Consegue perceber o que tem de “bom e ruim” em você?

Consegue perceber o que tem de “bom e ruim” em você? Essa pergunta pode fazer a pessoa refletir sobre várias coisas:mascara vida

  • Será que vejo mais qualidades ou defeitos em mim?
  • É mais fácil / difícil falar sobre as qualidades ou defeitos? Por quê?
  • Tenho dificuldade para lidar com essas respostas? Quais sentimentos aparecem quando penso no que tem de “melhor ou pior” em mim?

Algumas pessoas sentem dificuldade em admitir aquilo que precisam melhorar e perceberem em si. Outras, pela baixa auto-estima, não conseguem enxergar as próprias qualidades. Nas duas situações é importante trabalhar o emocional, tentando enfrentar aquilo que está envolvido com a questão. Muitas vezes é necessário o apoio do psicólogo, para ele ajudar a “desvendar” o que tem por detrás de cada resposta / sentimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *