“Meu namorado / esposa não me dá o que quero na relação” / Insatisfação no relacionamento amoroso

Rosa_e_EspinhoAlguns conflitos podem acontecer no relacionamento amoroso. A pessoa pode sentir que não “recebe” o suficiente do companheiro. Ela “cobra” do companheiro aquilo que acha importante na relação. Mas existe a possibilidade do parceiro não conseguir dar o que a pessoa quer. Ele pode se sentir frustrado, porque ele acredita que está dando o melhor dele nessa relação.

O companheiro acha que está dando rosas, e a pessoa acha que está recebendo espinhos.

É interessante a pessoa refletir:

  • Quais qualidades espero de um namorada / marido?  
  • É possível alguém ter as qualidades que desejo? Será que meu companheiro é realmente alguém que tem interesses, objetivos ou valores parecidos comigo? Aceito ele na sua essência?
  • Será que eu sou muito exigente, imagino alguém ideal, sem dificuldades ou “defeitos”?
  • Busco entender quais são as necessidades do meu companheiro? Dou espaço para ele dizer o que quer? Respeito as queixas e reclamações dele em relação a mim?

É importante que cada um entenda o que realmente quer em uma relação. A empatia (se colocar no lugar do outro) é necessária para conseguir saber o que realmente é possível nessa “troca”. Nem sempre o companheiro será capaz de “dar ou receber” o que a pessoa quer. Decepções acontecem nos relacionamentos.

É fundamental respeitar os próprios limites (e também os limites do outro), perceber o que a pessoa e o companheiro podem oferecer um para o outro, e se esse “dar e receber” serão o bastante para os dois.

O casal precisa prestar atenção na “real” necessidade de cada um, e assim estimular aquilo que o parceiro pode “dar” e melhorar (estimular sim, mas não cobrar). Mas para não ficar eternamente insatisfeitos, é interessante refletir sobre as perguntas feitas acima. Se alguém do casal ficar confuso sobre o que quer ou não quer, se é possível ou não é possível “dar e receber” do companheiro, é interessante o acompanhamento com o psicólogo.

Leia também:

http://curitibapsicologa.wordpress.com/2014/06/16/sufoca-o-outro-sempre-querendo-ele-ao-seu-lado-sobrecarrega-o-companheiro-com-seus-pedidos/

http://curitibapsicologa.wordpress.com/2014/04/07/por-que-algumas-pessoas-deixam-de-fazer-parte-da-sua-vida-relacao-estava-desgastada/

http://curitibapsicologa.wordpress.com/2013/12/23/como-se-entender-num-so-olhar-melhorando-a-sintonia-na-relacao/

http://curitibapsicologa.wordpress.com/2013/07/01/e-quando-a-pessoa-percebe-que-o-amadoa-tem-defeitos/

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *