Quando o ciúme acontece? Como superar o ciúme?

É natural o ciúme acontecer entre os casais, entretanto quando esse sentimento fica intenso, a pessoa precisa perceber se está prejudicando a sua vida e sua relação amorosa. Tem que prestar atenção de como e quando o ciúme aparece, de que forma e principalmente de como a pessoa age com esse sentimento.

A causa pode ser por:

  • Medo de ser rejeitado (a) e abandonado (a), de perder o amado (a) para outra pessoa. Sente ameaça por alguma situação, ou por alguém que ache atraente.
  • Medo do outro ser infiel, mesmo que isso seja uma realidade distante ou imaginária. Às vezes porque passou por uma traição, ou então vivenciou ela de alguma forma, o que deixa a pessoa com medo de passar por essa situação (novamente ou pela primeira vez).
  • Normalmente fica mais vulnerável a ter ciúme quando está passando por um momento difícil ou sentindo fracasso. É mais provável o ciúme quando: perde o emprego, amigo, desentendimento com algum familiar…
  • Problemas no relacionamento amoroso e a dificuldade de resolver eles, o que acaba trazendo insatisfação e dúvidas em relação ao namoro / casamento. O ciúme pode ser um sinal de que alguma coisa não está bem nessa relação entre o casal, sendo necessário refletir o motivo.

Quando a pessoa não consegue controlar e lidar com o ciúme, ela pode se tornar possessiva e controladora, querendo mandar e ter a vida do outro nas mãos, o que muitas vezes só afasta mais o parceiro (a). Deve ser lembrado que o ciúme e o desequilíbrio juntos são muito perigosos! Podem levar a comportamentos impróprios e agressivos.

O importante é saber como lidar com o ciúme:

  • Não deixe ele te dominar, aceite que esse sentimento existe e que tem como o enfrentar. Não o alimente com pensamentos ruins. Não dê espaço para ele começar e tomar conta. Quando você perceber que ele está no controle, corte pela raiz, mude o foco, o pensamento.
  • Não tente ser dono do outro, é preciso saber “dividir” a pessoa amada com outras pessoas (amigos, familiares, filhos, …). É importante respeitar a vida de cada um. Lembre-se que deve haver combinados entre o casal sem que um anule o outro.
  • Entender que cada um tem que viver os interesses pessoais (esportes, cursos, objetivos,…), porque é isso que deixa a pessoa se sentir viva e feliz.
  • Não tente transformar vocês dois em uma só pessoa. Cada um tem que ter o seu espaço. O segredo é saber dosar a relação, os combinados devem ser para trazer entendimento, e não para tornar o outro seu prisioneiro.
  • Respeite-se, não deixe o outro te fazer sentir inferior. Fale que você precisa se sentir seguro, que gosta que te elogie e reconheça o seu valor. Caso você ache que ele (a) te gera insegurança, diga. Fale em que momentos, com quais comportamentos que ele (a) te faz ficar inseguro (a). Conversem e tentem achar uma solução, chegando a um acordo que respeite a individualidade e o espaço de cada um.
  • Você tem que se gostar, e para isso é importante se conhecer, saber o que sente prazer e como se curtir, aceitar quem é, saber o seu próprio valor. Conhecer o que te traz interesse. Não deixe para depois, comece a buscar o que te faz sentir feliz e seguro agora.
  • Não jogue no outro a responsabilidade da sua felicidade, ou então de preencher uma dor, uma magoa, um vazio que é seu.
  • Lembre-se que o seu parceiro (a) se interessou por quem você é. Escolheu você. Não alimente a sua insegurança se achando inferior ou desinteressante.

A melhor forma de manter a chama do relacionamento acesa é cultivando ele. Isso ajuda o ciúme não tomar conta. Então tente fazer programas românticos, em que o casal se aproxima, torna-se cúmplice. Crie momentos “gostosos” para namorarem.

Quando fica difícil de lidar com o ciúme, o psicólogo precisa ser procurado.

2 thoughts on “Quando o ciúme acontece? Como superar o ciúme?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *