Perceba o tom de voz para ser assertivo

Normalmente a pessoa que sabe usar o tom de voz do jeito “certo”, consegue deixar claro o que quer. Às vezes o tom de voz é mais importante que a frase usada. Por exemplo, a pessoa pode dizer “eu não posso” com o tom de voz:tom voz

  • Baixo, “fraco” – isso passa insegurança, ou então parece que não está falando sério.
  • Alto, “gritando” – fica agressivo, ofensivo, deixando o outro com medo ou raiva, o que não é bom.
  • Firme e objetivo: esse é o melhor tom (não é gritando e nem falando baixinho). Fala o que deseja com segurança, passando para o outro o “grau de seriedade”, sem precisar ser grosseiro.

Não é fácil achar o “ponto certo”. É como preparar um bolo, ela tem que prestar atenção e tomar cuidado, porque se ela tirar do forno antes o bolo murcha, e se deixar muito tempo o bolo queima. Quando a pessoa vai dizer algo, funciona assim também, tem que achar o tom de voz certo para não “errar o ponto”. Por isso é importante:

  • Toda vez que falar algo para o outro, perceber a forma que falou, pensando se foi o melhor jeito. Caso não tenha sido, não fique se punindo, se for preciso “conserte” o erro ou pense o que deve ser feito da próxima vez para conseguir.
  • É preciso treinar para conseguir ser assertivo, talvez não seja na primeira ou segunda tentativa, mas refletindo e escutando o que os outros dizem, a pessoa consegue melhorar.
  • Mesmo que você se coloque de forma correta, não significa que a pessoa vai entender o que você disse. Não insista e ponha tudo a perder tentando explicar várias vezes ou “convencer” aquilo que está falando.

Quando percebe que não consegue achar o tom de voz “certo”, é hora de buscar o psicólogo. O profissional ajuda entender o que precisa mudar, pois às vezes o tom de voz é apenas uma das coisas, precisando pensar e refletir sobre outros comportamentos e acontecimentos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *