Fazer tudo pelo outro pode gerar muitos problemas

A pessoa que tem “costume” de ser muito prestativa e pró ativa (“deixa que eu faço”) deve ficar atenta para que esse “jeito de ser” não se torne um problema. Esse comportamento pode:passando papeis

  • Gerar um sentimento no outro de que ele não é capaz. Precisa perceber que é importante deixar o outro fazer as coisas e mostrar que consegue.
  • Ser uma tentativa de controlar, trazendo frustração para a própria pessoa que tenta resolver tudo sozinha. Lembrar que sempre vão ter coisas que fogem do controle. 
  • Assumir muitas coisas traz a ilusão de que tudo depende da pessoa. Além disso, pode deixar o outro acomodado e “preguiçoso”, levando ele a pensar e exigir da pessoa coisas que não dependem dela. Isso acaba atrapalhando a relação entre as pessoas.

             Para se ter uma relação saudável é essencial a divisão de trocas e de responsabilidades. Seja na amizade, família, casal, é importante o equilíbrio entre carinho, respeito, dedicação… Quando um dá demais e outro pouco, tanto o que está recebendo quanto o que está dando, devem pensar se esse é mesmo o melhor caminho de manter uma convivência saudável.

            Caso comece a ter problemas, trazendo conflitos e a pessoa não consegue “sair disso”, o psicólogo é o profissional a ser procurado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *