Por que as pessoas ficam intolerantes, irritadas e explosivas? / Entendendo e superando os problemas

pavio curtoA pessoa se torna intolerante e irritada quando está sobrecarregada emocionalmente, quando não consegue dar conta de algumas situações da sua vida. Pode ser por questões que está vivendo hoje, ou por coisas que já aconteceram há muitos anos e não consegue superar.

A pessoa se sente presa e sufocada pelos problemas. Fica carregada de sentimentos negativos, sensível a qualquer acontecimento que a deixe desconfortável, tornando-se cada vez mais impaciente e “explosiva”.

O seu “copo está cheio”, o que a leva a ficar com “pavio curto”. Ela está em um grau emocional que não consegue lidar com coisas que a deixam emotiva ou irritada. Tem dificuldade em se controlar.

Em alguns momentos a pessoa se torna agressiva, briga e desconta sua raiva em quem mais poderia ajudá-la. Tudo se torna ainda mais difícil, porque com esse comportamento pode afastar oportunidades e pessoas bacanas de sua vida. Isso só a deixa com mais problemas e preocupações.

Para entender o que está desencadeando a intolerância e irritação, a pessoa precisa:

  • Perceber em quais situações existe o desgaste emocional. Em quais situações fica mais estressada? Normalmente quando está em um lugar? Surge determinado assunto, ou quando uma determinada pessoa está junto? O que esse contexto a faz pensar e lembrar?
  • O que realmente está difícil de suportar e está incomodando hoje?
  • O que precisa fazer para enfrentar essa situação? Quais são as pessoas e profissionais que podem te ajudar nesse momento?

É importante a pessoa reconhecer a fonte de sua irritação, buscando formas de enfrentar e lidar, tomando cuidado para não se descontrolar, pois isso lhe causará ainda mais preocupações e problemas por sua impaciência. Quando falhar, reconheça e tente recuperar o que perdeu.

É fundamental o acompanhamento com o psicólogo para a pessoa não ter ainda mais prejuízos na sua vida.

15 thoughts on “Por que as pessoas ficam intolerantes, irritadas e explosivas? / Entendendo e superando os problemas

  1. Fabiana Ramos

    Quero agradecer…pois suas postagens me ajudam muito…gostaria de poder imprimir um trecho para levar para meu noivo ler é possivel? Pois estamos sem internet em casa e vc sabe como são os homens não adianta eu dar o endereço para ele procurar que eu sei que ele não vai procurar…desde ja agradeço…Fabiana

    Reply
  2. fernanda fernandes

    Boa tarde estou muito chateada porque meu marido e pavio curto , um dia desses ele se estressou comigo porque olhei o celular dele e vi conversas com mulher nas redes sociais , já não e primeira vez ele quebrou a televisão e o celular não sei o que faço !!

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Boa tarde Fernanda,

      Esse comportamento agressivo não pode ser visto como algo aceitável, é um tipo de violência… talvez você precise perceber como está a sua autoestima e se você sabe estabelecer limites com o seu marido e com as outras pessoas…
      Leia esses textos, podem te ajudar:

      http://michelliduje.com.br/2014/05/05/relacionamentos-amorosos-destrutivos-por-que-e-como-eu-deixei-chegar-a-esse-ponto/

      http://michelliduje.com.br/2014/03/31/1989/

      http://michelliduje.com.br/2013/03/11/dificuldade-em-dizer-nao/

      Abraço!

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  3. Leo

    Minha esposa esta se afastando das pessoas,ela tem uma pespequitiva diferente do normal,achando que uma determinada situação e outra maliciosa querendo colocar ela pra baixo,não é uma pessoa tímida mas quer se isolar do mundo,para ela ninguém presta,toda ação tem uma inteçao normalmente maldosa para ela.
    Não sei o quefaço,vc pode me dar uma dica?

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Bom dia Leo,

      Talvez ela esteja com alguns sintomas de depressão… o indicado é que ela faça uma avaliação com o psicólogo (ela terá que ir a algumas consultas e provavelmente depois fará um tratamento psicológico).
      O que você pode fazer é tentar conversar com ela, primeiro perguntando sobre como ela está, como foi o dia dela… dê abertura para ela falar. Tome cuidado para não chegar dizendo “você está deprimida, está com problemas”. Ela pode se sentir atacada se você falar algumas coisas… o ideal que é você escute bastante, incentive ela falar sobre os sentimentos dela, e no final da conversa talvez possa dizer “percebo que você está sofrendo com isso, li alguns textos e acho que seria bacana se você também lesse”… depois de algumas conversar, quando ela estiver menos na defensiva, você pode dizer “será que não seria interessante você ir no psicólogo?”…
      leia esses textos, acredito que possa te ajudar:
      http://michelliduje.com.br/2016/08/27/como-superar-barreiras-da-vida-e-encontrar-a-cura-emocional-dicas-para-a-vida/

      http://michelliduje.com.br/2014/07/07/projeta-os-medos-ou-raiva-nos-outros-o-perigo-esta-dentro-de-voce/

      http://michelliduje.com.br/2016/05/23/inseguranca-leva-a-pessoa-interpretar-negativamente-o-que-escuta-sempre-armada-achando-que-sera-atacada/

      Atenciosamente,

      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  4. Dulce

    Infelizmente as pessoas não sabem respeitar seus limites ou não podem. Estudo a noite e tenho um professor Q está no limite,ele tem 65 anos e da aula nos três turnos . Infelizmente não consegue ouvir, é o Q ele diz e pronto. Hj ele passou dos limites deu um trabalho e avacalhou com Tds os trabalhos por não estarem nas normas Q ele queria, uma colega foi explicar Q não fez o tal trabalho Pq a mãe havia falecido ,ele disse Q não tinha nada haver com isso,Q ela tinha tido tempo para fazer. Mt triste, pior Q é um ótimo professor, mas não está conseguindo ver Q precisa de ajuda, seu celebro e corpo estão gritando.
    Pensei em falar com a direção ou até mesmo com ele em particular ,desisti do meu último emprego exatamente por isso,por estar tão stressada e Perder os limites, às vezes . Me considero uma pessoa centrada, e foi a melhor coisa Q fiz, estava adoecendo .

    Reply
  5. Vana

    Oi. Eu ando muito cansada e me irrito muito fácil. Odeio horários. E ultimamente ou melhor nos últimos dois meses, estou trabalhando em plantão imobiliário, e tenho que estar as 9h. Minha amiga está morando um tempo na minha casa. E ela é britânica em horário. Quando me levanto vou pra cozinha as vezes fazer o alimento pra trazer para o almoço, e ainda não me troquei, so o fato de ela olhar para o relógio nesse momento, me irrita profundamente. ( Como quem diz, olha a hora) Sei do horário, e sei que vai dar tempo de me trocar e chegar no horário no plantão. Mas isso me tira do sério. E fico com raiva dela. Como lidar com isso?

    Reply
    1. Michelli Duje Post author

      Boa tarde Vana,

      Talvez primeiro vc precise identificar o que realmente tem deixado vc cansada e irritada. É o trabalho, são questões mal resolvidas (por exemplo: termino de um namoro, conflitos familiares), ou o que te incomoda é ter que dividir o espaço com sua amiga, ….?
      Quando a pessoa não está bem emocionalmente, ela se irrita facilmente mesmo, por esse motivo é importante saber o que tem causado essa irritabilidade (e talvez alguns outros sintomas, como por exemplo: desânimo, baixa autoestima, ansiedade, ….)
      Após identificar a causa, tente avaliar. Será mesmo que a sua amiga está querendo te sinalizar algo, ou será que é você quem fica incomodada com a “sua correria” e acaba projetando esse olhar e desconforto na sua amiga? Após essa reflexão, perceba se vale a pena ou não conversar com sua amiga (se achar mesmo que vale a pena conversar com ela, fale “numa boa”, diga como se sente…).
      leia esses textos, pode te ajudar:
      http://michelliduje.com.br/2016/05/23/inseguranca-leva-a-pessoa-interpretar-negativamente-o-que-escuta-sempre-armada-achando-que-sera-atacada/

      http://michelliduje.com.br/2016/08/27/como-superar-barreiras-da-vida-e-encontrar-a-cura-emocional-dicas-para-a-vida/

      http://michelliduje.com.br/2014/12/03/e-obvio-como-ele-nao-entendeu-o-que-esta-claro-para-voce-pode-nao-estar-para-o-outro-2/

      Abraço!
      Psicóloga Michelli Duje

      Reply
  6. Anonimo

    Olá.
    Moro com minha mãe e meu irmão. Eu tenho 23 e trabalho, meu irmao tem 21 e tbm trabalha. Minha mãe anda mto irritada com tudo. Ela sempre foi explosiva e sensível a pequenas coisas q ela transforma em grandes tempestades.

    Não sabemos mais o que fazer, tentamos ser os Mais perfeitos com ela, dando presentes, arrumando o máximo a conseguimos em casa. Mas ela sempre chega do trabalho mto brava e irritada. Diz q pensa em suicídio. Chora pq o litro de agua da geladeira está somente 80% cheio e coisas do gênero.

    Pensei em me mudar e morar sozinho com meu irmão. Mas temos medo dela ficar ainda pior.

    Tento aconselhar ela a olhar a vida por outra ótica. Com otimismo, alegando q somos uma linda família, que a vida eh curta e precisamos ser felizes, não nos irritar e brigar por coisas simples…mas não adianta. Infelizmente piora, e até ameaça sumir no mundo, de tão brava q fica qndo falo algo pra Ela, e eu falo com mta calma e carinho… :/

    Reply
  7. Anonimo

    Olá.
    Moro com minha mãe e meu irmão. Eu tenho 23 e trabalho, meu irmao tem 21 e tbm trabalha. Minha mãe anda mto irritada com tudo. Ela sempre foi explosiva e sensível a pequenas coisas q ela transforma em grandes tempestades.

    Não sabemos mais o que fazer, tentamos ser os Mais perfeitos com ela, dando presentes, arrumando o máximo a conseguimos em casa. Mas ela sempre chega do trabalho mto brava e irritada. Diz q pensa em suicídio. Chora pq o litro de agua da geladeira está somente 80% cheio e coisas do gênero.

    Pensei em me mudar e morar sozinho com meu irmão. Mas temos medo dela ficar ainda pior.

    Tento aconselhar ela a olhar a vida por outra ótica. Com otimismo, alegando q somos uma linda família, que a vida eh curta e precisamos ser felizes, não nos irritar e brigar por coisas simples…mas não adianta. Infelizmente piora, e até ameaça sumir no mundo, de tão brava q fica qndo falo algo pra Ela, e eu falo com mta calma e carinho…

    Eh ruim viver assim, pois está me deixando ruim tbm. Me atrapalhanatrapalhando, psicologicamente e profissionalmente

    Reply
  8. Sandra Silva

    Doutora, estou vivendo uma situação difícil de resolver e isso está me fazendo muito mal, vejo a situação por um ângulo pois a vivi e não contei a ninguém algumas particularidades, então as outras pessoas que eu convivo desconhecem o que eu passei e vêem a situação por outro ãngulo, não consigo conversar com ninguém a respeito, estou me sentindo encurralada, tenho me estressado e exaltado com frequência com essa pessoa que desencadeou tudo isso. O que eu faço? Preciso de ajuda estou me sentindo muito mal.

    Reply
  9. Giovanna

    Olá…

    Gostaria de saber se posso estar com algum problema emocional. Eu não consigo aceitar o erro das pessoas, já começo a falar um monte de verdades. Não estou conseguindo lidar também com situações desagradáveis com meus amigos. Por exemplo, tive uma filha, 3 ou 4 meses antes dela nascer, uma amiga descobriu que ia ser tia e já de cara pediu as roupas da minha filha q ainda nem tinha nascido e ela nem sabe o sexo do sobrinho. Depois disso, não estou conseguindo encara-la muito bem. Não achei certo oq ela fez. Ela tinha que esperar eu oferecer as roupas, a minha filha ainda não tinha nem usado as roupas pra já ter “urubu” querendo. Minha irmã tinha acabado de ganhar uma menina tb e pra ela, essa nossa amiga em comum não pediu o que me faz pensar ainda mais que é olho gordo. Toda vez que me vê, pergunta se estou guardando as roupas que não serve mais. Isso é só uma das situações… Mas tudo que acontece, eu já olho pro erro das pessoas

    Reply
  10. VSA

    olá! ultimamente estou muito intolerante, minha vida está uma correria e vivo sempre cansada e isso me irrita ainda mais. recentemente um vizinho vive fechando a entrada da minha casa impedindo a minha passagem, eu já indignada passo bem próximo do carro dele para ver a reação dele. Sinto que já notaram o que estou fazendo, pois vi ele olhando para mim como se estivesse pronto para confusão. há muito tempo sempre tolerei muitas coisas por ser tímida, mas hoje parece que estou revoltada com tudo. Eu não quero confusão, apenas quero consideração. as vezes sinto que perdi minha humildade, como faço para recuperar a paciência e a tolerância? preciso muito de ajuda pois sinto que vou explodir!!!

    Reply
  11. Fernanda

    Bom dia …
    Eu preciso de ajuda,crio três filhos sozinha,eu vivo 24 HS por dia estressada e gritando,meu estresse tem piorado que nem eu tô me aguentando,não tenho paciência pra nada e ninguém,as vezes só tenho vontade de chorar…Não sei se é por que sou sozinha e tenho planos que só fica difícil alcansa-los,e o desejo é muito,e por ter filhos parece que nunca vou conseguir…Tenho medo desse sentimento ser egoísta e não materno é sofro por isso tbm..

    Reply

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *