“Não consigo superar a morte de alguém querido” / Começar a lidar com a perda (luto)

A morte traz sensações e emoções muito fortes, de impotência e falta de controle sobre a vida. É preciso ter consciênciamorte da dor da perda para começar a lidar com a morte.

Cada um sentirá, demonstrará e enfrentará a morte do seu jeito. Esse jeito vai ser influenciado por várias coisas, inclusive em como a pessoa morreu. Também o que ela representava para você, o tipo de relação e proximidade que ela tinha contigo. Reflita:

  • Ela representava força e vitalidade, era a pessoa falecida que tornava a sua vida interessante e divertida?
  • Era alguém que dependia de você e por isso você tirava o foco da sua própria vida? Dessa forma não precisava olhar para si mesmo?
  • Ou ela o “representava”. De alguma forma ela assumia, resolvia as coisas e os problemas para você?

O motivo do medo e da dificuldade de lidar com a morte que já aconteceu há anos pode ser por várias questões que não necessariamente tem a ver com a morte, mas sim com a sua própria vida:

  • Será que você sabe viver? Você conhece aquilo que dá sentido para sua vida, atividades que te faz sentir feliz?
  • Como você lidou e lida com as perdas (não só mortes, mas também mudanças de emprego, términos de relacionamento…)?
  • Será que algo na sua vida já não estava “legal” e você acabou se apegando a essa morte para não encarar as suas questões emocionais pendentes?

Você precisará reaprender a viver depois de uma perda. As coisas não voltarão a ser como antes, elas serão diferentes de alguma forma. Será preciso aprender a lidar com a ausência do outro.

Lembre-se das coisas boas que a pessoa “deixou” antes de morrer. Dessa forma, a pessoa poderá permanecer presente na sua vida, de forma positiva. Você estará cultivando a essência dela, o que existia de bonito e positivo daquele que partiu.

É importante você permitir que os outros te deem ajuda e suporte emocional. Se você afastou ou não tem relação com outras pessoas, é fundamental buscar dar esse espaço e criar oportunidades para passar a ter relações sociais. Isso ajudará no seu processo de lidar com a perda / morte.

Cada um tem sua forma de pensar… independente das suas crenças, é essencial cultivar a sua espiritualidade, o seu “eu” interior.

Você é capaz de enfrentar essa dor. Se não está conseguindo, é fundamental o acompanhamento com o psicólogo para ele ajudar você a reaprender a viver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *