicólogo para passar a se aceitar e se amar, para desconstruir essa imagem de que você “não é boa o bastante”.

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  117. cecilia

    Olá,
    Tenho 28 anos nunca tive um relacionamento sério, sempre tive problemas em me relacionar com o sexo oposto. Quando eu era adolescente fiquei com alguns garotos foram poucos e nunca passava de uma vez, e nessas ocasiões nunca me sentia a vontade.
    Quando me sinto atraída por alguém eu procuro me afastar da pessoa e bloquear qualquer possibilidade de me envolver, não sei o motivo pelo qual me auto saboto sentimentalmente.

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia Cecilia,

      Qual o seu medo em se envolver? será que você teve exemplos de relacionamentos que se envolveram e sofreram com isso?
      O relacionamento amoroso exige esforço, dá “trabalho”, mas se você der oportunidade para se relacionar com pessoas bacanas (que te tratem bem, que você possa crescer emocionalmente com ela) vale a pena.
      Talvez você tenha que investigar melhor o que tem causado esses medos, indico um acompanhamento / tratamento continuo com o psicólogo, ele vai te ajudar a entender o que está acontecendo.

      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  118. Alexandra

    Bom dia meu nome é Alexandra tenho 42 anos ,já faz bastante tempo que não consigo ter um relacionamento sério. Quando conheço alguém e começamos a conversar falando da vida um do outro,
    quando falo que moro sozinha a pessoa logo se convida pra ir na minha casa ,não me chama pra sair um cinema, um jantar por exemplo, ai diante de uma recusa minha a pessoa se afasta, e isso acontece sempre porque?

    Reply
  119. Cristiano

    Boa noite!
    Primeiramente gostaria de parabenizar pelo trabalho, por este blog, e pela iniciativa. Estou aqui também para compartilhar minha experiência e para pedir alguns conselhos, e desde já fico muito agradecido pela ajuda.

    Bom, vou tentar resumir, li os posts acima, e o texto publicado e já pude observar que me encaixo em pelo menos dois perfis. Tenho dificuldades com relacionamento. Sou inseguro, e tenho muito medo de sair da minha zona de conforto, oque acaba me limitando com os meus relacionamentos, sem contar também o egoísmo. Tenho hoje 39 anos mas convivo dessa maneira a vida inteira, tive até agora 4 namoradas, e desses relacionamentos nao consegui manter esses relacionamentos por mais de 2 anos, começa tudo lindo maravilhoso, mas depois de um certo tempo caio na rotina, tipo fico sem vontade de sair, e acabo ficando em casa com a namorada…e percebo que com o tempo essa rotina acaba cansando e pondo fim no relacionamento. Também perco o interesse pela pessoa, incluindo o desejo sexual, e quando acaba o relacionamento, fico depois lamentando e ainda mais deprimido. Eu tenho “sorte” com namoradas bonitas, apesar de nao ser tao bonito. Hoje sinto a idade pesando para mim, e continuo inseguro do mesmo jeito. Tenho poucos amigos, e quase nunca tenho habito de vê-los. Fico muito em casa e as vezes até faço questao de nao sair. Mas estou sofrendo muito com isso. Pois quero ser feliz, encontrar um amor e manter esse relacionamento. Passo noites em claro, tenho dificuldades com o trabalho, e diria um excesso de preocupações, no geral.
    Moro sozinho, e já nao sei mais oque fazer. Preciso de bons conselhos.

    Obrigado mesmo pela força e ajuda.

    Cris.

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia Cris,

      Vejo que existem alguns pontos que você citou, então acho que seria interessante pontuar as questões:
      * É importante continuar a cultivar o relacionamento. Durante a conquista e no começo da relação, o casal costuma investir e se esforçar, mas com o passar do tempo, algumas pessoas acabam se acomodando, deixando a relação “de lado”. Será que é isso que acontece com você? (leia o texto >
      Como manter a chama do casal acesa? / Não se esqueça de ser interessante para o seu companheiro (a) > https://curitibapsicologa.wordpress.com/2015/03/25/como-manter-a-chama-do-casal-acesa-nao-se-esqueca-de-ser-interessante-para-o-seu-companheiro-a/ )
      *Talvez você também não esteja cultivando suas amizades.
      *Será que você tem ido em busca daquilo (atividades, amizades, cursos, …) que te faz bem, que te motiva?
      *Pelo o que você diz, parece que existem outras questões na sua vida que estão precisando ser avaliadas. O relacionamento amoroso pode sim ser algo maravilhoso, mas ele não tem o poder de resolver e tornar a vida de alguém “feliz”…

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  120. Ana

    Boa tarde,
    Tenho 35 anos, sou solteira, sem filhos e sempre tive relacionamentos com homens problemáticos. Ao todo, foram 5 namoros com homens que me desrespeitavam, tanto que desconfio que o último era um psicopata. Mas enfim, há 4 meses estou indo à terapia, o que está me fazendo muito bem.
    Decidi nunca mais ter esse tipo de relacionamento com abusadores e estou sozinha, desde então. Aliás, gostaria de saber qual a causa desse todo esse sofrimento? E se é realmente o fato de eu ter sofrido abuso sexual dos 11 aos 12 anos (fui tocada por um parente meu)?
    Cresci todo esse tempo sem me dar conta o quanto isso foi grave para a minha vida e o quanto acabou com a minha vida emocional. Por mais que seja uma fatalidade, eu fui apenas uma vítima e tenho todo o direito de ter um relacionamento saudável e ser amada de verdade por alguém. O que devo fazer?
    Graças a Deus, sou independente, formada e com emprego estável. Faço tudo sozinha e não estou mais ficando por ficar como eu fazia antes. Aliás, tenho muito medo de me relacionar novamente, pois os homens pelos quais me relacionei me tratavam muito mal.
    Gostaria de saber o que fazer.
    Obrigada!

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia Ana,

      O abuso sexual é um crime, e como você disse, você foi uma vítima.
      Que bom que está em acompanhamento psicológico.
      O abuso sexual deixa marcas e feridas muito dolorosas, e pode influenciar em várias questões na vida da pessoa, inclusive com quem ela acaba se envolvendo. Quando a pessoa se torna adulta, às vezes tem dificuldade de estabelecer limites, porque quando criança os seus limites não foram respeitados. Como ela foi invadida fisicamente e emocionalmente, a pessoa (sem perceber) pode continuar a se sentir insegura e incapaz de dizer “não” e de determinar o que a machuca ou não, o que ela aceita ou não….
      Acho que é interessante se questionar:
      Será que você se ama? será que se trata com respeito, estabelece limites com os outros? (Talvez será assim que você comece a encontrar as respostas para as suas perguntas)
      E sim, você tem todo o direito sim de ter um relacionamento saudável! Aprenda a identificar os sinais de homens agressores que você não quer mais na sua vida. Também aprenda a identificar homens que vão te tratar bem e com respeito.

      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  121. Complicada

    Oi, tenho 23 anos, já passei por alguns relacionamentos mas nunca consegui ter intimidade e liberdade em nenhum deles e sempre terminei, sou insegura e também não gosto muito que a pessoa fique me tocando, É psicológico… mas o fato de ter alguém me tocando me incomoda as vezes… sinto uma sensação estranha que não sei descrever, isso atrapalha muito e é por isso que não consigo prosseguir com o relacionamento.

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia,

      Será que o toque representa algo negativo? por exemplo: que estão invadindo o seu espaço, que você está sendo machucada…. será que teve situações na sua vida que levaram a associar que o toque é ruim?

      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  122. Víviane

    Boa noite Michele! A partir do teste de personalidade da SuperInteressante que vim parar em seu site, buscando melhor explicação para alguns pontos complexos de minha personalidade. Primeiramente fiquei impressionada com as respostas à grande maioria das pessoas, o que me fez vir aqui escrever e ter uma certa segurança de que haverá possibilidade de um retorno satisfatório. Parabéns por ser tão atenciosa! Fui buscar o teste pois me encontro em uma situação em que percebi que minha personalidade é muito fraca, capaz de ser rapidamente mutável em convivência com pessoas que admiro muito. Tenho 23 anos e sou estudante. Em uma apresentação oral em dupla na faculdade repetí diversas vezes a palavra “Enfim…” ao tentar explicar os assuntos dados, não foi por falta de domínio do assunto, mas uma certa insegurança e me vi repetindo as palavras de minha amiga que mora junto comigo e que estava sentada na cadeira nos assistindo, o professo falou em sala em voz alta “Nossa, essa menina gosta de um “enfim”” e foi aí que eu me vi perdida, senti que todos associaram a minha fala do “Enfim” à minha amiga, fiquei com vergonha também por ela estar alí no momento. Em uma conversa em casa, hoje, ela tocou no assunto..perguntando se eu falava tanto a palavra antes de conhece-la. Eu disse que não e novamente, aquele sentimento que eu senti e que me fez travar na apresentação, voltou e agora aqui estou. Acabei caindo neste tema de relacionamentos, o que também é um dilema para mim. Mas que talvez minhas angústias deixarão o texto demasiadamente cansativo. Agradeço desde já pela atenção!

    Reply
    1. Psicologa

      Bom dia Viviane,

      Não sei qual teste que você fez, mas não se prenda a isso… os testes não são capazes de determinar e nem analisar as pessoas dessa forma….
      É natural que numa apresentação a ansiedade apareça, ainda mais para pessoas que não praticaram muito esse tipo de exposição. Também é comum tensão durante uma avaliação…
      E não há nada de errado em você utilizar ou reproduzir uma palavra ou até um comportamento de alguém que você gosta e admira. Isso é aprendizagem, isso é uma tentativa de lidar com a situação. As crianças repetem o que os pais fazem, pq é assim que elas aprendem. E nós, adultos, também fazemos isso de vez em quando, numa tentativa de ter um comportamento ou uma postura melhor. Não há nada de errado nisso. Ter repetido a palavra “enfim” não te torna uma pessoa de personalidade mutável….
      Mas o que você está dizendo me parece demonstrar insegurança, por medo do julgamento dos outros, do que pensaram de você… então é isso que precisará prestar atenção e trabalhar emocionalmente, para se aceitar e se sentir bem consigo mesma.

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  123. Autonomo

    Boa Tarde!!

    Estou passando por um processo muito difícil em minha vida, e já não sei o que fazer.
    Sou cristão, e conheci um moço não crente em 2009, começamos a nós conhecer nós tornamos amigos, e ele decidiu aceitar a Jesus depois de dois anos, no começo o pai dele ficou 5 anos sem falar com ele por conta desta decisão, começamos a namorar 26/03/2011, no começo não tinha problemas nenhum até que ele começou a tomar decisões sem consultar ia fazia e depois vinha e falava, eu não sou muito de ficar me declarando (o que prejudicou), sou tímida, tenho muita dificuldade de me relacionar com outras pessoas, e começamos a ter brigas, só que nunca parávamos para resolver os motivos da briga e isso foi virando uma bola de neve e começo a ficar uma relação insuportável, eu sempre dizia que queria terminar que não estava aguentando mais aquela situação, só que nunca terminávamos, ate que chegou em janeiro de 2015 nós terminamos, porém nós continuamos a conversar através de redes sociais, e até mesmo quando nós encontrávamos na igreja ainda mantínhamos um relacionamento, e decidimos voltar, voltamos dispostos a fazer diferente, porém chegou um período que os passado voltou a tona pois não tínhamos solucionado nada, e 13/06/2016 o meu ex decidiu terminar novamente, só que nós conversamos apenas pelo whatsaap de vez em quando, não consigo entende-lo nós nos amamos, porém do jeito que estava não dava certo.
    Ele disse para continuarmos orando que se for da vontade de Deus, voltaríamos, porém não quero criar esta esperança dentro de mim e decidi dizer adeus, e disse que pretendo terminar minha faculdade e ir morar em outro país, pois não aguentaria ver ele com outra, ele fala que não quer que eu vá embora e isso me deixa confusão do que ele realmente quer, peço sempre que falo com ele me explicar o porque disso mas ele sempre da um jeito de me enrolar, e acaba não falando, me deixando com muitas dúvidas.
    Mas o meu único problema é que vivo angustiada todos os dias, não tenho vontade de comer e tenho medo de perde´-lo definitivamente, já tentei fazer quase tudo o que se recomendam após o termino, me detraio mas sempre acabo caindo novamente na angustia, não sei o que fazer preciso de ajuda, pois estou me conformando aos poucos com o termino porém o que me atrapalha é angustia que não sei da onde esta vindo, desejo saber a opinião da senhora, o que devo fazer, ficarei grata pois quero retornar a minha vida e ser feliz.

    A senhora acha que ele queira um tempo??, mas para este relacionamento e por isso ele não aceita uma despedida de cortar qualquer laço definitivamente, crendo que ainda temos chances de voltarmos.

    Eu pretendo procurar uma psicologa para me tratar da minha baixa autoestima e timidez.
    Preciso muito de ajuda.

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Boa noite,

      Existem questões importantes que você mencionou…. baixa autoestima, timidez, insegurança…. Você disse que quando ele passou a não tomar decisão sem te consultar, isso afetou o casal (será que essas decisões que ele tomava, ele realmente precisava te consultar? era algo que envolvia o casal, ou existia alguma insegurança sua que acabava te deixando com medo de perder o amor do seu marido?)
      Essas respostas que você perguntou sobre ele, não tem como descobrir… mas acredito que talvez nesse momento você tenha que tentar compreender a si mesma, fortalecendo o seu emocional.
      Acho sim que seria interessante um acompanhamento com Psicólogo

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  124. Jonas

    Olá.

    Achei o seu artigo muito interessante. E ao acompanhar os comentários deste fórum, notei que alguns também possuem as mesmas dificuldades de se relacionar com alguém pela primeira vez, mas, curiosamentediferente, não estão no mesmo caso que eu.
    Tenho 37anos e também nunca namorei.
    Atualmente, nem mesmo considero que possuo amigos(as). Portanto, meu nível de sociabilidade geral e amoroso é zero!
    Nem mesmo sei como interagir com uma mulher com a finalidade de fazer amizades, conquistas e etc. Até sou cadastrado em muitos sites de relacionamentos, amizades e namoros, mas nem mesmo com isso, não sei o que fazer!

    Reply
  125. Maria

    Olá Michelli, que bacana a sua disponibilidade! Parabéns! Bom, gostaria de ajuda na seguinte reflexão: uma menina que viveu em situação de extrema pobreza, numa família desestruturada (pais separados) e que viveu experiências de violência praticada por aqueles que amava (mãe e irmãos) como por exemplo, surras, xingamentos e apelidos depreciativos além de abuso sexual por parte de outras pessoas, consegue superar tudo isso e ter uma vida adulta saudável? Comigo foi assim, fiz análise durante um tempo, consegui melhorar bastante, sou bem sucedida profissionalmente, mas tenho dificuldades em iniciar relacionamentos amorosos. Na verdade faço pouco ou nenhum esforço para isso e das poucas tentativas que fiz foram todas fracassadas, certamente porque me interessei por pessoas que não corresponderam.

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Boa noite Maria,

      é possível sim você superar e ter uma vida saudável!
      Você passou por muitas violências por parte daquelas pessoas que esperava segurança e apoio… então provavelmente isso acabe influenciando para sua dificuldade de confiar em alguém e se iniciar um relacionamento amoroso. Assim como a violência, também o abuso sexual talvez te gere receio em relação ao toque…. e talvez você se aproxime de pessoas que você acredite (inconscientemente) que não irão te corresponder a atenção e amor que você deu a elas, porque emocionalmente você teve experiências com sua família que “não foi correspondida com amor e segurança que esperava deles”… talvez ficou registrado emocionalmente que o amor abandona e machuca…
      É preciso resignificar tudo isso…. transformar todas essas experiências em superação, e agora que você é adulta, poder estabelecer limites e também escolher pessoas bacanas para você se aproximar (aquelas pessoas que vão te dar apoio, carinho e amor de forma saudável)…. então aconselho realizar mais acompanhamento com o psicólogo…

      abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  126. joaocwb35

    Ola tenho 35 anos, tenho um bom emprego, porem nunca consegui me relacionar com ninguem e realmente não entendo o motivo de afastar todos a minha volta nem amigos nada. A unica relação que tenho com as pessoas e profissionalmente e as vezes ate minto que tenho amigos saio nos fim de semana e tenho um relacionamento para não acharem eu estranho a minha grande preucupação e acabar como um solitario sem ninguem.

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Boa noite João,

      Talvez a questão aí seja a falta de autoaceitação, de autoconfiança… você não precisa provar nada para ninguém… mas se essas questões te geram sofrimento, é com as suas dores emocionais que deve tentar compreender e superar…

      Aconselho um acompanhamento psicológico para ter maior autoconhecimento e poder modificar comportamentos que acabam sabotando aquilo que você deseja…

      Atenciosamente,

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  127. Mr.Alan

    Muito bom o seu texto. Estou pensando em marcar uma consulta no psicologo porque consigo me relacionar e conversar na internet, e fazer as pessoas gostarem mesmo de conversar comigo e gostarem de mim. Porém quando encontro a pessoa na vida real, cara a cara não consigo ser “eu mesmo” não consigo manter uma conversa como na internet eu travo e fico sem assunto. Ja perdi muitas chances que consegui na internet. quando as conheço pessoalmente parece que tenho o “efeito repelente” elas me vêem e meio que se decepcionam porque eu nao consigo manter a mesma *autenticidade* e os mesmos assuntos que tenho na internet, nao consigo chegar aos assuntos mais intimos pessoalmente apenas coisas superficiais. Isso nao acontece apenas com parceiras que estou interessado, acontece tbm com as amizades que tenho.

    Reply
  128. Flor

    Olá, tenho apenas 16 anos, já cheguei a ter um namoro que não considero como tal pois durou muito pouco, sou uma pessoa bem social e consigo facilmente conquistar alguém, conheço várias pessoas bacanas e chego a ter uma relação afetiva boa com algumas delas.Chego a gostar e começar a desenvolver um querer algo a mais(namoro) conforme vou conversando com a pessoa e pegando intimidade, porém, passa algum tempo (não muito) e vou perdendo o interesse mesmo não querendo perder (confuso? sim muito), não é que eu não ache mais a outra pessoa interessante eu vou desanimando com a idéia de namoro e sempre foi assim, em relação a todas as pessoas que gostei. Não sei o que tenho o.O

    Reply
  129. Floor

    tenho 16 anos já tive um namora embora não considero como tal pois durou bem pouco. Sou bem social e consigo facilmente conquistar uma pessoa, geralmente as pessoas que gostam de mim são íncriveis magnificas mesmo (o tipo de garoto que você acha que todos devem ser), eu me apego a essas pessoas e começo a desenvolver o gostar, e até chegar a pensar em algo a mais(namoro), mas passa o tempo (não muito) e vou perndendo o interesse na pessoa, ela continua íncrivel, porém perco o interesse no namoro, e isso acontece com todas as pessoas que eu gosto e tal.. Atualmente estou gostando de uma pessoa que mora longe, (pois é até me interesso mais por pessoas que moram em outros estados do que as que estão aqui perto de mim), porém mesmo gostando dele, e querendo ter algo com ele, eu vou pedendo o interesse nele, como isso é póssivel? O que fazer pra não perder o que sinto por ele?

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Boa noite Floor,

      Você é jovem, e talvez esteja descobrindo sobre os seus próprios interesses, sobre quem você é… e isso pode acabar influenciando para você perder o interesse pelas pessoas…. também pode existir alguma resistência emocional (alguma questão que você precisará descobrir o que desencadeou isso… pode ser, por exemplo, um acontecimento de conflito de relacionamento amoroso, trauma, decepção ou experiência de um casal próximo), o que pode fazer com que se afaste do namorado porque de alguma forma seu inconsciente entenda uma relação amorosa mais próxima como uma ameaça…
      É preciso entender mais profundamente a questão, e por esse motivo sugiro um acompanhamento com o psicólogo, para você poder compreender e lidar com essas questões

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  130. Iamara Silva

    Oi.Tenho 21 anos e ja tentei um namoro ,durou um mês e fiquei muito mal porque fui rejeitada. Sou tímida mas não tenho dificuldades de fazer amizades, não sou de falar muito, mas geralmente as pessoas começam a conversar, fazer amizades pra mim é algo bem natural. Tenho mais amigos do que amigas. Ja tive alguns amigos coloridos e tal, não tenho vergonha do meu corpo nem nada do tipo. Só que acho que tenho medo de solidão, apesar de não sair muito e não é sempre que estou com alguem mas vivo em bate papos online. Com 18 anos dei o primeiro beijo, pq tinha medo de gostar dos meninos e sofrer. Tenho a sensação que antes do 18 tudo era mais facil, divertido e leve eu não sofria por nunca ter ficado com ninguem. Depois dos 18 sofro mais quando fico alguns meses sem sair ou beijar ninguem por exemplo. me sinto só. Quando estou com alguem sempre deixo claro que nao quero namorar. No fundo quero namorar. As vezes sinto que não devo ter relacionamentos romanticos, que devo seguir outro caminho , em outros momentos me sinto só e com medo de ficar solitaria pela resto da minha vida. Não sei mais o que pensar.

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Boa noite Iamara,

      Todo mundo já levou um fora (seja quem for), isso não significa que você não que a questão era com você…. não deu liga, então aquela pessoa não servia para você…. Mas talvez a questão que você terá que reavaliar é por que ter levado um fora te atingiu tanto?
      segue alguns textos que podem te ajudar:
      http://michelliduje.com.br/2016/08/27/como-superar-barreiras-da-vida-e-encontrar-a-cura-emocional-dicas-para-a-vida/

      http://michelliduje.com.br/2013/01/07/auto-estima-perceber-as-proprias-qualidades/

      http://michelliduje.com.br/2012/11/12/ansiedade-angustia-x-nao-viva-preso-no-e-se/

      http://michelliduje.com.br/2012/05/11/decepcao-expectativa-frustrada/

      http://michelliduje.com.br/2012/07/16/relacionamentos-amorosos-mal-resolvidos-consequencias/

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  131. daylene16

    Olá tenho 17 anos, não sei oq acontece cmg mas me relaciono com uma pessoa por volta de um mês ele viajou, antes estava muito feliz, aceitei o pedido de namoro antes da viagem mas agr n me sinto como antes, n sei se é normal mas n estou como antes, pode ser q mude qnd chegar, mas o fato é q estou um pouco sufocada, procurando defeitos e isso me angústia mt, me ajude por favor saber oq está acontecendo.

    Reply
  132. Lanna

    Triste ver tanta gente interessante mas solitária. Infelizmente na época em que estamos vivendo, o relacionamento sério não é mais tão importante. A carência é tanta que as pessoas se relacionam somente por diversão. Afinal, pra quê ficar com uma pessoa só se tem várias interessantes dando mole não é?
    Triste esta realidade!
    Desde que me separei, há três anos atrás, vivo totalmente solitária. O agravante ainda é ser mãe “solteira”…. a maioria dos homens tem pavor de mulheres com filhos achando que estamos procurando um pai para eles…. além disso eles também sentem medo de mulheres resolvidas financeiramente e que não dependem de outros para sobreviver. Triste realidade…e aí nos deparamos com conselhos como: -Seja diferente do que é… Peraí.. tenho que mudar a minha essência, ser uma pessoa que não sou para poder atrair as pessoas?? Isso está errado!
    Já mudei muito por outras pessoas e já segui muito conselho..
    Realmente não tenho idéia do que fazer…ás vezes acredito que isso não tem solução.

    Reply
  133. Danny

    Muito bom seu texto, tenho 19 anos e a 4 meses terminei um relacionamento de 10meses…ele quem terminou.Dizia que me amava mas que não dava mais…fiquei muito mal…hoje já não sinto nada por ele… De uns tempos pra cá desde que fiquei só, um amigo muito querido meu anda dando sinais de interesse, com mensagens e tal muito fofo, e eu estou apegada a ele de uma forma mais forte do que a amizade que tínhamos.Quando eu namorava ele jogava indiretas e quando terminei meu namoro ele me ajudou como amigo mesmo..mas de uns tempo pra cá que ele anda mostrando querer um relacionamento.Só que nós dois ainda temos feridas dos relacionamentos antigos e ele resolveu desinstalar o Whatsapp dele pra pensar, ou seja , demos um tempo no que seria uma paquera.Ele diz que precisa desse tempo pra curar feridas e pra quando tentarmos de certo pra valer.Tenho medo que esse tempo nos afaste e já sinto uma certa carência por isso…Não sei o que fazer, também preciso desse tempo mas tenho medo que ambos percam o interresse…é possível duas pessoas que já se decepcionaram constituir um relacionamento sério sem os vultos do Passado?

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Boa noite Danny,

      Sim, é possível sim construir um relacionamento novo… aprendemos com a vida e com os relacionamentos….

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  134. Walisson Santos

    Tenho 33 anos e nunca namorei, mas já saí com mais de 200 prostitutas e até beijo consegui, pois não é difícil. No momento estou parado com isso, pois fiquei muito triste. Já me apaixonei por algumas prostitutas. A última que eu apaixonei, eu fiquei muito mal. Não conseguia dormir a noite e tive que tomar remédio para depressão. Estou parado, mas dessa forma não faço sexo e não me relaciono mais intimamente com um mulher (não necessariamente sexo). Eu acho que nunca vou namorar. Às vezes penso que é alguma deficiência que eu tenho e não sei. Vejo jovens namorando e penso que perdi minha juventude e não aproveitei nada. Na verdade, perdi foi uma vida toda. Parece que meu líbido tem caído bastante. Isso ajuda a ficar mais sossegado. Vamos ver até quando eu vou continuar sem prostitutas.

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Bom dia Walisson,

      Parece que essa foi a única forma que você aprendeu e experimentou viver relações… talvez você busco se relacionar com prostitutas porque existe uma história no seu passado (construção familiar, referência do que era amor, …) que colaborou a você se sentir mais “seguro” dessa forma. E como você mesmo diz, acredito que você está confuso e precisa de mais autoconhecimento para entender quais são os seus possíveis medos e como você se relaciona com os outros (amigos, familiares,colegas…) e consigo mesmo…
      É possível sim você viver outras formas de se relacionar, mas talvez isso te assuste por algum motivo que é preciso entender…. por esse motivo indico você realizar acompanhamento psicológico para descobrir as respostas dentro de si mesmo

      Att

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  135. João C Neto

    ola tenho 24 anos ,tenho ginecomastia ,varicocele ,devido a isso
    tenho dificuldade de me relaciona com as mulheres ,tambem nao consigo
    chegar perto das que considero como amigas ,acho que estou procurando a pessoa certa
    mas nao acho , me sinto só ,em consequencia disso creio q estou com ansiedade
    e prejudicando a mim msmo.
    como falei tenho varicocele , ginecomastia, muitas estrias pelo corpo e me sinto inadequado
    muitas mulheres querem sair comigo mas ha uma barreira,como se eu me rejeitasse.

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Bom dia João,

      Acredito que existem alguns pontos aí:
      *Se isso tudo te incomoda, fale com o seu médico e veja o que é possível.
      *Como você disse, há mulheres que querem você, mas quem se rejeita e não se aceita, é você mesmo. Ou seja, você não é inadequado, mas se vê como inadequado. É preciso trabalhar a autoestima, porque provavelmente você se sentiria inadequado ainda que não tivesse a ginecomastia ou varicocele…
      Então recomendo que trabalhe e supere suas questões através de um acompanhamento com o psicólogo, ele poderá te ajudar a você reconhecer suas qualidades e ver o quanto interessante pode ser, que não é preciso ser perfeito (porque isso não existe) para se gostar e ter bons relacionamentos…

      Leia esse texto, pode te ajudar também:

      http://michelliduje.com.br/2013/01/07/auto-estima-perceber-as-proprias-qualidades/

      http://michelliduje.com.br/2016/05/23/inseguranca-leva-a-pessoa-interpretar-negativamente-o-que-escuta-sempre-armada-achando-que-sera-atacada/

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  136. Carente

    Olá! Eu li muitos comentários aqui de pessoas que passam por problemas parecidos com o meu. Tenho 37 anos e estou divorciada há 03 anos. Desde que me separei nunca mais consegui manter um relacionamento. Não por falta de vontade, mas porque nunca passava de 06 meses. Aliás, em três anos só tive um único relacionamento (que durou 06 meses). Tenho uma filha de 04 anos e já percebi que muitos homens se afastam por este motivo e outros também por me ver como uma mulher independente. ( o que eu acho ridiculo, pois não há nada melhor do que uma pessoa que não torre seu cartão de crédito né?)
    Depois que me divorciei, fiz terapia com psicanalista, constelação familiar, etc etc…. nada adiantou!
    Não me considero uma pessoa exigente e sou super de boa. Sempre apareceu pessoas interessadas e via que realmente gostavam de minha companhia… falavam muita coisa legal.. pareciam interessados e daí de um dia para o outro (literalmente) a coisa mudava… aí simplesmente desapareciam. Isso aconteceu com TODOS, sem excessão! Não sou uma pessoa grude, estou sempre alegra, nunca atropelei o tempo dos relacionamentos e mesmo assim TODOS acabam do mesmo jeito. Não sei mais oq fazer e nem oq pensar. Alguns dizem que sou do tipo que “BOTA MEDO” pelo meu jeito independente de ser e acham que deveria mudar.. mas não acho que devo ser alguém que não sou. Acredito que os homens tem que gostar de mim do jeito que sou. Claro que muita coisa a gente muda por nós e sempre tento ser melhor a cada dia, mas realmente não sei oq fazer.

    Reply
  137. Flor

    Olá, boa noite!
    Casamento se aproxima, não tenho coragem de arredar o pé pra preparar nadinhaaa!!! Isso me levou a procurar ajuda profissional e até hoje nao consegui resolver. Tenho a impressão que separar é o melhor remédio, mas todos os psicanalistas me orientam a não separar.
    É tão difícil sentir dúvidas de quem se ama… Amo meu noivo, estamos juntos, entre noivado e namoro, 4 anos, porém, tenho muitas dúvidas se caso ou não… Tenho 31 anos, noivei com meu amigo, foi me primeiro namorado e hoje mesmo com ele sinto falta de um relacionamento de verdade, tenho a impressão que me enganei e ao mesmo tempo não sei como ficarei sem ele. Sinto-me tão confusa que desencadeou grande ansiedade… O que e faço? Termino ou continuo? tenho medo de continuar e a ansiedade não passar ou dar errado casamento.

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Bom dia Flor,

      Muitas vezes o (ritual) casamento traz muitos significados, expectativas e ansiedade…. e podem surgir questionamentos se realmente o noivo é realmente a “pessoa certa”. Você coloca que ele foi o seu primeiro namorado, e algumas vezes escutei no consultório “mas e se eu não experimentar outros relacionamentos, como vou saber se gosto e tenho que ficar com essa pessoa?”. Algumas pessoas “encontram” os seus maridos ou esposas logo no início, e acabam casando com eles… isso não é ruim…. nem sempre ter várias experiências e relacionamentos quer dizer que será bom para a pessoa ter certeza do que ela gosta ou não… E escolhas são escolhas, não podemos pensar no “e se” (por exemplo: e se eu não tivesse tido filho, e se eu não tivesse mudado de cidade, e se eu não tivesse casado, e se eu não tivesse me separado…), porque ele pode gerar muita ansiedade. É interessante refletir antes de fazer a escolha sim, entender as emoções, a ansiedade, se existe questões mal resolvidas do passado (por exemplo: tenho medo de casar pq o casamento dos meus pais não deram certo), enfim, é sim preciso avaliar. Mas isso não garante que será a escolha “perfeita”, apenas será uma escolha, a que você achou a melhor naquele momento…. Mas lembre que qualquer coisa, existe sempre a opção separação, não é porque a pessoa se casa que terá que ficar com o outro para toda eternidade…
      Flor, a resposta de casar ou não será você que terá que responder. Coloque no papel os prós e contras, e tente analisar os seus sentimentos, os seus medos e também se você não acaba criando situações que não aconteceram e que não vale a pena ficar imaginando…

      Leia esses textos, acho que pode te ajudar:
      http://michelliduje.com.br/2012/11/12/ansiedade-angustia-x-nao-viva-preso-no-e-se/

      http://michelliduje.com.br/2016/01/14/me-preocupo-e-sofro-com-as-coisas-do-dia-a-dia-descubra-como-nao-gastar-energia-com-o-que-nao-vale-a-pena/

      http://michelliduje.com.br/2014/11/17/sou-indeciso-por-que-as-pessoas-nao-sabem-fazer-escolhas/

      http://michelliduje.com.br/2016/02/02/por-que-alguns-casais-ficam-no-vai-e-vem-superar-os-conflitos-ou-terminar-a-relacao-de-vez/
      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  138. Fernanda

    Também estou no mesmo dilema, tenho 41 anos e ninguém quer namorar comigo, já fiz terapia muitos anos e tô cansada das pessoas falarem: Ah , um dia sua cara metade aparece. Chega não aguento mais. Vi recentemente agora um amigo que não via a anos, tá casado e filho e parece muito bem casado, com pessoa de igreja. Droga fiquei muito anos em casa, não saía, sou bonita e agora em deparo com isso. Antes só ficava, agora nem isso mais e quero muito namorar sério, mas não aparece ninguém que queira o mesmo. Tô cansada de tudo isso!!!

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Bom dia Fernanda,

      Tem sim pessoas querendo namorar, escuto isso no consultório, tanto de homens quanto de mulheres… Entendo que existe a vontade e expectativa em namorar, mas talvez você tenha que se perguntar como você tem se relacionada com você mesma, será que você consegue sair e fazer atividades que você sente prazer? ou de alguma forma acredita que sua felicidade só virá através de um relacionamento?
      Outro ponto bacana para você pensar (e que tem a ver com o que escrevi acima) é: normalmente as pessoas conhecem pretendentes quando saem (não estou falando de balada), quando fazem cursos que a interessam, conhecendo amigos de amigos, quando fazem algumas atividade física em grupo, quando criam oportunidades para sentir prazer tanto individualmente quanto sentir prazer em estar com outras pessoas… os sites de relacionamentos também pode ser uma ferramenta para conhecer alguém bacana…
      leia os textos, acho que pode te ajudar:

      http://michelliduje.com.br/2013/09/09/o-lugar-que-o-pretendente-paquera-frequenta-fala-muito-sobre-ele/

      http://michelliduje.com.br/2014/09/11/qual-e-o-problema-em-buscar-a-pessoa-perfeita-dificuldades-emocionais/

      http://michelliduje.com.br/2015/08/01/sera-que-sou-uma-pessoa-que-depende-dos-outros-caracteristicas-da-dependencia-emocional-e-dicas-para-se-tornar-mais-segura-emocionalmente/

      http://michelliduje.com.br/2012/12/17/escolho-a-pessoa-errada-para-namorar-por-que-isso-acontece-como-mudar/

      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  139. Grazi

    Eu tenho 20 anos, sou aparentemente bonita, estudo, trabalho, tenho uma vida estável e visualmente atraente “sigo os padrões” e nunca namorei sério (na verdade nunca quis) agora estou adepta a tentar e meus relacionamentos não duram, são extremamente curtos. Não sei se é por conta da minha bissexualidade, se isso atrapalha (geralmente me relaciono e quero namorar com homem), por ter ficado muito tempo sozinha ou pelo fato de ser extremamente exigente, independente e seletiva, talvez isso assuste os pretendentes. :(( Eu geralmente sou reservada, não saio ficando com “qualquer um” e minha vida sexual não é uma bagunça, sou séria. Apesar disso, o machismo ainda toma conta, pois talvez eu avance ou seja meia ”ousada” nos primeiros encontros (depende do momento e da pessoa) e acho que isso esteja assustando ou passando uma visão errada sobre mim. Sei que o erro não é só comigo, pois estou escolhendo errado mesmo, só “moleque”. Quero um HOMEM que tenha atitudes do mesmo, que saiba que se a mulher está saindo contigo é porque ela tem interesse e mulher pode ser ousada, pode está totalmente atraída por você e se o momento dá oportunidade de acontecer coisas a mais e acontecer, isso não quer dizer que ela seja o tipo errado de mulher e sim que está afim e te deseja. Antes uma que seja sincera e te deseje, do que a que banque “a difícil” contigo e na rua pega outros. ;)) Adorei o site/artigo!!!

    Reply
  140. Júlia

    Olá me chamo Júlia tenho 16 anos é muitas vezes eu me sinto para baixo , não gostando da minha aparência , me rejeitando o tempo todo e por conta disso sempre acho que nuca irei namora com nenhum garoto . Muitas vezes tenho a leve empresão de que nenhum garoto nunca irá gostar de mim por isso tenho muito medo de ficar sozinha e nuca conseguir me aceitar como eu sou .

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Boa tarde Julia,

      Julia, quem anda se rejeitando é você, não os outros… e desde quando isso acontece? por que será que você tem dificuldade de enxergar as suas qualidades e fica se desvalorizando?
      Será que você se trata com respeito? O que você costuma falar para você mesma? Você trataria um amigo assim?
      Acho que você é muito crítica com você mesma, talvez precise pegar mais leve, e começar a tentar ver aquilo que você tem de legal (se não conseguir isso sozinha, faça um acompanhamento psicológico – se o $ estiver apertado, vá numa faculdade de psicologia, o preço costuma ficar bem acessível).
      Leia esses textos, pode te ajudar:
      http://michelliduje.com.br/2013/01/07/auto-estima-perceber-as-proprias-qualidades/

      http://michelliduje.com.br/2014/04/14/nao-consigo-receber-elogios-conflitos-e-perigos-em-nao-aceitar-os-acertos/

      http://michelliduje.com.br/2016/08/27/como-superar-barreiras-da-vida-e-encontrar-a-cura-emocional-dicas-para-a-vida/

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  141. Laura

    Olá, me chamo Laura, sempre que tento me envolver com alguém me sinto presa (mesmo que a pessoa não me prenda), me sinto angustiada e como se estivesse fazendo algo extremamente errado e não me sinto digna de ser amada, e acho que meu amor próprio está em 10%, sinto como se faltasse algo em mim, não sei se é algo relacionado a namoros, mas esse sentimento é horrível e está me levando cada vez mais pro abismo.

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Oi Laura,

      Como você diz, sua autoestima está baixa…. é preciso trabalhar nela. Começar a reconhecer suas qualidades e seu potencial, sentir merecedora de receber atenção e carinho… se não conseguir melhorar sua autoestima sozinha, busque um acompanhamento com o psicólogo

      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  142. Taah

    Olha Tenho 19 anos e ainda não namorei. Como posso fazer meus relacionamentos durarem. Quero um relacionamento sério, mais sempre acho que não irá dar certo. como posso mudar isso e assumir esse relacionamento? Acho que tenho medo. Me ajude por favor!
    Obrigado

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Boa tarde Tah,

      Talvez a questão seja o medo… Você precisa se perguntar : medo do que? desde quando? E como isso atingi você? será que você deixa de dar abertura para os outros por causa disso? o que será que desencadeou esse medo?
      As respostas estão com você…. é preciso substituir os pensamentos de medo e negativos, por pensamentos que possam ajudar a você dar uma chance para conhecer alguém legal.
      Se continuar as questões, faça acompanhamento continuo com psicólogo, ele pode ajudar a você superar essas questões

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  143. Larissa

    Olá, nem sei se isso vai chegar a ser lido, mas vamos lá. Kkk
    Eu tenho 19 anos e nunca namorei.
    Eu sou do tipo de pessoa que geralmente tem muitos amigos, não costumo ser tímida e geralmente estou alegre e sem muitas reclamações sobre a vida, costumo ser bem otimista, menos em uma área e ultimamente isso tem me incomodado muito.
    Eu costumo sempre receber de amigos confissões de que gostam de mim, e eu sempre acabo sem saber ao certo o que dizer e não dando chances a eles, eu realmente odeio dar “foras”, mas sempre que o assunto é relacionamento parece que eu fujo, fico muito mal por agir dessa forma. São pessoas que eu gosto muito, e que eu acho que poderia ser muito feliz se eu tentasse, mas nunca consigo ir além dessas suposições e realmente tentar alguma coisa. Fico muito magoada por tratá-los assim e constantemente fico muito mal com isso. Não sei se tem alguma relação mas desde muito nova não tive uma relação mt amorosa com meus pais, principalmente minha mãe, eu os amo, mas ambos sempre trabalharam muito e eu cada vez meio que me tornei mais “fria” com relação a eles. Não é como se eu quisesse isso, mas parece que penso de uma forma e ajo de outra, como se não me importasse, eu não sei pq faço isso, tem algo errado comigo?

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Oi Larissa,

      Talvez tenha relação sim a questão com seus pais (é preciso avaliar, a resposta está dentro de você), talvez você aprendeu a não querer alguém muito próximo para não sentir falta… acho importante um maior autoconhecimento, faça um processo continuo / tratamento de psicoterapia para entender melhor e encontrar as respostas dentro de você

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  144. Leon kennedy

    Eu tenho 20 anos e nunca namorei na vida, ja fiz de tudo nada. As meninas acabam por se afastar de mi…acabei por me tornar timido e revoltado vejo amigos meus a namorarem e eu nada…por favor me ajude

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Boa tarde Leon,

      O que seria “já fiz de tudo”? A grande questão é que talvez você tenha que fazer por você mesmo: melhorar a sua autoestima, perceber suas qualidades e o seu potencial, entender que não estar namorando não te torna inferior aos seus amigos (e que nada adianta ficar revoltado).
      Quais são as suas expectativas? namorar não vai te tornar um cara mais seguro… será que você espera que “todos os seus ‘problemas'” vão se resolver ao namorar? Se for com essa expectativa, provavelmente irá se frustrar e talvez afastar as possíveis interessadas…
      Faça um acompanhamento psicológico continuo para entender suas emoções e conhecer as coisas bacanas que tem dentro de você, isso com certeza vai te ajudar na sua insegurança e na forma como você paquera as meninas

      Até mais!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  145. Tami

    Tenho 29 anos e nunca namorei sério, os relacionamentos que tive foram de 4 meses quando tinha 19 anos e depois dos 22 aos 24, porém nunca assumimos que estávamos juntos não convivíamos muito já que nós encontrávamos de tempos em tempos, quando terminou sofri por 2 anos pensando que tudo aconteceu por culpa minha, hoje estou descrente com os relacionamentos. Minha vida toda ninguém se apaixonou por mim de verdade, já me apaixonei algumas vezes porém nunca fui correspondida. Vejo adolescentes namorando e penso que não aproveitei a minha vida o suficiente e que já estou velha.
    Bom dia! Ótimo artigo, parabéns!

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Boa tarde Tami,

      Não seja sabotadora de si mesma, você é jovem! Todos passam por frustrações amorosas, e todo mundo já deixou de ser correspondido, isso nada tem a ver com você, tem a ver com a vida. É normal!!!
      Pelo que entendi, você teve uma frustração, e talvez esteja presa a essa frustração… imaginando que não dará certo ou indo com muita cede ao pote….
      Invista em você, faça atividades prazerosas, veja as suas necessidades, as suas qualidades, se relacione de forma bacana consigo mesma… perceba como você tem se tratado, será que é de forma positiva ou negativa? Talvez a questão seja :se valoriza e não sente merecedora de ser querida e amada, como pessoas bacanas vão se aproximar de você?
      Leia esses textos, acho que pode te ajudar:
      http://michelliduje.com.br/2013/01/07/auto-estima-perceber-as-proprias-qualidades/

      http://michelliduje.com.br/2015/08/01/sera-que-sou-uma-pessoa-que-depende-dos-outros-caracteristicas-da-dependencia-emocional-e-dicas-para-se-tornar-mais-segura-emocionalmente/

      http://michelliduje.com.br/2012/07/16/relacionamentos-amorosos-mal-resolvidos-consequencias/

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  146. Lisa

    Olá eu sou a Lisa, eu só tive um relacionamento sério de 1 ano e 9 meses… Desde que eu terminei com ele , já não consigo ter um relacionamento sério com ninguém !
    Parece que estou com peso na consciência , e isso é um constrangimento muito forte…

    Reply
  147. Erica santos

    Olá meu nome é Erica tenho 24 anos namoro a 6 meses, meu namoro me pediu um tempo pq acha que não consegue gostar de mim . no começo ele era bem atencioso de uns dias pra cá ele mundou, falou que não tinha certeza sobre o sentimentos dele por mim.
    Ele falo que eu fui a única mulher que ele passou mais tempo e MSM assim não tem certeza se gosta de mim. Será que ele estar gostando de mim e não quer aceitar?

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Boa noite Erica,

      É muito provável ele está falando o que realmente está sentindo. Tente investir em você agora!
      Leia esses textos, podem te ajudar:
      http://michelliduje.com.br/2014/04/07/por-que-algumas-pessoas-deixam-de-fazer-parte-da-sua-vida-relacao-estava-desgastada/

      http://michelliduje.com.br/2012/08/20/o-relacionamento-acabou-e-agora-reestruturar-o-dia-a-dia/

      http://michelliduje.com.br/2013/01/07/auto-estima-perceber-as-proprias-qualidades/

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  148. Maria Santina

    Parabéns pela matéria!!!
    Me identifiquei muito com todos os posts. Eu tenho 36 anos e namorei apenas uma vez. Esse relacionamento terminou já fazem 8 anos e nunca mais ninguém se interessou por mim. Me sinto muito sozinha, sem ninguém para dividir minhas alegrias e tristezas. Não sei se o problema está em mim, preciso de ajuda.

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Boa noite Maria,

      Será que vc se sente uma pessoa interessante? será que vc gosta de vc mesma? talvez o “x” da questão esteja aí 😉
      Vc pode entender melhor o que acontece “dentro de vc” fazendo tratamento psicológico continuo.

      Leia esses textos, acho que pode te ajudar:
      http://michelliduje.com.br/2013/01/07/auto-estima-perceber-as-proprias-qualidades/

      http://michelliduje.com.br/2015/08/16/me-sinto-inferior-perto-de-algumas-pessoas-formas-de-se-superar/

      http://michelliduje.com.br/2015/11/07/descubra-como-encontrar-a-sua-felicidade-o-que-e-preciso-fazer-para-ser-feliz/

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  149. Renata

    Oi sou a Renata tenho 18 anos e bom eu costumo enjoar fácil, eu só o tipo de pessoa espontânea que gosto de conversar, conhecer pessoas novas, novas opiniões, porém depois de um tempo eu meio que canso da pessoa. E normalmente os caras que eu me envolvo são do tipo “causa perdida”. Alguém que passa por algum problema em casa, ou devido as decepções se desiludiu com o amor. Eles sempre me atraem, me despertam o desejo de querer ajudar e depois eu canso. O que eu faço?

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Boa tarde Renata,

      É preciso entender o que te atrai neles… será que você costuma fazer papel de cuidadora na sua casa? na sua família também existe relação de cuidador e aquele que precisa ser cuidado?
      É importante ter uma cumplicidade na relação, mas em que tenha o “dar e o receber”… tente dar chance para aqueles que não precisam ser cuidados.
      Caso continue essa questão, faça acompanhamento continuo com psicólogo, ele pode te ajudar a entender os motivos que te levam a essa postura e também pode te ajudar a resignificar o relacionamento amoroso
      leia esses textos, pode te ajudar:
      http://michelliduje.com.br/2015/04/22/problemas-em-tentar-ser-heroi-diferenca-entre-ajudar-x-salvar/

      http://michelliduje.com.br/2012/12/10/fazer-tudo-pelo-outro-pode-gerar-muitos-problemas/

      http://michelliduje.com.br/2014/05/05/relacionamentos-amorosos-destrutivos-por-que-e-como-eu-deixei-chegar-a-esse-ponto/

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  150. denise

    ola sou denise e tenho 17 anos, to tendo um caso meio estranho e cplicado d timidez
    começand a historia um amigo d minha amiga pediu para k ela mi apresenta se a ele , e la n foi mas alem de ola e tud bem…temos algumas aulas juntos mas n nos falamos la….conversamos diariamente no telefone(muito) e ele pediu me em namoro e eu aceitei(sem pensar n seriedade d caso) stamos a 5 dias e so tivemis um encontro k n correu la muito bem (pois ja tava tarde e n teve sequer beijo e conversas iguas a do telefone) entao uke faço??

    Reply
  151. Leidiane

    Olá, tenho 21 anos e nunca namorei, só tive rolos passageiros, tenho muitos conhecidos, e poucos amigos porque não dou confiança a qualquer pessoa. Sou muito sociável, gosto de falar sempre com todo mundo, mas sempre fui muito fria em relação a demonstração de sentimentos, eu sinto, mas não consigo demonstrar, e as vezes até minha mãe cobra mais carinho da minha parte, porque só vejo ela duas vezes no ano. E quando é relacionado a ter alguém ai é que eu não consigo mesmo. Eu me conheço muito bem, e a verdade é que eu não vejo problema nisso, moro sozinha desde os 18 anos, e me sinto muito completa e não sinto falta de ter alguém, e eu acho isso estranho as vezes, porque era pra eu sentir falta né. Vejo algumas pessoas tão carentes de amor, de ter alguem e não consigo me imaginar naquela posição nunca, eu acho um absurdo, que alguém não consiga ser feliz consigo proprio. As vezes acho que eu passo uma imagem de ser muito dificil ou muito superior, pode ser que essa autossuficiência atrapalhe, mas eu gosto da minha solidão, e odeio quando alguem bagunça minha vida, não que eu viva na zona de conforto, muito pelo contrario, eu preciso da liberdade e acho que isso assusta as pessoas. Enfim queria algum conselho sobre isso.

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Bom dia Leidiane,

      Na verdade não existe certo ou errado, tem pessoas que sentem vontade de ter alguém e outras não. Se você não sente vontade, não tem nada de errado. É ótimo você se sentir bem consigo mesma, de curtir estar em sua própria companhia.
      A questão é se você criou uma armadura para não precisar sentir que depende de alguém, para não correr riscos de se decepcionar, ou ainda por ter dificuldade de se relacionar e permitir que o outro também tenha espaço na sua vida, como se fosse uma dificuldade de “dividir” o espaço com o outro. Às vezes isso pode acontecer por experiências que você passou ou presenciou, por medo de se machucar… (não estou falando que seja isso, apenas para você refletir essa questão)…
      Leia esses textos, pode te ajudara refletir:
      http://michelliduje.com.br/2012/05/15/pessoa-insensivel/

      http://michelliduje.com.br/2014/09/11/qual-e-o-problema-em-buscar-a-pessoa-perfeita-dificuldades-emocionais/

      http://michelliduje.com.br/2013/07/15/dificuldade-em-escutar-os-problemas-do-outro-distancia-as-relacoes/

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  152. Andreia

    Boa tarde Michelle, tenho grandes dificuldades em me relacionar , sou muito tímida e com baixa autoestima, minha dificuldade é desde relacionamento amorosos, amizades e empregos.. Faço curso tecnológo mas minha vontade era faculdade mesmo e até isso a timidez tirou de mim… Faço terapia há 4 anos e não estou conseguindo mudar nada em mim…
    Qual caminho devo seguir?

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Bom dia Andreia,

      É preciso analisar da onde que vem essa timidez para tentar vence-la. Será que você passou por muita pressão ou muita cobrança? teve situações que viveu e se sentiu desvalorizada pela família ou colegas? Será que isso marcou muito você a ponto de não conseguir ter superado?
      A partir disso, tente enfrentar os fantasmas do passado, e se dê oportunidade de se relacionar melhor consigo mesma.
      Será que você fala coisas boas para si? você se trata com respeito? ou será que faz ao contrário, se crítica com frequência?
      Leia esses textos, podem te ajudar:
      http://michelliduje.com.br/2014/04/28/2026/

      http://michelliduje.com.br/2014/01/13/1819/

      http://michelliduje.com.br/2015/08/16/me-sinto-inferior-perto-de-algumas-pessoas-formas-de-se-superar/

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  153. Clara

    Olá,esse post foi td para mim!
    Quando eu namorava eu era td isso,infelizmente, me arrenpendo muito disso. Quero saber o que posso fazer para mudar isso? Será que preciso de um tratamento na alma? Términos ja era de se imaginar,mas tenho medo de começar a namorar mesmo eu jurando que não vou fazer de novo e blaw repeti td dvn.
    Obs: Depois que ele terminou comigo nunca mais consegui me relacionar com ninguém. O que eu faço? ???

    Reply
  154. Karina

    Olá Tenho 26 anos, estou a começar um relacionamento, tem um mes.
    Foi tudo acontecendo naturalmente , quando estamos sozinhos é muito bom, mas quando ha algo que nao gosto, como ciumes ou ele usar uma expressao que interpreto mal, levo a peito mesmo sendo a brincar e reajo de forma a afastá-lo, pois nao falo, nao digo o que se passa sequer e depois chego a responder mal. Acho me sempre inferior. Eu fiquei assim por problemas na adolescencia que me tornaram uma pessoa nervosa e com pouca auto confiança.
    E agora nao consigo confiar e tenho sempre medos quando gosto realmente de alguem.

    Reply
  155. Carolina

    Olá tenho 19 anos e apesar da idade já tive alguns relacionamentos que acabaram muito mal, mas de todos considerei apenas 2. no primeiro nos conhecemos, apaixonamos e estávamos a viver momentos apaixonados, aí eu me decepcionei com ele porque me trocou por outra pessoa, tempo depois recomeçei com outra pessoa essa pessoa queria ficar sériamente comigo mas depois de ter descoberto o meu passado me abandonou, agora eu acho que devo ter algum problema sério porque os homens por quem realmente me apaixono e quero ter algo sério me abandonam, desprezam e magoam!

    Reply
  156. Laura

    Boa tarde, tenho 25 anos, sou muito bonita, inteligente e ouço frequentemente esses elogios, mas tenho uma séria dificuldade em firmar relacionamentos amorosos. Eu me envolvo muito rápido com o outro, com 1 mes já estou apaixonada e perco totalmente a personalidade chegando a fazer coisas que me desagradem para agradar o outro e vê-lo feliz e pra que ele nao me abandone. Chego até a deixar de ser eu mesma, pra ser a pessoa mais agradavel possivel pra pessoa que eu gosto. Mesmo, assim, eles sempre terminam comigo e pior: por outra. Eu demoro muito para superar o termino e na maioria das vezes só supero quando encontro outra pessoa e vira um ciclo vicioso. Não sei o que há de errado comigo, pois todos dizem e demonstram ter muito prazer em minha companhia, mas não adianta

    Reply
  157. Márcio Lima

    Sou Márcio, tenho 25 anos , sinto necessidades de procurar um psicólogo, meus relacionamentos não duram, sempre brigo, xingo, por coisas que depois quando eu faço são até irrelevantes, ou com uma simples conversa poderia ser resolvido, meu último relacionamento só durou um mês, diversas vezes brigamos, mas por mentiras bobas da parte dele, mas que acaba com qualquer confiança, mas sempre me explodia de uma força avassaladora, isso se repetiu quando ele começa a me diminuir, mas a relação perdeu todo o respeito e não podi controlar, mas todas minhas relações amorosas sempre terminam com o mesmo fim, acho que estou com depressão, pelos outros problemas que ando tento principalmente na vida profissional, mas todo esses términos de relacionamentos me abalam muito depois, pois sei que eu sou o principal motivo que eles acabem de uma forma menos tranquila e amigável, não aguento mais meu descontrole, logo irei começar minha terapia e queria sabe se é possível me ajudar em relação a isso, eu tento mudar, tento ser mais calma, cauteloso, mas é difícil sozinho, principalmente quando eu encontro alguém mais imaturo.

    Reply
  158. Wagner

    Bom dia, estou tendo este problema , tenho 27 anos já fui casado e desde a minha separação que não consigo entrar em um relacionamento de namoro, até conheci algumas pessoas mais sempre quando começo a conhecer já imagino o namoro e a pessoa se distancia, quando fico sabendo que tem alguma mulher interessada acabo já imaginando que ela queira namorar e tento agradar e acabo distanciando ela de mim e as vezes até a amizade acaba, já não sei mais como lidar com isso pois e uma sensação de rejeição grande.

    Reply
  159. João Paulo

    Um pequeno resumo sobre mim:

    Eu tenho 22 anos e nunca namorei.
    Sou virgem e bv.
    Sempre tive medo de mulher, desde que meus pais separaram e meu pai perdeu tudo, enquanto a minha mãe me xingava, batia e falava que meu futuro era ser “corno” que nem meu pai, que o meu futuro eu seria fracassado.
    Pois é… Hoje sou tímido, sofro de depressão, fobia social e leve autismo.
    Apesar de tudo isso, e nunca possuir amigos eu moro em um pequeno apartamento sozinho.
    E trabalho em uma lanchonete e bar ganhando um miserio salário (eu sei que tem gente que não tem nem pra comer) e não tenho condições de pagar um psicólogo.
    Arrependo profundamente não ter escolhido meu pai pra morar.

    Ah e antes que eu me esqueça… Além de ser um derrotado da vida, eu possuo 1,60 de altura, e nunca uma mulher chegou em mim.

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Bom doa João,

      Pelo que você diz (e é compreensível que isso tenha acontecido), você ficou marcado e traumatizado pelos conflitos dos seus pais…. Mas perceba que a relação dos seus pais não é uma sentença para você. Todas as pessoas tem situações e traumas, mas isso não traça o destino delas. Você pode ter uma história diferente do que te disseram, você pode sim ter um relacionamento saudável. Você pode escolher alguém que seja o seu companheiro e seja carinhoso, te respeitando.
      A questão da baixa autoestima é evidente, e possivelmente isso que te atrapalhe (e não pq vc tem 1,60 de altura). Tente fazer um exercício: todos os dias quando voltar do seu trabalho, faça um diário de coisas bacanas que você fez durante o dia, e de qualidades ou potencial que você pode ter e ainda não percebeu (talvez alguém já tenha te falado e vc nem prestou atenção ou não acreditou). Nesse diário você só poderá colocar coisas boas sobre você. Escreva sobre suas conquistas (e não diga que não tem, com certeza vc teve muitas conquistas e é um vitorioso)
      O que sua mãe falou (de negativo) te marcou, te machucou, mas não é verdade. Ela não tem esse poder sobre você. Agora vc é adulto e pode fazer suas decisões e traçar um caminho que vc deseja. E preste atenção, não se permita falar consigo mesmo de forma agressiva (corte essa voz que a mãe colocou aí dentro da sua cabeça).
      Quanto a questão de não poder pagar um psicólogo, vá em Faculdades que tem o curso de psicologia, lá eles fazem atendimento psicológico de acordo com a renda da pessoa (em torno de 1 real a 10 reais a sessão)
      Leia esses textos, acho que pode te ajudar:
      michelliduje.com.br/2013/01/07/auto-estima-perceber-as-proprias-qualidades/

      michelliduje.com.br/2016/08/27/como-superar-barreiras-da-vida-e-encontrar-a-cura-emocional-dicas-para-a-vida/

      http://michelliduje.com.br/2015/08/16/me-sinto-inferior-perto-de-algumas-pessoas-formas-de-se-superar/

      Att.
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  160. Wagner

    OI tenho 27 anos, e depois que me separei não consegui encontrar mais nenhum relacionamento, sempre começa e com o passar de um mes termina, fico frustado sem saber como agir e essas frustaçoes afetam outras areas da minha vida

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Bom dia Wagner,

      Talvez ainda tem algo pendente da sua relação anterior… Talvez exista o medo que outras relações não deem certo…
      Leia esses textos, pode te ajudar:

      http://michelliduje.com.br/2012/07/16/relacionamentos-amorosos-mal-resolvidos-consequencias/

      http://michelliduje.com.br/2013/08/05/nao-consigo-ficar-sozinho/

      http://michelliduje.com.br/2015/11/24/nao-quer-mais-se-envolver-depois-de-uma-frustracao-amorosa-prejuizos-que-isso-pode-trazer-formas-de-superar/

      http://michelliduje.com.br/2013/09/09/o-lugar-que-o-pretendente-paquera-frequenta-fala-muito-sobre-ele/

      Att.
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  161. Jani

    Ola tenho 26 anos e namorei por 10… Tive uma enorme decepção e terminei msm amando meu ex, demorou mto para esquecê-lo sei que não o amo mais mas por estar sozinha a mais de um ano e meio às vezes penso nele. O fato é que nesse tempo eu não me interessei realmente em ninguém, sai com caras legais mas nunca vi algo que me interessasse de vdd, sempre vejo algum defeito que sei q não tenho mais paciência de tolerar devido a tudo que passei. Sinto medo de começar a namorar alguém e não ter paciência pois hoje me tornei muito independente por fazer tudo que preciso sem ter com quem contar, será que estou com um bloqueio emocional? Fico esperando encontrar alguém com um diferencial mas N consigo me empolgar com nenhum cara … Tem jeito isso? Rs as vzs penso que vou acabar sozinha msm….

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Bom dia Jani,

      Você é jovem para pensar que vai acabar “sozinha”… Você namorou por um bom tempo, talvez vc só esteja querendo curtir a sua solteirice. Mas como vc diz que teve uma decepção muito grande, também pode estar associado a essa questão… não é pq não deu certo com o seu ex ou pq ele te decepcionou profundamente que você não poderá se relacionar com outra pessoa e ter bons momentos e boas experiências.
      Leia esses textos, pode te ajudar:
      http://michelliduje.com.br/2012/07/16/relacionamentos-amorosos-mal-resolvidos-consequencias/

      http://michelliduje.com.br/2014/09/11/qual-e-o-problema-em-buscar-a-pessoa-perfeita-dificuldades-emocionais/

      http://michelliduje.com.br/2016/12/05/como-a-ansiedade-atrapalha-na-hora-da-paquera-superando-insegurancas/

      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  162. Keila

    Oi! Sou Keila tenho 19 anos tive um namoro breve de dois meses há dois anos e meio, e comecei a namorar há dois dias e já quero terminar. Não sei o que acontece comigo, eu posso ficar meses com uma pessoa, mas só de falar namoro me dá arrepios, não sei o que é dois doas e to quase pirando, como se tivesse um nó na garganta, um medo talvez, não sei um sentimento estranho, eu gosto dele mas, sei lá parece que quando eu to solteira me sinto mais feliz, como se fosse a unica coisa que importasse fosse somente eu, só as minhas prioridades. quando começo a namorar parece que eu perco minha identidade.

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Boa tarde Keila,

      Talvez você queira curtir a sua solteirice, você é jovem. Não tem nada de errado você querer focar nas suas prioridades.
      Mas talvez também você tenha aprendido ou teve experiências na sua vida que sinalizaram que relacionamento amoroso significa perder a seu espaço, perder a individualidade, ser invadida. Mas na verdade, é fundamental manter a individualidade e a identidade quando está namorando, e é possível manter suas prioridades estando num relacionamento (claro que existe um tempo em que você acaba se dedicando ao namorado, mas quando é um relacionamento saudável, não costuma “atrapalhar” o seu caminho). Estabeleça limites e diga até onde o outro pode ou não pode ir…
      Leia esses textos, pode te ajudar:
      http://michelliduje.com.br/2012/10/15/colocar-limites-x-se-voce-nao-disser-o-outro-nao-vai-saber-ate-onde-pode-ir/

      http://michelliduje.com.br/2015/11/24/nao-quer-mais-se-envolver-depois-de-uma-frustracao-amorosa-prejuizos-que-isso-pode-trazer-formas-de-superar/

      http://michelliduje.com.br/2013/12/23/como-se-entender-num-so-olhar-melhorando-a-sintonia-na-relacao/

      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  163. Anônimo

    Olá, sou uma mulher de 26 anos e já tive vários namorados, meu problema é manter o namoro, eu me irrito fácil, sempre que sinto que estou gostando começo a afastar a pessoa até acabar terminando, sinto vontade de não namorar ninguém, nem me casar e nem ter filhos muitas vezes e acredito ser algo forte em mim, me forço a tentar namorar e organizar minha vida como a de todo mundo, mas não consigo. Será que isso de não querer me casar, me relacionar é algo normal?

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Bom dia,

      Será que você teve várias frustrações amorosas e isso te faz não querer namorar novamente?
      Se você sente que não quer se relacionar por medo de sofrer, ou ser invadida, perder suas individualidade e espaço, ou receio de ser agredida, é bom realizar reflexões. Perceber se existe algo pendente no passado para você superar, caso haja, pode estar influenciando para essa sua decisão (as pessoas costumam ter prejuízos ou ficarem paralisadas quando influenciados pelas feridas emocionais).
      Às vezes mantemos nossas decisões pq elas fazem sentido para o resto de nossas vidas, mas algumas vezes podemos mudar de ideia… cada fase é uma fase…
      Leia esses textos, acredito que possa te ajudar a refletir sobre mais pontos:
      http://michelliduje.com.br/2015/11/24/nao-quer-mais-se-envolver-depois-de-uma-frustracao-amorosa-prejuizos-que-isso-pode-trazer-formas-de-superar/

      http://michelliduje.com.br/2015/02/19/a-pessoa-presa-ao-passado-nao-consegue-viver-o-hoje-formas-de-se-despedir-das-epocas-marcantes-de-sua-vida/

      http://michelliduje.com.br/2012/12/17/escolho-a-pessoa-errada-para-namorar-por-que-isso-acontece-como-mudar/

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  164. ANONIMA

    Tenho 44 anos sou bem sucedida profissionalmente, já fui casada e tive outros relacionamentos. contudo, nos últimos 2 anos, só encontro pessoas que não querem nada sério, e quando encontro alguém que me interesse sempre tem algum empecilho, do tipo, mora muito longe…

    Reply
  165. duvida

    Olá tenho 24 anos e nunca namorei serio. Conheço rapazes interessantes, mais com o passar do tempo, eles perdem o interesse por mim. Bom já aconteceu deu enjoar deles. Não consigo entender, como eu tenho uma media de 3 meses, para cada relacionamento, aí tudo começa a desandar. E quando opto por ficar sozinha eu me encontro, sou mais feliz sozinha, me apaixono por mim… Estou tão frustrada com isso, porque não quero mais me decepcionar…
    Será que preciso de uma profissional para trabalhar isso, porque não me vejo futuramente com ninguém dado ao meu histórico de azar com homens?

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Boa tarde,

      Você é jovem, decepções acontecem e não quer dizer que é uma sentença para os futuros relacionamentos. Não fique dizendo que vc tem azar com homens, isso não é interessante. O que pode fazer é entender melhor o perfil de pessoa que você costuma se relacionar, e o que pode aprender com suas experiências…
      Que bom que você se sente bem consigo mesma, curta a sua solteirice, faça coisas agradáveis e saudáveis para você.
      Leia esses textos, pode te ajudar:
      michelliduje.com.br/2012/12/17/escolho-a-pessoa-errada-para-namorar-por-que-isso-acontece-como-mudar/

      http://michelliduje.com.br/2015/11/24/nao-quer-mais-se-envolver-depois-de-uma-frustracao-amorosa-prejuizos-que-isso-pode-trazer-formas-de-superar/

      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  166. Larissa santos fonseca

    Doutora, eu tenho 20 anos e nunca namorei, não tenho amigos conheço pouca gente, oq me incomoda é q nunca conheço alguém legal pra ficar , sair bater um papo, sinto muito falta disso.Tenho medo de namorar com alguém q me trate mal e aturar essa pessoa por falta de opção e amizades.Isso tá me desanimando de fazer as coisas da minha vida, só conheço garotos pela internet, acabo dando assunto por gostar de conversar , mas ele acabam me deixando de lado e preferindo as garotas do meio deles. Doutora, eu acho q tem algo de errado comigo , as pessoas sempre vão tentando até dá certo com um , eu não posso fazer isso. Oq adianta o mundo ficar me elogiando e não ter amigos , não ter pretendes nada, me sinto mal perto das outras garotas.me deixa tão triste q dá vontade de ficar trancada chorando, tô sem força para os meus objetivos

    Reply
  167. Gabriel

    Boa noite, tenho 20 anos, sou muito introvertido , tímido e nunca namorei. Tenho poucos amigos, apenas na faculdade. Tenho um pouco de dificuldade em me comunicar e acredito que isso atrapalhe bastante. Penso ,muitas vezes , que há algo de errado inconsertável dentro min.

    Reply
  168. Ke

    Tenho 20 anos e nunca namorei. Ultimamente minha auto-estima anda muito baixa, acho que não sou boa o suficiente pra namorar ninguém. Geralmente, quando eu começo a conversar com um cara e ele não me da muita bola me motiva a insistir, porém se o cara tiver afim eu me retraio, fico seca e faço ele se afastar. Não sei receber amor e carinho. Esse é o meu problema, não consigo me entregar e falta coragem pra iniciar um relacionamento. Falta coragem inclusive pra contar aos meus pais que eu vou sair com alguém. Não consigo nem o principal, o começo.

    Reply
  169. Janaina

    Olá, tenho uma dificuldade muito grande em manter um relacionamento, todos em algum momento faço com que termine, depois me arrependo e acabo reatando, porém isso faz com que ocorra um desgaste e por si só não vão pra frente, sofro muito com isso porque não consigo controlar, já perdi pessoas especiais por ser assim. Durante a infância não tive a presença paterna, será que isso tem alguma relação? Desde já agradeço pela atenção.

    Reply
  170. EDUARDO CARDOSO DE SOUSA

    OI COMPLETEI RECENTIMENTE 25 ANOS ENTAO SOU EXTROVERTIDO MAS QUANDO SE TRATA DE RELACIONAMENTO NAO CONSIGO NAO DEIXO OUTRA PESSOA ENTRAR CONVERSO E TUDO MAS SO AMIZADE NADA DE NAMORONAO SEI O QUE O QUE NECESSARIAMENTE DE FATO ACONTECE OBRIGADO.

    Reply
  171. LARISSA

    Olá Dra, tenho 26 anos e não sei o que esta acontecendo comigo.Não tenho problemas em conseguir namorado ou namorada (sou bi), mas tenho grandes problemas em manter algo..
    Atualmente namoro com um rapaz, temos um caso ha mais de 01 ano, mas não sinto nada mais do que carinho.
    Acredito que estamos juntos ate hoje, porque ele “me ama”, como ele mesmo disse, e porque tenho que satisfazer as minhas necessidades (sexo, beijo, carinho etc..). Qnd ele disse que me amava, ja coloquei um pé fora desse relacionamento.. Pq na minha cabeça, “amor” só de mãe.
    Eu não acredito que vou encontrar alguém que me faça mudar de opinião..
    Não quero casar, não quero morar junto, não quero construir uma família..
    Será que tenho um bloqueio sentimental?

    Reply
    1. Jhessyka

      Está todo mundo no mesmo barco mesmo, pelo que estou lendo, todos nós que tivemos sérios problemas com relacionamento estamos com as mesmas dificuldades, meu Deus será que isso tem jeito?

      Reply
  172. Ana paula

    Oi tenho 25 anos e sai do 3 casamento, tenho problema em manter um relacionamento sério com algum rapaz, não sei mais o que fazer , começo um namoro mais com poucos meses perto totalmente o interesse e acabo terminando, não sei mais o que fazer, pq tudo isso está me gerando uma enorme frustação pq fico com medo de deixar alguém se aproximar de mim iniciar um relacionamento é no final eu acabar magoado outra pessoal por não querer mais estar com ele.
    Será que isso um dia vai acabar ou serei fadada a ficar só?

    Reply
  173. Kleber

    Olá eu tenho 39 anos, eu tive quatro relacionamentos estáveis e duradouros sendo que último foi bastante conturbado ao qual eu me sentir muito mal a ponto de hoje eu não conseguir mas acreditar e nem tão pouco tentar algo sério com uma mulher, eu ja tentei namorar mas nao me sinto confortável mesmo que a outra pessoa carregue água no cesto pra mim, até na intimidade eu não sou mais o mesmo,será que tem alguma coisa a vê com abusos sexuais que sofri quando criança? Me ajude por favor!

    Reply
  174. Franciele

    Boa tarde, tenho 26 anos, nunca namorei e só consegui o primeiro beijo e a primeira vez forçando situações, aos 19 e aos 22 anos, respectivamente.

    Na adolescência, enquanto as outras moças falavam em “ficar” eu dizia que gostaria de encontrar alguém para namorar desde aquela idade, com objetivo de casar quando me formasse na faculdade; isto posto, comecei a traçar os requisitos do futuro parceiro, devendo ser três anos mais velho e sem histórico de promiscuidade.
    Hoje persistem as mesmas dificuldades da adolescência, quais sejam, encontrar alguém que se enquadre nos requisitos objetivos que procuro, para então começar um namoro.
    Desejo encontrar um homem que nunca tenha sido casado nem morado junto com alguém, que seja seletivo em relacionamentos e sem histórico de promiscuidade, que compartilhe da minha certeza sobre não ter filhos e que tenha objetivos bem definidos de vida.
    Entretanto, costumo atrair rapazes com problemas para se definir na carreira, servindo apenas para amizade, ou então com um vasto passado relacional, que os torna artificiais na interação visto já “entenderem de mulher”, existem ainda aqueles que simplesmente nunca pensaram sobre filhos e tampouco sobre casamento.
    Ocorre que, com essa desatenção ao futuro, vejo casais juntos a anos, que no entanto não sabem nada de relevante um sobre o outro e, na outra ponta do fio, divórcios que se fizeram anunciar já no namoro, mas que contaram a dificuldade dos envolvidos dimencionarem as diferenças entre o casal, dando muita importância a afinidades transitórias, como gostar da mesma série de tv, e pouca importância a questões duradouras, como introversão e estroversão.
    Na família me dizem que estou procurando o cara perfeito que não existe, mas no meu entender que apenas evitar cometer os erros que vejo os outros repetindo a mancheias.
    Percebo que no fundo dessas críticas existe um conformismo machista, originado no pressuposto que não existe homem que não seja promíscuo, que é praticamente impossível encontrar alguém na minha idade que saiba não querer filho, que minha decidibilidade é incomum e portanto tenho que ser indulgente, enfim.
    Na prática, ao me interessar por alguém, procuro observar a pessoa por algum tempo, sem ela saber do meu interesse, a fim de perceber alguma incompatibilidade que o rapaz poderia disfarçar a fim de me conquistar, e só então me aproximo para, em meio a amenidades, ir fazendo perguntas que me permitam avaliar os requisitos mencionados nos parágrafos anteriores; tão logo percebo que um ou mais não é atendido, desaparece o interesse e aatração física, inviabilizando qualquer desenvolvimento.
    Gostaria de saber como superar esse temperamento sistemático que, embora não me traga nenhum arrependimento, visto que, nenhum rapaz que dispensei ou desconsiderei se me afigura oportunidade perdida, gostaria de me relacionar com alguém disposto a me conhecer por inteiro, primeiro numa amizade para depois virar namoro, por quem eu desenvolva admiração e tenha perspectiva razoável de futuro.

    Reply
  175. Debora

    Olá, boa tarde! tenho 27 anos e nunca namorei sério. Alias, pra não dizer que nunca namorei, tive um “namoro” de 2 meses, no qual ele me deixou (sem se quer terminar) para voltar com sua ex. Uns 4 anos depois, me relacionei com um cara que tinha um relacionamento sério (no inicio eu não sabia) e por esse eu me apaixonei perdidamente. sofri muito! Mais alguns anos depois , eu muito carente, cai na conversa de um homem casado que é colega de trabalho também…. e estou sofrendo novamente. Não sei mais o que fazer,porque sempre quis um relacionamento duradouro, mas sempre me envolvo com pessoas erradas. As pessoas falam que não entendem por que não arrumo ninguem e isso me deixa ainda mais frustrada.

    Reply
  176. Deborahh

    Olá, boa noite Dra. Michelli Duje! Tenho 26 anos e nunca tive relacionamento sério. Álias, para ñ dizer q ñ tive, namorei 2 meses com um rapaz quando eu tinha meus 16 anos, mas foi uma experiencia ruim (melhor nem dá detalhes mas dai minhas inseguranças só aumentaram), uns 4 anos depois conheci um rapaz pelo qual me apaixonei perdidamente (tinha namorada só que no iniicio eu ñ sabia…depois descobri e continuei com ele mesmo assim) acabou que terminou tudo porque a namo dele descobriu… depois de mais alguns anos, eu muito carente, cai na conversa de um homem comprometido e estou sofrendo muito, pois ñ é o que eu quero pra mim. Mas, apesar de ñ sr ro que eu quero é sempre o que me aparece…não sei mais o que fazer! As pessoas me falam que ñ entendem por que estou sempre só e isso me deixa ainda mais frutrada! Tenho medo de nunca conseguir alguem para construir uma familia!

    Reply
  177. Edoni

    Ola tudo bem eu estou passando por uma fase dificil que esta me deixando muito mal e eu ja sei qual e o motivo e minha BAIXO ALTO ESTIMA, o fato e que vejo todos com uma parceira ate mesmo caras feios ,gordos,grandoes,caras que eu pensava que nunca alguem ficaria com eles,e quando eu vejo isso me pergunto ,MEU DEUS COMO PODE,PORQUE EU NAO CONSIGO, eu so tive um relacionamento que ainda nao foi arranjado por mim e sim por amigos,deu certo por um tempo,mas oque esta me deixando mal e que nao consigo desenrolar com alguem devido a esse poblema tenho 26 anos e realmente nao sei oque fazer,como eu poderia resolver isso de uma vez por todas,como posso me tornar SEGURO DE MIM MESMO,COMO POSSO ERRADICAR A TIMIDEZ,A INSEGURANÇA,tenho todos os atributos que foi mencionado neste post,como ,inteligente,bonito,simpatico,mas isso nao ajuda me sinto muitas vezes um bobo, gostaria de ajuda,obrigado

    Reply
    1. Jhessyka

      É meu amigo, está todo mundo no mesmo barco nesse site rs, mas posso te garantir que muito pior que não encontrar alguém legal e estar solteiro é encontrar o legal, fugir e ficar sozinho kkkk, eu sei o que devemos fazer, nos amar primeiro e nos valorizar, oxi fáceis palavras, bonito mesmo é fazer isso acontecer. Tá osso, mas pelo menos podemos desabafar!

      Reply
  178. Micheli

    Olá, tbm estou tendo dificuldades em encontrar alguém. Tenho 26 anos e quando vejo várias pessoas q já fizeram parte do meu círculo social (faculdade e colegial) maioria casado e com filhos ou quando não, com namoros longos. Me sinto uma bosta. Namorei por dois já, terminamos por motivos religiosos. Encontrei um rapaz recentemente que me atraia muito, eu achei ele lindo e maravilhoso e ele quis namorar, que benção! Mas grande engano, sofri pacas nos 3 meses q tentamos namorar, ou melhor, eu tentando. Me pediu em namoro e agia como solteiro, colocando a igreja em 1 lugar e tinha amizades coloridas q fazia questão de me falar. Que decepção! Só queria namorar alguém sincero e com bons principios não alguém fanático religioso e confuso com seus sentimentos mas infelizmente pelo jeito só atraio esses tipos. O pior de tudo q o infeliz quis terminar alegando visões de mundo diferentes. Foi bom! Mas me sinto sozinha, sabe… me achando a última virgem, ficando para titia, ando sempre com minha mãe e isso me frusta tanto pois me sinto aquelas velhas solteironas….. o fim da picada … e o pior de tudo isso é q não me acho feia ou chata mas sei lá o q acontece…

    Reply
  179. Jhessyka

    Fugindo de mim mesma!

    Boa tarde, tenho 29 anos, tive só um namorado na vida, com ele casei e me divorciei cerca de 2 anos, desde então não consigo mais me relacionar, estou sempre na defensiva, sempre encontrando defeitos e colocando dificuldades para o relacionamento acontecer, o mais intrigante é que eu tenho consciência disso, sei que preciso trabalhar essa questão em mim, mas quando estou diante de uma oportunidade eu dou um jeito de escapar rs, é engraçado e triste ao mesmo tempo, pois sempre fujo dos pretendentes por não me achar mais boa o suficiente para a pessoa e que ela poderá perder tempo comigo. Pior que, quanto mais dificuldades eu coloco, mais os pretendentes insistem, quanto mais real tento ser, transparecendo todos meus defeitos, sendo eu mesma, não tentando agradar ninguém com coisas que não sou e não tenho, mais e mais eles ficam admirados comigo (Essa é a parte que não entendo, se eu fosse homem e uma mulher me enrolasse eu pularia fora no mesmo instante) eis o “x” da questão, meus pretendentes, homens maravilhosos, que poderiam agregar em muito na minha vida em todos os sentidos, são persistentes e eu sinceramente não consigo vencer essa coisa de fugir, de não permitir a pessoa fazer parte da minha vida. Tem horas que eu sou um oceano de amores e em seguida um universo de frieza, sei lá, não consigo mais ter paciência, nem acreditar em mil juras de amores, mas muito pior que isso é o que andei pensando hoje, “Não consigo mais amar”, isso é tenso, cheguei ao ponto de querer gostar de alguém, de olhar para ele e pensar: Nossa, esse cara é bacana, atraente, me faz rir, quer coisa séria, quero ele… ops… não não, não quero mais!!! Sinceramente, eu não sei mais de mim mesma, sou uma privilegiada com tantos pedidos de namoro para casamento, sei que tem gente que nunca recebeu um pedido assim, mas eu não consigo pensar em querer em função do que passei na única experiência amorosa que tive, o casamento. Meu mundo tem sido, foco na empresa, nos estudos, porém não consigo mais focar em mim. Será que isso tem tratamento???

    Reply
  180. Andressa

    Olá , tenho dificuldade em ter contato com homens , seja amoroso ou nao , nao permito as vezes nem um simples aperto de mao , sinto algo estranho dentro de mim , eu nao consigo entender pq me sinto assim , tenho 21 anos e nunca beijei homem algum , nem abraços em amigos homens, e sonho em um dia ter alguem , amar e se sentir amada , alguem para me proteger. Me ajude !

    Reply
  181. Renato

    Olá boa Noite… tenho 38 anos, separado há mais de 2 anos… fui casado por quase 7… Depois disso não consegui namorar ninguém. .. não gosto de minha ex, mas tenho esta dificuldade. .. sou um H interessante, moro bem, bom emprego, bom nível de vida…mas nenhuma, nenhuma mulher dá em cima ou coisas assim.., já conheci várias mulheres , mas somente para 1 encontro no máximo… só sexo… e percebi q todas q conheci São as “Sobras” dos outros… mulheres de gosto duvidoso… quero uma M interessante e bonita… será q sou muito exigente? Não saio de casa… sei q isso contribui, pois ninguém virá bater aqui em casa…

    Reply
  182. Michel

    tenho 37 anos e tambem tenho muita dificuldade com namoro, é dificil para mim se aproximar das mulheres. Sinto vergonha de estar solteiro com essa idade. eu não sei o que fazer.

    Reply
    1. Renato

      Ola Michel… tb sinto um pouco de vergonha, pois as pessoas em volta todas se relacionando e eu sozinho…Convidei algumas mulheres para jantar, sair… mas só levei foras… e agora não faço mais isso, a mulher pode fazer oq for q me mantenho na minha… boa sorte pra vc!

      Reply
  183. Mírian Vanessa

    Olá Psicóloga, meu nome é Mírian e eu namoro a quase um ano com um rapaz. Nós nos damos muito bem, dificilmente nos desentendemos, nos amamos e nos respeitamos, mas tem algo queme atrapalha muito no nosso relacionamento: eu me sinto desconfortável; desconfortável para pedir ajuda dele em assuntos que ele sabe mais (como por exemplo o inglês), eu sei, isso não deveria acontecer porque ele é meu namorado e ele sempre me fala isso, mas eu não consigo conversar, eu travo, sinto raiva e não consigo deixar com que ele me ensine nada, isso em diversas situações na nossa vida. Às vezes eu até choro de raiva, é como se eu sentisse um orgulho muito grande dentro de mim, um desconforto de vê-lo me ensinando algo. É horrível. Obs: isso não acontece com outras pessoas, mas com ele sim. Me sinto inferior e ele não faz nada pra isso. O que eu tenho? Me ajude a melhorar nisso.

    Reply
  184. Renato

    Olá boa Noite. Até entrei em vários sites de namoros online. .. mas e só lixo… pessoas de baixo nível e de muito mal gosto… desisti… Vou focar na minha vida profissional, chega de pessoas futeis

    Reply
  185. Rossane

    Tenho 46 anos e até agora nunca consegui um relacionamento sério. Sou simpática, bonita, me considero uma pessoa legal, trabalho, recebo vários elogios dos homens, mas nenhum quer assumir compromisso comigo, inclusive já fui trocada por outras com menos atrativos, fisico e intelectual. Não consigo entender o que acontece.

    Reply
  186. Natália de Souza Souza

    O meu Nome e Natália tenho 31 anos ainda não encontrei alguém que me queira..ja me apaixonei mais as pessoas não me querem já fiz de tudo pra saber o que eu tenho de errado e ainda não tive respostas me ultima tentativa foi tomando floral….eu gostaria muito de ter um relacionamento pq eu ainda não tive queria ter essas experiencia realizar minhas fantasias sexuais ter uma intimidade com uma pessoa que não passasse somente de uma noite…

    Reply
  187. Tiago wendel

    Oi, meu nome è Tiago Wendel e tenho 16 anos.
    Desde os 11 tenho muita dificuldade de me relacionar com outras pessoas, me descobri gay aos 13 e foi o auge dessa dificuldade, sempre que alguém puxa conversa comigo ou dou respostas curtas e o papo não de desenvolve, tenho uma certa dependência das pessoas, principalmente de uma relação que ainda não tive e tenho medo de não ter.
    O que faço para me tornar mais independente ou algo do tipo?

    Reply
  188. ricardo

    Eu tenho 16 anos e nunca tive nhenhuma namorada. Acho que o problema deve estar em mim, as pessoas tem medo ou simplis mente me acham super legal, fofinho, um grande amigo, mas nunca um possivel amor ou algo do tipo. Tenho dificuldade em me aproximar de outras pessoas, prfiro ficar sozinho, na solidão. Costumo dizer que sou intenso demais, se amo amo eternamente, se odeio é para sempre. acho que esse é meu defeito. enquanto todos os meu amigos tem namorada eu estou sozinho escrevendo musicas, poemas, desenhando e cantando sozinho. Queria ter minha musica preferida meu sorrizo favorito mas acho que ninguem suporta estar ao meu lado.

    Reply
  189. vinicius m dos santos

    nossa meu relacionamento foi estranho tambem namorei 1 semana com ela nao dar nem tempo se conheser direito terminou comigo pelo facebook conheceu um cara pelo face do estado dela maranhao ja começoou romance com cara saiu do local do trabalho onde nos se conheseu pediu conta com 2 anos no nosso trabalho nem olhava pra minha cara eu tava aprendendo gosta acho q fiz minha parte fui romantico nao tinha ciumes nao sei foi faltou um pouco de labia minha para conquista la ou nem sair com ela mas nao talves esteja engado mas tentei gosta dela ou entendela me tirou do facebook ficou noiva do cara la me bloqueou no facebook fiquei quase 2 anos boladao pensando nisso

    Reply
  190. Leticia

    Oi.
    Eu tenho 20 anos e tenho um namorado de 23 anos…Nós nos conhecemos em 2005 e após 2 anos começamos á namorar e com isso se passaram 7 anos de namoro…Eu morava com meu Pai e meus avôs pq minha mãe me teve muito nova e não teve condições de cuidar de mim então fui criada por meus avôs até meus 15 anos e logo depois recebir uma carta da minha mãe falando pra pássar as ferias e resolvir ir visita-la e conhece-la, e fui… e dai, chegando lá surgiu várias oportunidas de estudos, bolssas e enfim…Eu decidir ficar morando com ela no PA.E o meu namorado foi trabalhar pra São Paulo…Mais com intuito de construir uma familia futuramente….E o mundo foi dando voltas e voltas e passamos uns 2 anos sem manter contato eeu passei no vestibular ou seja me tornei univesitaria…..e depois nos encontramos pelo facebook e depois zap…Msm…ligações e veio altas declarações kkkkk e hoje estamos nos comunicando e loucos pra se v..pois faz 6 anos q não vejo ele…só por fotos…Affs…Nos falamos 24 horas praticamente ou seja dormimos no celular kkkk…e ele sempre me surpreendendo com suas msgs….Nossa como eu agradeço a Deus por ter colocado uma pessoa tão especial na minha vida…E graças a DEUS hoje mesmo á distância convessamos e nos entendemos da menhor forma possivel pq não tem como não rolar aquele ciúmeeee q hum..um…ksksks….Mais ele não quer mais ficar longe de mim e nem eu dele. Mais a minha mãe não sabe dessa história e ela é um pouco complicada e eu não sei como falar pra ela…Pois quando eu tinha 17 anos ela falou muitas coisas pra ele pelo zap e depois brigou comigo pq eu estava falando com alguém q eu não sabia mais nada sobre… e ela não me entende….e nem me deixa avontade pra convessar ou sei lá…Pois só quero saber o que ela tem a mim dizer a respeito da nossa relação. Hoje em dia falo com ele escondito praticamente. Mais eu conheço ele muuuuiitoooo bém e eu e ele fizemos um pacto desde de adolescente e enfim…..todos da minha familia do meu pai conhece ele e inclusive meu pai….Mais a minha mãe infelismente não conhece….e eu não sei o que fazer….Pois eu quero muito seguir minha vida ser feliz ao lado da pessoa q eu esperei durante anos…Mais e como eu fico com a minha mãe??????
    Será q se eu for ficar com ele a minha mãe vai aceitar???? aii aiii como é complicadooo e ele quer tanto se entender com ela e já quer vim aqui no PA só pra v se chegamos á alguma conclusão ou sei lá.
    Alguém pode me ajudar por favor
    ?????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????????

    Reply
  191. Juliana

    Olá psicóloga, me chamo Juliana e tenho 17 anos, sou muito jovem e parece que nenhum relacionamento da certo, já tive varios namoros todos curtos e fracassados nenhum até hj foram pra frente me sinto desperansada e com um vazio gigante dentro de mim, sinto q não sou boa pra ninguém e sinto muitas vezes inveja dos outros parecem q eles estão mais felizes do que eu e que eu nunca vou ter aquilo.

    Reply
  192. Ivan Luis Marconato Rocha

    Tive um relacionamento opressor durante 12 anos. Tomei iniciativa e me divorciei, mesmo com medo da solidão. Me libertei e queria muito encontrar alguém. Tenho entrado nos app de namoro e nada dá certo. Estou perdendo a esperança, sinceramente. Perdendo a crença no ser humano
    queria casar, ter filhos, mas ta dificil. Não sou tímido, sou formado, pós graduado e sem conversar. Mas não consigo passar do segundo encontro.
    Muito triste com essa situação
    Abraço

    Reply
  193. Elis Resende Parreira

    Me identifiquei com o texto e gostaria de receber mais informações sobre o tema e como resolver esse problema.

    Reply
  194. Sara

    Olá! Tenho 17 anos, estou entrando na faculdade e tenho muita dificuldade para ter relacionamentos profundos, inclusive amizades. Eu tive um amigo quando criança que morreu, e ainda me sinto muito ligada a ele… Quando eu tinha 13 anos fiquei com um garoto popular da escola e fui “traída” no mesmo dia… Sou bonita, tenho boa família, hobbies, passei numa federal, mas cada vez me sinto mais longe de ter uma verdadeira conexão com qualquer pessoa. Não me considero tão exigente, só quero alguém que possa me fazer feliz, não importa se for rico, pobre, extrovertido ou tímido, mas mesmo me enturmando e indo a eventos não encontro alguém que me faça sentir confortável. Devo ir a um psicólogo? Qual é o meu problema?

    Reply
  195. Eduarda

    Olá, tenho 23 anos e sempre entrei em muitos “pseudos relacionamentos” rs, prefiro denominar assim porque nçao foram relacionamentos sérios e normais, mas muito intensos e alguns duradouras. Porém nunca tive muito sucesso por falta de reciprocidade. Até ai considero normal, pois talvez não tenha encontrado a pessoa certa. Porém tenho sofrido bastantes nos últimos relacionamentos, com todos os caras com quem me relaciono. Gero uma ansiedade, expectativa e medo dentro de mim, que acaba ccom minha vida profissional e relacionamento com demais pessoas. Me fecho e fico sufocada no “mundo ” da outra pessoa, e a insegurança e o medo me domina. Sinto como se fosse um ataque de pânico, quando a pessoa some ou simplesmente não responde a uma mensagem. Sinto um aperto no peito, sufoca, fica gelado e quente ao mesmo tempo. É desesperador. Gostaria de dicas para me livrar desse mal, pois estou me envolvendo com uma pessoa nova, e gostaria que dessa vez fosse diferente. Me sinto presa a esses sentimentos e é algo que não consigo controlar.

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *