Pessoas Carentes e Desconfiadas

            Em qualquer tipo de relação (seja namoro ou amizade), é muito comum que a insegurança leve à carência e desconfiança. Nesses casos, a pessoa deseja atenção e carinho, mas quando não recebe da forma que gostaria, ela acredita que está sendo ignorada, não amada ou não considerada o suficiente pelo outro. Esses e alguns outros pensamentos são os que geram desconfianças:desconfiado

  • Ele não está sendo sincero
  • Não gosta de mim
  • Está me rejeitando

Com esses sentimentos confusos, a pessoa insegura pode se tornar “arisca” e se distanciar. Ela passa do “oito para o oitenta”, daquele que quer atenção, para aquele que não quer mais  contato / conversa. Muitas vezes levando o outro a:

  • Não entender e se assustar com a situação
  • Desgaste, desestimulando o outro a querer continuar essa relação
  • Com tantas oscilações, o outro se cansa e se afasta da pessoa

É importante entender suas carências. Muitas vezes, o que a pessoa deseja do outro é na verdade aquilo que precisa proporcionar a si mesma. Por exemplo, o medo de ser abandonada pode ser sinal de que a própria pessoa está se abandonando.  É fundamental pensar:

  • Quais são as minhas reais carências?
  • Como eu me sinto em relação a mim? O que eu sinto falta em mim?
  • Em qual situação da minha vida me senti rejeitada e abandonada? O que me faz ter esse medo de acontecer novamente? Por que fiquei presa a esse passado? O que me prende àquela situação?

É necessário trabalhar a autoestima e a confiança. A dedicação deve ser consigo mesmo, se dando o próprio valor, amor e carinho. Aceitando-se, reconhecendo as próprias qualidades, sentindo-se interessante. Quando fica difícil de fazer essa avaliação e superar essas carências, é indicado o acompanhamento psicológico.

9 thoughts on “Pessoas Carentes e Desconfiadas

  1. Brenda

    Sou exatamente como descreveu, (muito ciumenta e insegura) gostaria muito de conversar com voce psicologa, as vezes sinto que a minha psicologa nao me entende, se puder me responda beijos

    Reply
  2. Mariá

    Dra. Michelli
    Boa noite
    Estou gostando muito de ler os artigos do seu site.
    Lendo-os começo a entender melhor a vida; sinto-me melhor por isso.
    Obrigada
    Mariá

    Reply
  3. Cristhiny

    Olá tenho um namorado muito desconfiado super carinhoso e romântico mais ele tem umas desconfianças irritantes. Já terminamos a três anos atrás e voltamos agora ele fala muito de passado me irrito fácil não sei lidar com a desconfiança e a cobrança dele o que eu fasso por favor me ajuda…

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Boa tarde Cristhiny,

      Diga a ele o quanto essa desconfiança afasta vocês, o quanto te machuca e incomoda… você pode acolher e tentar apoiar para ele superar as dificuldades, mas não alimente essas desconfianças, você não precisa ficar se justificando o tempo todo ou deixando de fazer suas atividades por ciúmes dele, estabeleça limites.
      E avalie… você pode tentar ajudar, acolher e apoia-lo, mas tudo depende dele também querer mudar e se ajudar, a responsabilidade dele melhorar é dele, não sua…

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  4. Roseane lima da rocha

    Meu namorado é muito carinhoso,atencioso comigo mais é muito desconfiado ,tudo pra ele é falta de respeito,tem ciumes e desconfia que entre meu filho e eu existe um caso de homem.diz q eu nao dou atençao suficiente a ele.reclama q quer uma mulher que viva so pra ele.e que amar é pensar igual.me culpa de tudo e muito dificilmente reconhece seus erros.me ajude .obg.

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Boa tarde Roseane,

      É importante estabelecer limites nesse ciúmes e possessão, principalmente no que diz respeito ao seu amor pelo seu filho… amar outras pessoas não torna o seu amor menor pelo seu namorado. É impossível viver só para alguém, porque afinal “dividimos” o nosso tempo em várias atividades e pessoas: para nosso trabalho, família, amigos, e para NÓS MESMAS – vc não pode se anular e viver para uma única pessoa… tome cuidado, não existe “atenção o bastante” para pessoas possessivas…
      Avalie e pense se vc consegue estabelecer limites com o seu namorado. Perceba se essa relação está te fazendo bem ou está te aprisionando… E veja se é possível vocês criarem uma forma mais saudável de se relacionarem, se ele está disposto a querer enxergar as Suas necessidades também Roseane.
      leia esses textos, pode te ajudar:
      http://michelliduje.com.br/2012/11/05/quando-o-ciume-acontece-como-superar-o-ciume/

      http://michelliduje.com.br/2014/05/05/relacionamentos-amorosos-destrutivos-por-que-e-como-eu-deixei-chegar-a-esse-ponto/

      http://michelliduje.com.br/2012/10/15/colocar-limites-x-se-voce-nao-disser-o-outro-nao-vai-saber-ate-onde-pode-ir/

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *