Lutar pelos seus direitos / Manifestação e sua importância para o fortalecimento emocional das pessoas

Nesse momento histórico que vivemos no Brasil, as manifestações demonstram que a população cansou de ser enganada, menosprezada e desrespeitada. Esse momento é oportunidade para despertar no povo, e principalmente nos jovens, o desejo de mudanças, o interesse pela reforma da política e a luta pelos seus direitos.

Isso tudo reflete no estado mental e emocional dos brasileiros. A cultura e movimento de um povo está diretamente ligada aos comportamentos, formas de lidar com as situações de conflitos e de se relacionar com o outro.brasil progresso

Uma nação unida, em busca de melhorias, significa pessoas realizando trocas e discussões, refletindo sobre as informações, exigindo seus direitos e também pensando sobre o direito do outro. Nesse contexto surge a oportunidade para o autoconhecimento, para quebra do preconceito, para a aproximação e apoio entre as pessoas.  A reflexão sobre os temas levantados pelas manifestações é fundamental para que a ignorância e alienação não continuem a tomar força do povo brasileiro.

A saúde mental e emocional dos brasileiros é intimamente ligada a essa busca, a esse querer, a esse sentir-se merecedor, a essa troca e apoio. Promove:

  • Ser Cidadão – resgate dos valores e respeito pelo ser humano. Cria a consciência de que o problema do outro também é o meu problema;
    • Igualdade e desconstrução do preconceito – A ignorância e seus argumentos começam a ser questionados de forma mais efetiva;
    • Exigir seus direitos – as pessoas passam a se valorizar mais, e também percebem mais as necessidades do outro. Cobram mais transparência dos políticos, como também passam a cobrar de si e dos outros a própria postura ética.

Isso quer dizer que:

  • Exigir seus direitos da sociedade e dos governantes, transforma pessoalmente e dá sentido de ser merecedor ao indivíduo.
  • Incentiva as pessoas a se conscientizarem sobre os acontecimentos no seu país, ajudando-as a se conscientizarem também nas suas questões da vida pessoal.
  • A cultura de passividade que acaba influenciando e acomodando as pessoas a permanecerem na mesmice, deixa espaço para o movimento na sociedade e o movimento pessoal.
  • A população deixa de enxergar apenas aquilo que convém, desenvolve um olhar mais crítico e a consciência do que é correto ou não, ético ou corrupção. A partir disso aparece a oportunidade para a pessoa  se policiar para não criar ou fortalecer a corrupção através de seus atos e comportamentos. Intensifica a reflexão sobre seus atos.
  • Estimula o sentimento de pertencer e de ser responsável pelas melhorias no Brasil. Cria na pessoa a autocobrança de cumprir com suas obrigações como cidadão. Potencializa nelas a autoconfiança e destreza para suas conquistas pessoais e profissionais.

Infelizmente existem os criminosos, arruaceiros e vândalos que atrapalham as manifestações, dando oportunidade para os governantes desviarem o foco dos temas reivindicados pelos brasileiros. Entretanto,  esse comportamento depredatório abre portas para a discussão e o trabalho efetivo para:

  • o combate à violência
  • impunidade
  • educação
  • desigualdade social

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *